Notícias

Com as contas atrasadas? Saiba se o seu imóvel pode ir à leilão

As próprias dívidas do imóvel como falta de pagamento do financiamento, do condomínio e IPTU podem tornar o risco uma possibilidade real

Por:Breno Damascena 13/06/2023 3 minutos de leitura
leilao-de-imoveis
Pagamento de dívidas trabalhistas, falência de empresa e falta de pagamento de pensão alimentícia também podem resultar na penhora do imóvel/ Crédito: Getty Images

Publicidade

Comprar a tão sonhada casa própria nem sempre significa que a história teve um final feliz. A falta de pagamento das parcelas do financiamento pode trazer um medo para muitos brasileiros: o risco do imóvel ir a leilão. O tema é complexo e carregado de mitos, mas a possibilidade é real. 

O advogado Marcelo Tapai, especialista em Direito Imobiliário e do Consumidor e sócio do Tapai Advogados, listou cenários em que uma inadimplência financeira pode resultar na perda do imóvel. E elas se baseiam, prioritariamente, no conceito de que existem as dívidas do imóvel e as dívidas do indivíduo.

As dívidas do imóvel são aquelas relacionadas de forma direta ao imóvel em questão. Entre elas se destacam o boleto do condomínio, o IPTU e os valores envolvidos em financiamento imobiliário. São casos em que o débito existe exclusivamente por causa do imóvel e tradicionalmente o próprio bem é utilizado como garantia do pagamento. 

“Na prática, o banco é o proprietário do bem e você tem que pagar para ele”, afirma  Tapai sobre o processo de alienação finduciária. “O número de parcelas que podem ser atrasadas antes do imóvel ir à leilão é aquele acertado em contrato. Depois disso, o banco manda uma notificação extrajudicial e, caso os valores não sejam acertados, o bem é leiloado.”

Publicidade

Em casos como esse, a instituição financeira não precisa nem mesmo recorrer à justiça. O leilão é realizado com o valor mínimo dos lances estipulado em 50% do preço total do imóvel. “Se o banco vender o imóvel por um valor superior ao valor da dívida, o devedor recebe a diferença. Se for por um valor inferior, a pessoa perde o imóvel e tudo o que foi pago até o momento”, diz Tapai. 

Dívidas do indivíduo

E se você atrasar o pagamento do cartão de crédito também pode perder o seu imóvel? Sim, pode, mas a jornada é bem mais longa do que processo extrajudicial. Quando se trata de uma dívida do indivíduo, como a do cartão de crédito, contas de luz, internet ou algo do tipo, o credor deve recorrer à justiça, que eventualmente pode acionar o patrimônio do devedor. 

“Há uma longa fase de execução porque o objetivo é que ela seja menos danosa ao devedor. Caso seja o seu primeiro imóvel, a justiça tenta ir atrás de outros bens, como veículos, aplicações e títulos da dívida pública, antes de chegar ao imóvel”, afirma Tapai. O advogado salienta que, durante esse período, é possível fazer uma renegociação para que o bem não vá a leilão.

Tapai enumera outras conjunturas em que a dívida do devedor pode resultar na perda do imóvel em leilão: 

Publicidade

  • Pagamento de dívidas trabalhistas
  • Declaração de falência da empresa
  • Falta de pagamento da pensão alimentícia
  • Hipoteca ou garantia de uma dívida
  • Conduta criminosa

“Para os casos de falência, somente os imóveis da empresa que teve a falência decretada podem ser vendidos. Nunca do proprietário”, diz Tapai. “O imóvel dos sócios, caso seja o único e onde ele mora, não podem ser leiloados para pagamento de dívida trabalhista”. 

Já para pagamento de pensão alimentícia, somente a parte daquele que é devedor, ou seja, penhora parcial. Se o casal possui um único imóvel e o pai deve pensão para o filho, apenas 50% poderá ser penhorado. Tapai explica que o mesmo se aplica para fiador de contrato de locação. 

“Um imóvel pode ter vários proprietários que sequer são parentes, então somente a parte que cabe ao devedor dessas hipóteses específicas poderá ser penhorado”, acrescenta. “Por fim, imóveis comprados com dinheiro de crime ou pagamento de indenização em ação penal poderão ser penhorados.”

NEWSLETTER
IMÓVEIS

Inscreva-se e receba notícias atualizadas do mercado de imóveis

Notícias relacionadas

Imagem destacada

Lei obriga síndico a denunciar violência doméstica; prédio usa botão de socorro

3 minutos de leitura
Imagem destacada

Como manter sua casa em segurança durante as viagens de final de ano

2 minutos de leitura
Imagem destacada

Summit Imobiliário: Mesmo com oscilações, setor deve manter um bom ritmo

3 minutos de leitura
Imagem destacada

Casas sem banheiro no Japão: minimalismo, cultura ou necessidade?

2 minutos de leitura