Voltar
IMÓVEIS

Buscando sugestões para:


O Itau inovou para você ter mais crédito e pagar menos. QUERO SABER MAIS
O Itau inovou para você ter mais crédito e pagar menos. QUERO SABER MAIS

Página inicial / Investir em Imóveis / Alugo o apartamento ou coloco para vender? O que fazer em 2020?

Alugo o apartamento ou coloco para vender? O que fazer em 2020?

Em análise simples e considerando o cenário macroeconômico do brasileiro, a melhor opção pode variar em cada caso. Entenda

  • (5.0)

Da Redação

23/10/2020 - 2 minutos de leitura


Caso a ideia seja buscar uma rápida liquidez, a melhor opção é investir em locais em plena expansão/ Foto: Getty Images
Assine nossa newsletter e receba por e-mail as principais notícias e dicas.
Fique tranquilo, não enviamos SPAM.
Quero me cadastrar para receber informações relevantes por e-mail. Fique tranquilo, não fazemos SPAM.

A pandemia do novo coronavírus criou uma série de dificuldades em todos os setores e no imobiliário não foi diferente. Com a crise global é normal que os investidores sejam assolados por uma série de dúvidas, entre elas a decisão de qual é a melhor opção para o momento: alugar ou vender o imóvel?


“Entendo que em 2020, considerando o cenário do isolamento social, o aluguel seria a melhor opção. É claro que é necessário analisar algumas variáveis, entre elas, o potencial de valorização do imóvel, pois o lucro imobiliário é auferido com esta análise. Se o imóvel estiver próximo do metrô, shopping centers ou de lugares cuja valorização é contínua, o potencial é alto e o aluguel seria a melhor opção, o recomendável seria não vender o imóvel”, afirma a advogada Daniela Araujo do escritório Cerqueira Leite Advogados.

Por outro lado, segundo ela, se o imóvel estiver localizado em uma região de pouca valorização e com indícios de desvalorização por fatores urbanísticos, a venda seria melhor e o valor auferido, aplicado. No entanto, se você ainda está cismado, confira alguns pontos que podem te ajudar a solucionar a incerteza.

Ganhos com o arrendamento não devem ser decisivos

Geralmente, os questionamentos que rondam sobre esse tema, devem ser considerados, já que, em determinados casos, o valor mensal do aluguel pode não ser assim tão vantajoso em relação ao da venda do imóvel, com posterior investimento dos ganhos para rentabilidade.

Se o montante aplicado em um fundo de renda fixa e de baixo risco costuma ter um retorno maior do que os ganhos mensais com o aluguel, avalie. Adquirir um bem para locá-lo pode não apresentar um rendimento satisfatório neste caso e neste momento.

Considere capacidade de valorização do imóvel

Agora que você está ciente que os ganhos com a transferência do bem podem não ser significativos, avaliar a capacidade de valorização da propriedade imobiliária deve nortear a sua decisão. Assim como ocorre em qualquer outra modalidade de investimento, a premissa do mercado imobiliário é comprar na baixa e vender na alta, independentemente das eventuais crises.

Ou seja, caso ainda perdure a dúvida, avalie a capacidade de valorização do imóvel. Por exemplo, se no período de um ano o imóvel valorizar 20%, aguardar para realizar a venda após esta apreciação será a melhor opção, independente do montante obtido com os aluguéis neste tempo.

Considere a liquidez no momento da venda

Por fim, a liquidez no momento da venda é o último ponto importante a ser considerado, já que, diferentemente de outras modalidades de investimentos, onde você pode flexibilizar o valor aplicado e buscar opções mais rentáveis, no mercado imobiliário a sua aplicação fica parada no imóvel.

Caso a ideia seja buscar uma rápida liquidez, a melhor opção é investir em locais em plena expansão ou em regiões onde os investidores do mercado imobiliário estão sempre a procura, como propriedades de perfil bem definido para o local: kitnets e apartamentos de baixo padrão perto de faculdades e universidades.

AVALIAR ESSE ARTIGO
Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login


Notícias relacionadas