Viajar pelo mundo para visitar museus e admirar obras de artistas consagrados é um privilégio, mas morar em um condomínio onde é possível contemplar pinturas e esculturas todos os dias pode deixar de ser uma expectativa e virar realidade. Isso porque construtoras e incorporadoras, como a Carvalho Hosken, Avanço Mansões Personalizadas e a Up Com lançam empreendimentos exclusivos e com obras de arte para valorizar ainda mais os imóveis.


Um dos lançamentos recentes é o condomínio FontVieille, no bairro planejado Península, na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro. E complexo possibilita viver e respirar arte todos os dias, segundo Ricardo Corrêa, assessor de marketing da presidência e vice-presidência da Carvalho Hosken, empresa responsável pela criação e desenvolvimento do empreendimento.

“É um tour diário por obras de Ceschiatti, Pancetti, Rodin, Portinari, Burle Marx, Manabu Mabe, Krajcberg, Bruno Giorgi e Di Cavalcanti. A empresa sempre acreditou que a arte seria uma forma de agregar valor aos seus empreendimentos e de difundir a cultura. Por isso, desde o seu primeiro bairro planejado, em 1997, a empresa trabalha com obras de arte em seus projetos”, afirma Corrêa.

“É um condomínio sofisticado, exclusivo e com uma riqueza cultural que chama a atenção. São quadros, esculturas e gravuras de artistas nacionais e internacionais, além de espelhos, lustres e mobiliário. É uma experiência de morar que vai muito além do desejo de encontrar um apartamento. Os clientes que compram no FontVieille desejam uma conexão da arquitetura com a arte, da sofisticação com a contemplação”, diz ele.

Corrêa destaca que a inspiração para o condomínio veio do Impressionismo, movimento das artes que se caracterizava por trazer para as telas a alma do que estava sendo retratado, utilizando luz e cores. O empreendimento conta ainda com apartamentos de até quatro suítes, hall e elevadores privativos, além de coberturas de 612 m2 a 830 m2. Os imóveis têm valores a partir de R$ 3,3 milhões.

Assine nossa newsletter e receba por e-mail as principais notícias e dicas.
Fique tranquilo, não enviamos SPAM.

Além dele, a construtora Up Com lançou na zona oeste de São Paulo, o Atualizado Vila Madalena, que ganhou uma fachada em painel de 33 metros de altura por 6 metros de largura, assinado pela artista local Marcella Riani. Para criar uma obra desta dimensão, a artista trabalhou com recortes e colagens, formando grafismos. A inspiração foi o relevo, as curvas, os altos e baixos e o movimento do próprio bairro. Além disso, na parede do lobby há outra tela assinada também por ela de cinco metros de altura por dois metros de largura.

A Up Com já havia apostado em outros empreendimentos do tipo. Os edifícios de M.Ferraz 415 (com 36 unidades de 49 a 189 m2) e M. Ferraz 339 (com 40 unidades de 49 a 186 m2) são vizinhos, no bairro do Itaim Bibi, também na zona oeste da capital paulista. Eles têm em comum a obra “O encontro da noite com o dia”, em grafite, realizada pela trupe de artistas franceses LightGraff Collective, no boulevard de entrada.

“Sem sombra de dúvida, as obras de arte são capazes de agregar não só valor financeiro, em torno de 15% a 20% se comparado a outro empreendimento semelhante, mas principalmente valores apreendidos como luxo, nobreza, personalidade e bom gosto”, esclarece Ricardo Corrêa.

Assim como a Carvalho Hosken e a Up Com, a Avanço Mansões Personalizadas aposta nas esculturas do artista plástico brasileiro Rigo para valorizar as três mansões que foram construídas pela empresa no condomínio de alto luxo Alphaville, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio. Todas as obras ficam nos jardins, formando uma galeria a céu aberto.

As casas têm até cinco suítes com espaço gourmet, sauna e piscina com deck molhado, entre outras comodidades. “O cliente pode optar pela casa pronta ou personalizá-la, escolhendo os detalhes com a equipe de arquitetura da empresa”, explica Sanderson Fernandes, diretor da Avanço.