Vila Madalena

Imóveis de luxo na Vila Madalena ficaram 44% mais caros em um ano

Alta demanda impulsiona preços e aquece mercado imobiliário da região

Por:Breno Damascena 18/06/2024 2 minutos de leitura
vila-madalena-mercado-imobiliario
Estudo mostra que ruas Leão Conrado, Senador César Lacerda Vergueiro e Agostinho Bezerra são as mais procuradas do distrito boêmio paulistano/ Crédito: Ranimiro/AdobeStock

Publicidade

Os imóveis de luxo na Vila Madalena, um dos bairros mais populares de São Paulo, estão mais caros. Em um ano, o preço do metro quadrado das propriedades avaliadas em mais de R$ 2 milhões valorizou 44,5%, segundo levantamento realizado pela Bossa Nova Sotheby’s International Realty, imobiliária especializada em imóveis de alto padrão.

No primeiro trimestre de 2023, o custo do metro quadrado era de R$ 15,7 mil. No primeiro trimestre deste ano, o número saltou para R$ 22,7 mil. “Observa-se um aumento na demanda por imóveis deste segmento na região. Para atender esta vazão, estão surgindo empreendimentos cada vez melhores”, analisa Denise Ghiu, Chief Data Officer da Bossa Nova. 

+ Vila Madalena: o bairro mais descolado de São Paulo

“Ao mesmo tempo, as pessoas que moram no bairro não querem sair de lá, o que torna as negociações mais raras”, complementa Denise. Segundo o levantamento, o valor médio pago para comprar um imóvel de alto padrão na Vila Madalena saltou de R$ 3,65 milhões para R$ 3,92 milhões em um ano – uma alta de 7,4%.

Publicidade

Considerando este cenário, portanto, em janeiro de 2023, era possível comprar um imóvel de 250 m² por R$ 3,65 milhões no badalado bairro. Em janeiro de 2024, o comprador que desembolsar este mesmo valor comprará um imóvel de cerca de 160 m². Desembolsando aqueles mesmos R$ 3,92 milhões, o imóvel adquirido teria aproximadamente 172 m².

+ Além dos bares, Vila Madalena se destaca com bons restaurantes

Valorização destacada na cidade

Não à toa, os imóveis avaliados entre 6 e 10 milhões representavam 17% das vendas em 2023. Neste ano, eles saltaram para 32% dos imóveis vendidos. 

Por outro lado, no primeiro trimestre de 2023, 38% dos imóveis de luxo comprados no bairro custaram entre R$ 2 milhões e R$ 3 milhões, de acordo com o estudo da Bossa Nova. Já no primeiro trimestre deste ano, a proporção de imóveis vendidos enquadrada nestes valores caiu para 31%. 

Publicidade

+ Como será prédio que vai substituir o Mercearia São Pedro, na Vila Madalena?

“Este salto de valorização dos imóveis de alto padrão na Vila Madalena chama a atenção em relação a outros eixos da cidade”, aponta Denise. Para efeitos de comparação, outros bairros tradicionalmente caros de São Paulo registraram altas bem menores. 

O levantamento indica que na Vila Nova Conceição, por exemplo, o m² saltou de R$ 20,5 mil para R$ 25 mil. nos Jardins, o movimento foi de R$ 16 mil para R$ 20,6 mil; Em Perdizes, o metro quadrado saiu de R$ 12,2 mil para R$ 12,5 mil. Em contrapartida, Morumbi (-3,5%), Brooklin (-1,2%) e Moema (-19,6%). 

NEWSLETTER
IMÓVEIS

Inscreva-se e receba notícias atualizadas do mercado de imóveis

Notícias relacionadas

Imagem destacada

Construtora anuncia prédio com cobertura triplex de 835 m² em Alphaville

1 minuto de leitura
Imagem destacada

Número de lançamentos cai, mas vendas de imóveis crescem em São Paulo

2 minutos de leitura
Imagem destacada

Aplicativos ajudam você na hora de decorar e organizar a casa

5 minutos de leitura
Imagem destacada

Conheça as diferenças entre condomínio vertical, horizontal, residencial e comercial

3 minutos de leitura