Voltar
IMÓVEIS

Buscando sugestões para:


Página inicial / Compra / Maior empreendimento imobiliário da América Latina chega a São Paulo

Maior empreendimento imobiliário da América Latina chega a São Paulo

Além de cinco torres residenciais, o Parque Global também conta com um shopping center e um complexo de inovação, saúde e educação

  • (5.0)

Da Redação

27/10/2020 - 4 minutos de leitura


Planta virtual do Parque Global: piscinas, quadras, academia e brinquedoteca compõem a área de lazer completa dentro da estrutura condominial

Depois das quedas preocupantes de abril e maio, o mercado imobiliário viu com otimismo sua rápida recuperação. Já em junho, dados do Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi-SP) indicaram que as vendas chegaram a 85% do esperado para o mês em São Paulo. Em julho, as vendas de apartamentos novos atingiram 4.341 unidades, número 45,5% superior ao de junho e 21,1% acima do registrado no mesmo mês do ano passado. Em agosto, novo recorde: as vendas foram 46% maiores do que em julho e 44% maiores que no mesmo mês de 2019, de acordo com relatório do Credit Suisse.


A demanda reprimida durante a pandemia não suspendeu o déficit habitacional de 1,16 milhão de moradias no Estado, segundo a Secretaria de Estado da Habitação de São Paulo. Já o avanço da pandemia e o prolongamento do isolamento social fizeram surgir novas circunstâncias: trabalhando em casa, com os filhos em aulas à distância e o mesmo local sendo compartilhado por toda a família, a busca por mais espaço e mais qualidade de vida na cidade cresceu. Os práticos e econômicos compactos passaram a ser preteridos em relação aos imóveis maiores e próximos às áreas verdes.

“Lançamos duas torres com 243 unidades disponíveis e vendemos 176 em um mês. É surreal. Eu falo para as pessoas virem conhecer, porque é impossível traduzir. Aqui não é um stand de vendas, é uma mostra de decoração, de cultura, de arte, com um trabalho paisagístico impressionante”, conta Luciano Amaral, diretor geral da Benx Incorporadora, parceira da Related Brasil e da Starwood Capital na execução do Parque Global. Localizado em um terreno de 218 mil metros quadrados na Marginal Pinheiros, entre o complexo Cidade Jardim e o Parque Burle Marx, o empreendimento impressiona: são 58 mil m² de área verde residencial, que conta com cinco torres independentes com apartamentos de 142 a 330 m² e unidades suplex de até 552 m², um shopping center e um complexo de inovação, saúde e educação.

O projeto urbanístico tem como inspiração o Hudson Yards, ícone de Nova York. “Temos profissionais da Itália, Inglaterra, Suíça e outros países trabalhando juntos na concepção arquitetônica, no planejamento e na decoração. Por isso falamos em ‘residências internacionais’, que seguem padrões de qualidade e propostas já utilizadas com sucesso em outros países.” Amaral destaca o uso de vidro na fachada em amplas janelas e o diálogo com a área verde exterior. “Fizemos uma recuperação ambiental no terreno e estamos plantando 3.500 espécies da mata atlântica. Privilegiamos árvores grandes para uma praça de 180 m de comprimento de grama livre e mais um bosque de 1,6 km para caminhadas.”

Luciano Amaral, diretor geral da Benx Incorporadora

Cultura, lazer, tecnologia e sustentabilidade

Levantamento da imobiliária digital QuintoAndar constata que, enquanto a busca por kitinetes ou studios caiu 6% e 10% durante a pandemia, respectivamente, a demanda subiu 8% por casas na rua e 20% por casas de condomínio. Ter maior número de cômodos também pesa na decisão. A procura por imóveis com apenas um quarto sofreu queda de 10%, enquanto aqueles com 2, 3 ou 4 quartos tiveram alta de aproximadamente 30%. E já que a pandemia restringiu a circulação em locais públicos e o encontro entre amigos, contar com uma estrutura privativa de lazer e cultura enche os olhos de moradores e investidores.

Assine nossa newsletter e receba por e-mail as principais notícias e dicas.
Fique tranquilo, não enviamos SPAM.
Quero me cadastrar para receber informações relevantes por e-mail. Fique tranquilo, não fazemos SPAM.

Pensando nisso, o condomínio do Parque Global conta com 5 piscinas, além da piscina privativa em ambiente sob reserva para eventos. Pista de boliche, simulador de golf, quadras de tênis coberta e descoberta, bicicletário, quadras de squash e sala de pilates são outros itens de lazer. Para os amantes de vinhos, um wine bar desenhado pelo escritório de arquitetura Archea Associati, que projetou a vinícola de Antinori, a principal da Itália, localizada na Toscana.

Mas para quem não abre mão do visual, as 5 torres terão 47 andares cada uma, uma delas tem vista 360 graus. Cada torre vai dispor de um jardim exclusivo e terá seu lobby decorado pelo renomado escritório de design inglês United, que assina interiores icônicos dos hotéis W. Marriot e Four Seasons. “Compramos sete esculturas de artistas diferentes. Arthur Lesser, Raul Mourão, Marcelo Silveira, tudo com curadoria da Nara Roesler. Duas delas vão ficar nas áreas externas e cinco vão ficar nos lobbies.”

