Voltar
IMÓVEIS

Buscando sugestões para:


Página inicial / Guia de Bairros / Conheça os 10 bairros mais seguros da capital

Conheça os 10 bairros mais seguros da capital

Ranking realizado pelo Instituto Sou da Paz tem bairros residenciais de classe média nas primeiras posições. Confira os mais bem colocados


Da Redação

17/09/2020 - 2 minutos de leitura


Além de possuir baixa criminalidade, os locais oferecem segurança, infraestrutura e qualidade de vida/ Foto: Getty Images

O levantamento Índice de Exposição a Crimes Violentos, realizado pelo Instituto Sou da Paz em 2018, lista e classifica os bairros mais seguros de São Paulo. O índice considera crimes letais, sexuais e contra o patrimônio e permite a comparação da vulnerabilidade da população a esses crimes.

Confira abaixo as dez regiões paulistanas mais seguras e conheça um pouco mais sobre cada uma delas:

Cambuci – Situado na área central da cidade de São Paulo, o Cambuci é vizinho de bairros tradicionais, como Mooca, Vila Mariana, Ipiranga, Liberdade e Aclimação. Parte de sua população é composta de imigrantes, predominantemente vindos da Itália, Espanha, China, Síria e Líbano.

Vila Diva – Localizado entre o chamado “Centro Expandido” da capital paulista e a zona leste, a Vila Diva é um bairro do distrito da Água Rasa. A região conta com uma história inusitada: a Capela Nossa Senhora Aparecida foi inaugurada em 1959, como pagamento de uma promessa da dupla caipira Tonico e Tinoco. 

Parque da Mooca – Bairro nobre, é um reduto de imigrantes italianos e seus descendentes. Tem agitada vida noturna, com muitos bares e restaurantes, e é casa do tradicional Clube Atlético Juventus. Mas há também influência indígena em sua formação, o que se evidencia no nome de muitas ruas, como a Chamantá, a Tacomaré, a Ibipetuba e a Jumana.

Carrão – Também conhecido como Vila Carrão, o bairro, situado na zona leste de São Paulo, abriga a maior comunidade de nipo-brasileiros oriunda da província de Okinawa, no Japão. Atualmente, a região passa por uma transformação, sendo tomada por condomínios de apartamentos de luxo.

Assine nossa newsletter e receba por e-mail as principais notícias e dicas.
Fique tranquilo, não enviamos SPAM.
Quero me cadastrar para receber informações relevantes por e-mail. Fique tranquilo, não fazemos SPAM.

Vila Clementino – Próximo ao Parque do Ibirapuera, o distrito da zona sul é repleto de empreendimentos de alto padrão. A região conta com completa infraestrutura e ampla gama de serviços e lazer, como escolas, faculdades e comércios, teatros, parques, clubes, cinemas, shoppings e museus.

Vila Matilde – O tradicional bairro da zona leste conta com os famosos “comércios de bairro”, principalmente presente na Avenida Waldemar Carlos Pereira. É um dos bairros mais importantes do carnaval paulistano, sede da tradicionalíssima escola de samba Nenê de Vila Matilde;

Vila Mariana – Localizado na zona sul de São Paulo, mas bem próximo à região central, o distrito é predominantemente de classe média e possui perfil misto, comercial e residencial. A Vila Mariana conta com importantes universidades, tradicionais colégios da capital paulistana e pontos turísticos conhecidos, como o Parque Modernista e a Cinemateca Brasileira;

Campo Belo – Vizinho de outros bairros de classe média e alta da zona sul da cidade como Itaim Bibi, Saúde e Moema, o Campo Belo recebeu recentemente sua primeira estação de metrô (Linha-5 Lilás) e é reconhecido por ser o local onde se encontra o Aeroporto de Congonhas, um dos mais movimentados de toda América Latina;

Monções – Estabelecido na zona sul, fica às margens do rio Pinheiros, entre o Brooklin Novo, Moema e Vila Olímpia, onde os edifícios residenciais de luxo se misturam aos grandes condomínios empresariais, hotéis e empresas multinacionais;

Jabaquara – Servido por duas estações de metrô, Jabaquara e Conceição, o bairro da zona sul inaugurou a Linha-1 Azul, em 1974, a primeira da cidade. Além disso, abriga o terminal rodoviário, que oferece fácil acesso ao litoral de São Paulo e está perto do Aeroporto de Congonha, inaugurado em 1940.

AVALIAR ESSE ARTIGO
Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login


Notícias relacionadas