Decoração, reforma e construção

Custo de construção em São Paulo ficou mais caro nos últimos 12 meses

Levantamento mostra que alta ultrapassou os 2% no período

Por: Redação, Estadão Imóveis 01/02/2024 1 minuto de leitura
construcao-civil-custo
Custo de construção custa quase R$ 2 mil por metro quadrado na capital paulista/ Crédito: saravut/AdobeStock

Publicidade

Nos últimos 12 meses, o Custo Unitário Básico (CUB) global da indústria da construção do Estado de São Paulo acumulou uma variação positiva de 2,37% nas obras com desoneração e 2,21% nas obras sem desoneração da folha de pagamentos. Para ambos os casos, a variação do índice foi nula em janeiro. 

Com dados do SindusCon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo) e da FGV (Fundação Getulio Vargas), o CUB é o índice oficial que reflete a variação dos custos das construtoras e de uso obrigatório nos registros de incorporação dos empreendimentos imobiliários. O relatório é um termômetro da variação dos custos de mão de obra e serviços.

Em janeiro, as variações dos custos com administrativo (salário dos engenheiros) foram nulas. Ou seja, não demonstraram variações positivas ou negativas no período. Considerando os últimos 12 meses, os gastos administrativos subiram 2,71%.

Já o custo com a mão de obra subiu 0,02% em janeiro e 4,67% nos últimos 12 meses. Atualmente, o custo médio da mão de obra em construções sem desoneração está em 1.104,06 por m². Nas obras com desoneração, o custo cai para 972,67. 

Publicidade

Aprovado em 2011, a desoneração da folha de pagamentos é um benefício fiscal que substitui a contribuição previdenciária patronal de 20% incidente sobre a folha de salários, por alíquotas de 1% a 4,5% sobre a receita bruta. Trata-se de um mecanismo para reduzir os encargos trabalhistas e busca impulsionar a economia. 

Somando o custo da mão de obra ao gasto médio de R$ 800,07 por m² em materiais de construção e R$ 53,76/m² em despesas administrativas, o custo do metro quadrado em obras com desoneração em folha é de R$ 1.826,50 e sem desoneração é de R$ 1.957,89. 

Quanto ganha a mão de obra da construção civil? 

FunçãoSalário/hora
ServenteR$ 8,49
PedreiroR$ 10,36
CarpinteiroR$ 10,43
ArmadorR$ 10,62
EletricistaR$ 10,86
EncanadorR$ 10,68
PintorR$ 10,76
Fonte: Custo Unitário Básico (CUB) | FGV / SindusCon-SP

Em relação ao custo dos materiais, as variações foram negativas. Uma queda de 0,03% em janeiro e 0,67% nos últimos 12 meses.

Publicidade

NEWSLETTER
IMÓVEIS

Inscreva-se e receba notícias atualizadas do mercado de imóveis

Notícias relacionadas

Imagem destacada

Dicas para escolher a melhor planta de kitnet dos programas habitacionais

2 minutos de leitura
Imagem destacada

Valor do aluguel em São Paulo tem alta de 3,16%

3 minutos de leitura
Imagem destacada

PIB da construção registra queda no primeiro trimestre do ano

1 minuto de leitura
Imagem destacada

Imóveis de alto padrão são investimentos certos a longo prazo

4 minutos de leitura