Todos os apartamentos terão infraestrutura para automação: persiana, ar condicionado, iluminação e aparelhos multimídia. Além disso, o residencial terá o Sistema Global de Segurança (SGS), que vai contar com reconhecimento facial para abertura de cancela, reconhecimento da placa do veículo, monitoramento de perímetro por infravermelho e aplicativos que facilitam o controle e a integração. Elevadores inteligentes atingirão a velocidade de 5 a 6 metros por segundo e um heliponto para drones. Na garagem, pontos para recarga elétrica de automóveis.

O empreendimento conta ainda com a certificação AQUA, que garante a sustentabilidade e uso racional dos recursos naturais durante a construção (descarte correto de resíduos) e no funcionamento das unidades. “Vamos manejar água de reuso para a irrigação de plantas, higienização da garagem, do térreo e de áreas comuns, além do vaso sanitário das áreas privativas. Parte do térreo e o aquecimento das piscinas será feito a partir de energia solar. Nas áreas externas, optamos por materiais mais resistentes e duráveis, que necessitam menos de manutenção e do uso de água e sabão para higienização”, conclui o diretor da Benx.

AVALIAR ESSE ARTIGO
Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login


Notícias relacionadas
É indicado sempre adquirir o produto de uma empresa confiável e referenciada/ Foto: Getty Images
Mitos e verdades sobre vazamento de gás de cozinha

Mitos e verdades sobre vazamento de gás de cozinha Especialista conta o que pode ou não fazer com o vazamento de gás e como proceder em caso de emergência Com o isolamento social imposto pela pandemia do coronavírus, a venda de gás de cozinha aumentou 30% em onze estados brasileiros, comparado com o mesmo período de 2019. A alta demanda foi registrada pela. Apesar da utilização frequente, muitos imprevistos acontecem devido ao manuseio incorreto, falta de manutenção e armazenamento inadequado – no caso do . Para evitar riscos e desmistificar crenças, André Amado, gerente da Rede de Prestadores da Allianz Assistance, preparou uma lista com mitos e verdades sobre o vazamento de gás. Todo vazamento pode ser identificado pelo cheiro. Verdade. Este é o principal sinal de que algo está errado, tanto em gás encanado quanto botijão. Um modo prático de verificar se está tudo bem é fazer o teste de bolha: com a válvula do gás aberta, basta umedecer uma esponja com água e sabão e distribuir ao redor das conexões. Em caso positivo, o líquido vai borbulhar sinalizando o local de escape. Curiosidade: o gás não possui odor, o que sentimos é um aditivo chamado Mercaptano, um agente químico adicionado ao produto para indicar um problema. Em caso de vazamento, é recomendado sair imediatamente do local. Verdade. Em caso de emergência, o primeiro passo é evacuar o ambiente e retirar todas as pessoas da casa, incluindo animais de estimação. Se o cheiro não estiver muito forte, aproveite para desligar a válvula e abrir as janelas e portas, permitindo a dissipação do gás. Caso contrário, saia imediatamente do local. Inalar grande quantidade de gás pode causar perda de consciência ou até mesmo morte por envenenamento de monóxido de carbono, risco de e exposição a subprodutos tóxicos. Se o vazamento tomar proporções muito grandes, entre em contato com a empresa de gás da região para que possam tomar as medidas necessárias. O botijão de gás pode ser instalado em qualquer lugar da casa. Mito. Esse é um erro comum que acontece em muitas casas. O recipiente deve estar armazenado em um local bem ventilado para contribuir na circulação do composto em caso de vazamento. Por isso, não é recomendado deixá-lo em locais fechados, como armários e gabinetes. Outro ponto de atenção é colocá-lo longe de tomadas, interruptores e instalações elétricas. O ideal é que fique em um espaço coberto, que proteja o equipamento do mau tempo. Até mesmo as famosas capas que servem como item de decoração, devem ser evitadas. Em caso de vazamento, não é recomendado ligar a luz. Verdade. Em hipótese alguma é recomendável acionar qualquer dispositivo elétrico como, por exemplo, interruptores e tomadas, especialmente se o cheiro tiver se espalhado em um ambiente confinado. Ao ligar a luz, a faísca pode provocar uma explosão. Não utilize o fogão antes de uma consulta especializada. Acidentes só acontecem com eletrodomésticos usados. Mito. Os motivos podem ser diversos. Desde um equipamento com falta de manutenção, até má instalação. Para garantir que aparelhagem e vedação sejam feitas de maneira correta, é indicado contratar um profissional. Novos ou antigos, todos os aparelhos merecem cuidado. A manutenção preventiva pode ser feita checando a validade das mangueiras e conferindo as tubulações de cobre e registros. No caso do botijão, é indicado sempre adquirir o produto de uma empresa confiável e referenciada.