Investir em Imóveis

FIIs: 57% tiveram alta em julho; confira os que mais subiram

Ranking da Smartbrain mostra que 57% dos FIIs negociados na B3 tiveram desempenho positivo no mês

Por: Luíza Lanza, O Estado de S. Paulo 09/08/2022 0 minutos de leitura
casa-fundo-imobiliario
O FII Reag Multi Ativos Imobiliários (RMAI11)registrou uma valorização de 20,68%/ Crédito: Getty Images

Publicidade

Um levantamento feito pela Smartbrain mostra que, em julho, 57,36% dos 197 fundos imobiliários (FIIs) negociados na B3 tiveram retornos positivos. O destaque do período foi o Reag Multi Ativos Imobiliários (RMAI11), que teve uma valorização de 20,68%.

Completam o top 3 o SCP (SCPF11), com alta de 11,81%, e o Hospital Nossa Senhora de Lourdes (NSLU11), com alta de 11,33% no mês.

Veja os dez melhores desempenhos entre as FIIs no período, segundo o Smartbrain:

RMAI11 – REAG MULTI ATIVOS IMOBILIÁRIOS – FII: 20,68%
SCPF11 – FDO INV IMOB SCP: 11,81%
NSLU11 – FDO INV IMOB – FII HOSPITAL NOSSA SRA DE LOURDES: 11,33%
IBFF11 – FDO INV. IMOB. FOF INTEGRAL BREI: 9,66%
MBRF11 – FDO INV IMOB MERCANTIL DO BRASIL – FII: 8,60%
HTMX11 – FDO INV IMOB – FII HOTEL MAXINVEST: 8,58%
FIIB11 – FDO INV IMOB INDUSTRIAL DO BRASIL: 7,89%
RELG11 – FDO INV. IMOB. REC LOGISTICA: 7,84%
RBFF11 – RIO BRAVO FUNDO DE FUNDOS DE INVESTIMENTO IMOB: 6,84%
HCRI11 – FDO INV IMOB – FII HOSPITAL DA CRIANÇA: 6,51%

Publicidade

Esta nota foi publicada originalmente em:
https://einvestidor.estadao.com.br/investimentos/fundos-imobiliarios-alta-julho-2022/

NEWSLETTER
IMÓVEIS

Inscreva-se e receba notícias atualizadas do mercado de imóveis

Notícias relacionadas

Imagem destacada

Como funcionam os contratos de locação anual

2 minutos de leitura
Imagem destacada

Selic sobe para 11,75% e busca por consórcio bate recorde histórico em 2021

4 minutos de leitura
Imagem destacada

Atividade na construção supera período pré-pandemia, diz CBIC

1 minuto de leitura
Imagem destacada

Procura por casas em bairros nobres de São Paulo mais do que dobra; veja as áreas mais cobiçadas

4 minutos de leitura