Decoração, reforma e construção

5 dicas para guardar joias em casa com segurança

Objetos de valor precisam de um cuidado especial na hora do armazenamento

Por:Breno Damascena 08/03/2023 3 minutos de leitura
cofre-seguranca-joias
Especialistas sugerem que jóias não sejam colocadas em cofres de fácil acesso/ Crédito: Getty Images

Publicidade

Escolher o lugar ideal da casa para guardar joias e outros objetos importantes em segurança não é uma tarefa tão simples. É preciso tomar cuidado com as intempéries do clima, o risco de assaltos e as condições do armazenamento. Para quem não teve os bens presos pela receita federal no aeroporto, o Estadão Imóveis preparou uma lista com 5 dicas para guardar joias em casa com segurança: 

  1. Tenha um cofre 

A solução mais óbvia é também uma das mais recomendadas por especialistas em segurança. “É importante que o cofre não esteja aparente e nem em locais óbvios, como no closet, por exemplo”, orienta Átila Cordova, CEO do Grupo MAGAV, especializado em consultoria de segurança patrimonial e organizacional.

Outra alternativa é ter mais de um cofre separando os itens. “Caso tenha um prejuízo, ele não será total”, justifica Cordova. “Também existem sistemas de monitoramento da abertura dos cofres e empresas de segurança que podem controlá-los. Se alguém abrir fora do horário combinado ou sem a senha correta, um alarme silencioso é disparado”, complementa.

  1. Atente-se ao círculo de proteção

O especialista em segurança comenta que antes de qualquer invasão, assalto ou furto, o criminoso precisa passar por diversos círculos de proteção. “Até chegar no cofre, ele precisou entrar por uma porta, portaria ou condomínio. A primeira coisa que você deve fazer é verificar a segurança desses obstáculos”, orienta Cordova.

Publicidade

“Exija do condomínio que ele tenha um bom nível de controle de acesso, com registro de todos que entram e saem. E se for uma casa de rua, tenha uma entrada segura, com portões e portas equipados.”

  1. Gavetas com fechamento eletrônico

“As gavetas eletrônicas ajudam a guardar joias, bijuterias mais finas e até coisas do dia a dia que você não quer deixar soltas em casa”, comenta Ana Rozenblit, arquiteta responsável pelo escritório Spaço Interior. Ela recomenda ainda que o sistema de abertura e fechamento eletrônico seja adotado em outros pontos da casa, principalmente nas portas de entrada.

A arquiteta Ana Rozenblit sugere que joias mais valiosas sejam colocadas em compartimento escondido com fechadura eletrônica/ Projeto de Ana Rozenblit | Foto: Rafael Renzo
  1. Invista em compartimentos secretos

A arquiteta Giseli Koraicho, do Infinity Spaces Arquitetura e Design, indica que itens de valor e o cofre para armazená-los podem ficar mais seguros em espaços como fundos falsos de gaveta, nichos secretos sob a base do móvel, cofres ocultos na marcenaria ou embutidos na alvenaria. “A instalação de cofres em locais camuflados exige um projeto especial de marcenaria, de modo que o cofre fique imperceptível”, pontua.

“Também deve ser realizado com o máximo de discrição e com um marceneiro de confiança”, argumenta. “Orientamos que o cofre seja colocado em um lugar que não seja óbvio ou tradicional, como no quarto dentro do armário. Prefira móveis com fundo falso, em paredes atrás de quadros ou até no chão, utilizando um alçapão”, recomenda.

Publicidade

  1. Mantenha sigilo dos seus itens

Não é raro que o assalto e a invasão do seu lar seja inspirado por erros que você mesmo cometeu ao expor seus itens de valor nas redes sociais ou numa conversa com alguém que não faz parte do seu círculo de amigos. “Quanto menos gente souber onde as joias estão guardadas, melhor”, afirma Átila Cordova. “Evite contar quantas são, de que tipo, quanto valem e outras informações.”

NEWSLETTER
IMÓVEIS

Inscreva-se e receba notícias atualizadas do mercado de imóveis

Notícias relacionadas

Imagem destacada

Mais de 122 mil imóveis foram vendidos em 2022

1 minuto de leitura
Imagem destacada

Altre, do Votorantim, paga R$ 200 mi na 2ª aquisição de prédio corporativo

1 minuto de leitura
Imagem destacada

Que tal usar o 13º salário para quitar despesas do imóvel?

3 minutos de leitura
Imagem destacada

Aluguel residencial sobe 2,92% em fevereiro, após alta de 1,86% em janeiro

2 minutos de leitura