Indicadores Estadão Imóveis
FGV IBRE: 
4.2%
FIPEZAP: 
0.57%
ICON: 
1.84%
IGP-M: 
0.60%
INCC: 
2.16%
PMI: 
44.1%
IMÓVEIS

Buscando sugestões para:


Página inicial / Aluguel / Alugar chácaras é uma opção no pós-pandemia?

Alugar chácaras é uma opção no pós-pandemia?

Aumento na procura por imóveis de temporada chegou a 150% no pico do isolamento social e o mercado já faz suas apostas para o próximo cenário


Da Redação

26/11/2020 - 2 minutos de leitura


A previsão é a melhor possível para o aquecimento dos aluguéis para esse tipo de imóvel/ Foto: Getty Images
Inscrições abertas para o Ve...

13/07/2021 03:00 até 01/08/2021 02:00


Assine nossa newsletter e receba por e-mail as principais notícias e dicas.
Fique tranquilo, não enviamos SPAM.
Quero me cadastrar para receber informações relevantes por e-mail. Fique tranquilo, não fazemos SPAM.

Um movimento imobiliário começou a despontar com as medidas de distanciamento social adotadas durante a epidemia do novo coronavírus: as pessoas procurando por locais mais afastados do perímetro urbano na capital. E, enquanto o fenômeno cresce, cresce também a dúvida: como será depois que tudo passar? As pessoas vão continuar se interessando por unidades maiores?

E a resposta é “sim”. Pelo menos pelos próximos meses.

“Na pandemia as pessoas estão procurando destinos chamados ‘hiperlocais’, que são aqueles que não necessariamente estavam no radar da população das grandes cidades e que estão localizados até 300 quilômetros dos centros urbanos”, comenta Bernardo Freitas Graciano, advogado e diretor institucional da UsuCampeão, startup de imóveis que democratiza o acesso de famílias à regularização fundiária.

“Esses tipos de imóveis, denominados chácaras ou sítios, estão no período de quarentena com uma crescente procura, pois a qualidade de vida e a falta de deslocamento para o trabalho diariamente facilitaram esses aluguéis”, completa o especialista.

Daqui pra frente

Uma tendência que deve permanecer no pós-pandemia é a adoção de home office, o que, em tese, permite que as pessoas permaneçam afastadas dos grandes centros urbanos. No entanto, também existem outros atrativos que devem pesar positivamente nesta decisão.

A previsão é a melhor possível para o aquecimento dos aluguéis para esse tipo de imóvel, acredito que em até seis meses após a vacina esse número ainda se manterá. Em um estudo recente, o Airbnb constatou aumento de 150% na procura por imóveis de temporada durante a pandemia.

“As chácaras propiciam para os inquilinos uma qualidade de vida e um contato com a natureza inexistente nos grandes centros urbanos. Famílias inteiras dentro de um apartamento com filhos estudando dentro de casa e não podendo sair é uma situação que gera um desconforto, inclusive emocional. Em uma chácara isso tende a não acontecer”, analisa o diretor da UsuCampeão.

É importante observar que este movimento não ocorre somente em São Paulo, mas sim em todo o Brasil, aquecendo o mercado de propriedades rurais.

Vendas também crescem

“Também não podemos esquecer do aquecimento do mercado em relação às vendas de chácaras e sítios que cresceram de uma forma exponencial praticamente em todo território brasileiro. Isso se deve a alguns fatores: taxa básica de juros ao menor patamar da história, a procura de qualidade de vida para a família, além da garantia de investimento seguro que o ativo imobiliário demonstra ao longo da história”, comenta ele.

Cuidados adicionais

Ainda assim, do mesmo modo que ocorre em qualquer outra modalidade de aluguel, também há uma atenção e cuidado especial para quem deseja locar uma chácara ou sítio. Muitas moradias deste tipo que estão constantemente desocupadas por uma série de questões.

“É muito importante que o inquilino verifique se realmente a pessoa é proprietária do imóvel. Por isso, peça sempre o registro do imóvel para constatar realmente essa questão. Infelizmente diversos golpes são feitos neste mercado. A propriedade regularizada sempre é a forma mais segura para todo o tipo de processo”, adverte Graciano.

Se você tem interesse em alugar uma chácara ou um sítio para residir no pós-pandemia, fique atento aos golpes e conte com um corretor renomado e reconhecido na região.

AVALIAR ESSE ARTIGO
Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login


Notícias relacionadas