Indicadores Estadão Imóveis
FGV IBRE: 
4.2%
FIPEZAP: 
0.57%
ICON: 
1.84%
IGP-M: 
0.60%
INCC: 
2.16%
PMI: 
44.1%
IMÓVEIS

Buscando sugestões para:


Página inicial / Notícias / 6 dicas sobre consumo consciente de energia no verão

6 dicas sobre consumo consciente de energia no verão

Uso racional dos eletrodomésticos e eletrônicos evita o desperdício de recursos naturais e de dinheiro


Da Redação

02/02/2021 - 3 minutos de leitura


Ao abrir a porta da geladeira, por exemplo, pegue rapidamente o que precisa e diminua o tempo que a porta fica aberta/ Foto: Getty Images
Inscrições abertas para o Ve...

13/07/2021 03:00 até 01/08/2021 02:00


Assine nossa newsletter e receba por e-mail as principais notícias e dicas.
Fique tranquilo, não enviamos SPAM.
Quero me cadastrar para receber informações relevantes por e-mail. Fique tranquilo, não fazemos SPAM.

Durantes os meses do verão e com as altas temperaturas, o uso de aparelhos como ar-condicionado, ventilador e geladeira sobe muito todos os anos. Em média, cada grau centígrado a mais na temperatura ambiente eleva em aproximadamente 3% a demanda mensal por energia elétrica.

Para ajudar você a fazer o consumo consciente neste período, listamos algumas atitudes que favorecem a melhor utilização da energia. A adoção de alguns hábitos de eficiência energética gera dois principais benefícios: o econômico e o ambiental.

Atenção na compra

É importante observar a existência do selo Procel na compra de eletrodomésticos. O selo indica os produtos que apresentam os melhores níveis de eficiência energética e menor gasto de eletricidade por categoria. Nos equipamentos que tenham o Procel, é possível conferir a eficiência em uma escala que vai de E — menos eficiente — até A — mais eficiente.

Quem possui equipamentos antigos também deve ficar atento, pois eles podem precisar de manutenção para corrigir o gasto exagerado. Ou, ainda, talvez seja necessária a substituição.

Hábitos sustentáveis

Pense bem antes de usar qualquer equipamento doméstico. Ao abrir a porta da geladeira, por exemplo, pegue rapidamente o que precisa e diminua o tempo que a porta fica aberta. Na hora de lavar as roupas na máquina de lavar, junte o máximo de roupas, otimizando o uso da lavadora em sua capacidade máxima. O mesmo vale para o ferro de passar roupas: o ideal é utilizá-lo uma ou duas vezes por semana.

E muito importante: use o ar-condicionado apenas quando for realmente necessário e somente em ambientes fechados, com janelas e portas bem vedadas. Mantenha sempre limpo o filtro de passagem do ar para que não haja necessidade de esforço extra do aparelho, o que consome mais energia.

Desligue sempre os aparelhos

No caso dos eletrônicos, ao terminar o trabalho no computador, desligue o equipamento e, inclusive, retire-o da tomada, pois a função stand by também consome energia. Para evitar o desperdício, programe a proteção de descanso de tela quando o equipamento não estiver em uso. Quanto à televisão, não durma com o aparelho ligado e, se for o caso, coloque a programação sleep.

Faça o mesmo com o carregador do celular. A energia gasta é pequena, porém ganha outra dimensão quando se soma ao gasto de energia de todos os demais aparelhos ao longo do mês. Além disso, por questão de segurança, não utilize o celular enquanto o aparelho é carregado na tomada.

Aproveite a luz natural

Outra recomendação é aproveitar ao máximo a luz natural do dia e lembrar de sempre apagar as lâmpadas que não estiver utilizando. E, se possível, substituir as lâmpadas incandescentes e fluorescentes compactas antigas por lâmpadas de LED, que duram mais e gastam menos energia.

Não sobrecarregue as tomadas

Evite também ligar muitos equipamentos na mesma tomada, usando benjamins ou “T”. Tal procedimento, além do aumento do consumo, aumenta a chance de curto-circuito. Em caso de necessidade, utilize o filtro de linha com fusível, evitando aquecimento da fiação e desperdício de energia.

Manutenção em dia

Por fim, atenção com as instalações elétricas internas das residências. Elas devem sempre estar em bom estado e com as cargas energéticas instaladas de forma equilibrada, evitando possíveis fugas de corrente e acréscimo de consumo.

AVALIAR ESSE ARTIGO
Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login


Notícias relacionadas