Indicadores Estadão Imóveis
FGV IBRE: 
4.2%
FIPEZAP: 
0.57%
ICON: 
1.84%
IGP-M: 
0.60%
INCC: 
2.16%
PMI: 
44.1%
IMÓVEIS

Buscando sugestões para:


Página inicial / Notícias / Saiba quais são os bairros mais suscetíveis a enchentes e alagamentos em São Paulo

Saiba quais são os bairros mais suscetíveis a enchentes e alagamentos em São Paulo

Mooca, Limão e Vila Leopoldina. Veja outros pontos da cidade que mais sofrem durante o período de chuvas intensas


Da Redação

04/01/2021 - 2 minutos de leitura


O alagamento é um problema rotineiro na região central da cidade, principalmente nas imediações mais baixas nos arredores da Sé e Bela Vista/ Foto: Getty Images
Inscrições abertas para o Ve...

13/07/2021 03:00 até 01/08/2021 02:00


Assine nossa newsletter e receba por e-mail as principais notícias e dicas.
Fique tranquilo, não enviamos SPAM.
Quero me cadastrar para receber informações relevantes por e-mail. Fique tranquilo, não fazemos SPAM.

Seja dentro ou fora do período habitual de chuvas, a cidade de São Paulo sempre sofre com alagamentos e enchentes em áreas recorrentes, devido a uma série de fatores relacionados à ocupação urbana, desde vias impermeabilizadas até a canalização de rios e riachos, além da falta de estrutura para suportar o volume de chuva.

Como se trata de um problema corriqueiro, separamos uma lista com os bairros mais suscetíveis a enxurradas na capital paulista, de acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas (CGE).

Principais pontos de alagamento e seus bairros

  • Um dos locais mais conhecidos de São Paulo, a Mooca sofre constantemente com os alagamentos, principalmente na região da Rua Presidente Batista Pereira e Avenida do Estado;
  • Outro bairro da zona leste que constantemente fica imerso com as enxurradas é a Vila Prudente, que possui pontos críticos como o final do Viaduto Grande São Paulo, Praça Ruy Roxo, Avenida Anhaia Mello e Avenida Salim Farah Maluf;
  • Ainda no lado leste da cidade, outra área que sofre durante os períodos de tempestades é o território do Tatuapé. Os pontos de inundações recorrentes são a Avenida Celso Garcia, Praça Major Guilherme Rudge e Rua Saldanha Marinho;
  • No bairro do Belenzinho, também na zona leste, o principal ponto de enchente fica na Avenida Alcântara Machado, na altura do Viaduto Guadalajara;
  • O alagamento é um problema rotineiro na região central da cidade, principalmente nas imediações mais baixas nos arredores da Sé e Bela Vista, como a Praça da Bandeira, Parque do Anhangabaú, Avenida Nove de Julho e Avenida Vinte e Três de Maio;
  • A região mais próxima ao Rio Tietê, como os distritos do Limão e Casa Verde, na zona norte de São Paulo, passam constantemente pela inundações, que em situações mais graves, chega a interditar os dois lados da marginal, chegando ao setor da Água Branca;
  • Por ser localizado próximo ao encontro dos rios Pinheiros e Tietê, o bairro da Vila Leopoldina tem sucessivas inundações, atingindo regiões valorizadas e revitalizadas como a Avenida Mofarrej;
  • O belíssimo bairro da Cidade Jardim é um dos que passa por apuros com as chuvas, devido a sua proximidade à Marginal do rio Pinheiros;
  • Na zona sul, uma das regiões mais preocupantes é a Chácara Santo Antônio, onde os alagamentos costumam ser intensos, chegando até o Itaim Bibi, sendo que as vias que mais sofrem em dias de chuva são a Av. Santo Amaro, Av. Roque Petroni Junior e Avenida Juscelino Kubitschek;
  • O distrito do Bosque da Saúde, também na área sul da cidade, possui alguns pontos críticos, mas o principal fica localizado na Avenida Professor Abraão de Morais, devido principalmente ao Riacho do Ipiranga.

Agora que você conhece um pouco mais sobre as vias mais suscetíveis a inundações na cidade de São Paulo, tome o máximo de cuidado em dias de chuvas, não se exponha as águas contaminadas e, caso ocorra qualquer problema, entre em contato com o CGE pelos telefones (11) 3396-6739 ou 3396-6740.

AVALIAR ESSE ARTIGO
Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login


Notícias relacionadas