Voltar
IMÓVEIS

Buscando sugestões para:


Página inicial / Notícias / Como preparar o home office para a quarentena?

Como preparar o home office para a quarentena?

Confira 8 dicas para encontrar o cantinho ideal dentro de casa e transformá-lo numa extensão do ambiente de trabalho

  • (4.0)

Da Redação

24/03/2020 - 3 minutos de leitura


Proponha atividades autônomas para as crianças e ganhe alguns momentos de autonomia também/ Crédito: Getty Images

Com o avanço de casos do novo coronavírus no Brasil, muitas empresas preocupadas com a saúde dos funcionários têm aderido à modalidade de trabalho a distância. Entretanto, para garantir produtividade e concentração, é preciso organizar o ambiente levando em conta o espaço, a iluminação e a organização. Vale lembrar que para manter a eficiência também é necessário estabelecer horários e estipular uma rotina para não misturar atividade domiciliar com compromissos profissionais. Confira as dicas:

Leia mais:
Home office traz desafios para empresas e executivos discutem modelo híbrido
Cantoria e barulho levam a conflitos em condomínio na quarentena
Condomínios mantêm rotina de funcionários durante quarentena

Adaptação: nem sempre é possível ter um lugar perfeito para colocar agenda, calendário, computador, impressora, canetas, grampeador, folhas e outros materiais de trabalho que possam ser úteis à mão. Então, deixe o perfeccionismo de lado e observe o que está dentro das possibilidades. A mesa da cozinha pode ser compartilhada, uma mesa de centro pode ser improvisada. Se for o caso, utilize cavaletes para montar uma bancada proporcional à área disponível.

Organização: mantenha papéis, canetas e objetos dentro de uma caixa organizadora ou opte por gaveteiros próximos. Já pensou ter que levantar para cada coisinha que precisar? É fundamental que a superfície esteja em ordem e apresente o que é necessário ao trabalho. Isso evita dispersão e colabora com a produtividade.

Cadeira: não subestime o poder de uma cadeira ergométrica. Ter uma boa cadeira de escritório não é um luxo, é uma questão de saúde. Escolha um bom modelo e evite economias neste item. Um assento macio e flexível ajuda a elevar a postura e aumenta a sensação de conforto e bem estar. Isso ajuda a manter a eficiência ao longo do dia inteiro de atividades mentais.

Iluminação: evite luzes acessas durante o dia e opte por colocar a mesa de trabalho próxima a uma janela. Procure posicionar o corpo de frente para a luz. Se a janela estiver atrás, a luminosidade pode atrapalhar para enxergar a tela do computador. Mantenha os vidros abertos para deixar o ambiente arejado.

Assine nossa newsletter e receba por e-mail as principais notícias e dicas.
Fique tranquilo, não enviamos SPAM.
Quero me cadastrar para receber informações relevantes por e-mail. Fique tranquilo, não fazemos SPAM.

Decoração: a dica é manter o ambiente de trabalho com o mínimo de objetos, somente os indispensáveis. Evite ter por perto muitas fotos, desenhos, bonequinhos, enfeites ou materiais de outras atividades, como cadernos de estudos que não são necessários às atividades de trabalho. Pequenas plantas podem ajudar a compor a mesa de maneira saudável.

Contato: não perca o contato com as pessoas com quem você trabalha só porque estão cada um na sua casa. Troque impressões por mensagens, mande e-mails e mantenha reuniões regulares por chamadas virtuais. Isso ajuda a cultivar os vínculos, a coesão nas atividades e a integração entre os membros da equipe.

Disciplina: é fundamental cravar uma rotina a ser seguida, com hora para começar, hora de intervalo e hora para terminar. Além de evitar dispersão e confusão entre atividades profissionais e domésticas, isso ajuda a estipular o descanso saudável, observar prazos e metas e não perder o ritmo de produtividade.

Crianças: elas costumam requerer muita atenção quando têm a mamãe ou o papai por perto. Delimitar espaço e limite pode ser difícil, então proponha atividades que podem ser desenvolvidas de maneira autônoma, como colorir desenhos ou montar quebra-cabeças próprios para a faixa etária. E faça provocações do tipo “ah, será que você consegue fazer isso sozinho? Não sei… será?”. O sentimento de desafio pode instigar as crianças a se dedicarem de maneira concentrada, deixando você livre por algum tempo.

AVALIAR ESSE ARTIGO
Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login


Notícias relacionadas