Notícias

Anitta coloca mansão no RJ à venda, mas não deixará de ter residência fixa no Brasil

Informação foi confirmada pela assessoria da cantora, que disse que ela continuará dividindo a vida entre o Rio de Janeiro e Miami

Por: Larissa Santiago, O Estado de S. Paulo 21/10/2022 1 minuto de leitura
O valor pelo qual a cantora está vendendo sua casa não foi divulgado/ Crédito: @anitta/Instagram

Publicidade

A assessoria de Anitta confirmou ao Estadão que a artista colocou sua mansão, no Rio de Janeiro, à venda. O valor pelo qual a cantora está vendendo sua casa, que fica localizada num condomínio de luxo, no bairro da Barra da Tijuca, Zona Oeste da cidade, não foi divulgado.

Questionado se a cantora ainda continuaria fazendo ponte aérea entre o Brasil e os EUA, a informação foi que Anitta e sua família continuam tendo residência fixa no Rio de Janeiro, mas em outro bairro, e também em Miami, onde mora atualmente e passa parte do seu tempo se dedicando a sua carreira internacional.

A mansão de Anitta ficou conhecida pelo famoso “quarto do sexo”, onde as amigas da estrela, Juliette, que após ser campeã do BBB 21 morou um tempo na casa, e Gkay, já revelaram alguns detalhes da decoração quente.

Por lá também foi gravado ao vivo o clipe da sua música Indecente, além de ser espaço das festas de Halloween e Junina que a cantora produziu para seus amigos e familiares quando estava em solo brasileiro.

Publicidade

Este texto foi publicado antes em:
https://www.estadao.com.br/emais/gente/coloca-mansao-no-rj-a-venda-mas-nao-deixara-de-ter-residencia-fixa-no-brasil/

NEWSLETTER
IMÓVEIS

Inscreva-se e receba notícias atualizadas do mercado de imóveis

Notícias relacionadas

Imagem destacada

FIIs: o que é e como funciona o aluguel de fundos imobiliários

3 minutos de leitura
Imagem destacada

Vai viajar? Confira 5 dicas para deixar a casa segura quando estiver fora

3 minutos de leitura
Imagem destacada

Que tipo de imóvel combina mais com você?

0 minutos de leitura
Imagem destacada

Crédito imobiliário cai 9,6% e fica em R$ 16,1 bilhões em setembro

3 minutos de leitura