São Paulo

Condomínio custa em média R$ 832 por mês para paulistanos, segundo levantamento

Valor médio mais caro fica na zona sul, onde os prédios são mais baixos e possuem menos unidades por andar

Por:Breno Damascena 28/10/2022 2 minutos de leitura
sao-paulo-horizonte
Média geral é que cada condomínio possui 1,5 bloco e 70 apartamentos/ Crédito: Getty Images

Publicidade

O valor médio da taxa de condomínio na cidade de São Paulo é R$ 778 por mês. Somando rateios extras e outras despesas condominiais, como água e gás, o valor chega a R$ 832 mensais ou R$ 9.984 por ano, de acordo com o levantamento Mapa dos Condomínios, realizado pela administradora de condomínios Lello.

O mapeamento indica que a capital paulista possui 28 mil condomínios – 90% deles são residenciais e 10% comerciais ou mistos. A ampla maioria está localizada na zona sul (40,38%), seguida pela zona leste (21,24%), região central (15,55%), zona oeste (15,08%) e zona norte (7,76%).

Também é na zona sul que se registra o preço médio da cota condominial mais cara da cidade: R$ 1.020 por mês. Já o condomínio na zona oeste custa R$ 798 mensais. Enquanto isso, na região central, R$ 758, e na norte, R$ 684. O valor médio de condomínio mais barato da cidade está localizado na zona leste: R$ 587. 

Dados do Mapeamento de Condomínios 2022, realizado pela Lello Condomínios

“A zona sul é uma área maior e mais verticalizada. Isso explica o número maior de condomínios. Por outro lado, na zona norte é mais comum ver condomínios maiores, os ‘conjuntões’, com diversas multitorres”, justifica Angélica Arbex, Diretora de Marketing da Lello. “Quanto maior o número de apartamentos por condomínio, menor o valor”, acrescenta. 

Publicidade

A distribuição dos condomínios pela cidade

O apontamento de Angélica se traduz no espalhamento dos condomínios por São Paulo. Ao mesmo tempo que a zona sul concentra a maior quantidade de prédios da cidade, a região apresenta o menor número de apartamentos por condomínio (55 unidades por empreendimento, em média). E isso faz com que o orçamento mensal do condomínio seja de R$ 55.643, o segundo menor do município.

Fonte: Dados do Mapeamento de Condomínios 2022, realizado pela Lello Condomínios

A média de apartamentos por condomínio na região norte é de 144 por prédio. O restante da cidade está distribuído assim: 98 apartamentos por prédio da zona leste, 78 na zona oeste, 63 na região central e 55 na zona sul. A média geral, segundo o estudo, é que cada condomínio possui 1,5 bloco e 70 apartamentos.

Como os condomínios gastam?

O mapeamento também indicou que o orçamento médio de um condomínio gira em torno de R$ 668 mil por ano. Sendo que 46% desse valor é para despesas com pessoal (salários e outros gastos), 21% para contratos, 19% para concessionárias (energia elétrica, gás, água), 11% para seguros e despesas administrativas e 3% para reserva de emergência. 

Fonte: Dados do Mapeamento de Condomínios 2022, realizado pela Lello Condomínio

Perspectivas para o futuro

Atualmente, a estimativa é que, juntos, esses empreendimentos imobiliários movimentam 19 bilhões de reais anualmente. E a perspectiva indicada pelo estudo é de um futuro ainda mais promissor.

Publicidade

De 2023 a 2025, a previsão é de mais de 1.700 prédios novos entregues em São Paulo. A maior parte deles na zona sul (36%), seguida pela zona leste (27%), zona oeste (18%), zona oeste (9%) e zona norte (7%).  Se os números se confirmarem, será um crescimento de aproximadamente 6% em três anos. 

Na visão de Angélica, esse avanço imobiliário vai suscitar diversas questões que estão cada vez mais em voga na sociedade, como energia limpa, destinação adequada do lixo, hortas urbanas e economia circular. “As questões contemporâneas da vida urbana agora fazem parte da vida de quem mora em condomínio”, finaliza.

NEWSLETTER
IMÓVEIS

Inscreva-se e receba notícias atualizadas do mercado de imóveis

Notícias relacionadas

Imagem destacada

Revisão do Plano Diretor desperta dúvidas no setor imobiliário

2 minutos de leitura
Imagem destacada

Como funciona o programa Vizinhança Solidária?

2 minutos de leitura
Imagem destacada

Parque São Domingos: região se transformou em bairro nobre

3 minutos de leitura
Imagem destacada

Imóveis históricos competem com expansão de novos empreendimentos

6 minutos de leitura