Voltar
IMÓVEIS

Buscando sugestões para:


O Itau inovou para você ter mais crédito e pagar menos. QUERO SABER MAIS
O Itau inovou para você ter mais crédito e pagar menos. QUERO SABER MAIS

Página inicial / Investir em Imóveis / 4 dicas para investir em imóveis em Campinas

4 dicas para investir em imóveis em Campinas

Observar questões como demanda, mobilidade urbana e infraestrutura tornam o investimento mais seguro

  • (5.0)

Da Redação

22/10/2020 - 3 minutos de leitura


Maior cidade do interior paulista e membro da Região Metropolitana de Campinas (RMC), segunda maior do Estado de São Paulo em população e que vem se consolidando como importante centro econômico. Além disso, Campinas abriga um aeroporto, Viracopos, e algumas das melhores instituições de ensino do País, como a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Tudo isso a poucos quilômetros da capital.

Assine nossa newsletter e receba por e-mail as principais notícias e dicas.
Fique tranquilo, não enviamos SPAM.
Quero me cadastrar para receber informações relevantes por e-mail. Fique tranquilo, não fazemos SPAM.

Motivos não faltam para investir em imóveis no município. Se o objetivo for alugar, é possível aproveitar a demanda de estudantes vindos de outras partes ou de paulistanos que querem trocar a vida agitada da capital por uma interiorana sem abrir mão da infraestrutura de cidade grande, por exemplo.

Mas assim como em outras cidades, investir em imóveis em Campinas também requer avaliação de diversos aspectos para concluir se a compra vai dar retorno a médio e longo prazo. Separamos algumas dicas para que você faça um bom negócio.

1 – Escolha bem o bairro

Sempre é bom lembrar que a localização é determinante na valorização ou depreciação de um imóvel. Começar a procura por bairros tradicionalmente requisitados tende a dar bons resultados quando o propósito é investir. Também é interessante acompanhar o mercado imobiliário da cidade para conferir as regiões que estão em ascensão e que podem atrair mais moradores futuramente, dando lucros perenes.

Quem quer investir em imóveis em Campinas pode encontrar boas oportunidades em Cambuí, por se tratar de um bairro de alto padrão. Taquaral é um bom exemplo também, porque reúne os cartões postais da cidade, como o Parque Portugal e Lagoa do Taquaral.

Já a boa localização torna Mansões de Santo Antônio um bairro bem valorizado. Próximo à Unicamp e a importantes vias, como Dom Pedro I, Zeferino Vaz e Adhemar de Barros, é endereço de um dos maiores centros comerciais, além de abrigar o Parque Dom Pedro Shopping.

Outro exemplo de bairro valorizado em Campinas é o Jardim Guanabara, que

concentra hospitais e clínicas médicas, além de ter fácil acesso a outras regiões da cidade, como Cambuí, Taquaral e Centro.

2 – Analise o sistema viário

Em geral, Campinas tem um sistema viário eficiente. Mas é importante garantir que o imóvel esteja em uma das regiões atendidas por transporte público e cercadas por acessos a outros locais da cidade. Quanto melhor a estrutura nos arredores, mais pessoas querem morar no endereço. Também é importante acompanhar as regiões que vão receber novos sistemas de transporte e construção de vias, porque elas tendem a se valorizar.

3 Confira se a região tem boas ofertas de emprego

Centros comerciais ou empresariais tendem a se valorizar a médio e longo prazos. Essas regiões costumam atrair pessoas com interesses diferentes, mas que precisam ou querem morar próximas ao trabalho. É o caso de migrantes de outras cidades que não conhecem nada do local e preferem morar o mais perto possível da empresa para a qual prestam serviço e também da população local que deseja gastar menos tempo em deslocamento para usufruir de momentos de lazer.

4 – Aproveite a demanda universitária

A procura pelas instituições de ensino na cidade costuma atrair estudantes de diversas partes do País. Quem vai à procura de cursinhos preparatórios busca mais imóveis na região central, Cambuí e Taquaral. Já os bairros de Barão Geraldo, Cidade Universitária e Mansões Santo Antônio são mais procurados pelos universitários, pela localização mais próxima às instituições de ensino.

AVALIAR ESSE ARTIGO
Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login


Notícias relacionadas