Guia de Bairros

4 vantagens de morar em bairro residencial

Índices de qualidade de vida são melhores e é possível até ganhar mais dinheiro com a valorização do imóvel

Por: Da Redação 26/01/2021 2 minutos de leitura
morar em bairro residencial
Os bairros residenciais apresentam menores índices de criminalidade quando comparados aos distritos mercantis/ Foto: Getty Images

Publicidade

Cidades grandes oferecem experiências das mais distintas a seus moradores. Geralmente, a região central agrada a quem precisa circular mais por diversas regiões, quem gosta de mais agito e vida noturna movimentada.

Os bairros residenciais permitem passeios mais tranquilos, conhecer os vizinhos, frequentar feiras de rua e ir ao parque para fazer aquele exercício matinal.

Em São Paulo, por exemplo, viver nestas regiões aumenta as chances de ter mais qualidade de vida. No ranking de IDH dos distritos paulistanos, 9 dos 10 primeiros lugares são bairros residenciais.

Vantagens do bairro residencial

Segurança

Os bairros residenciais apresentam menores índices de criminalidade quando comparados aos distritos mercantis.

Publicidade

A circulação nesses locais é predominantemente de moradores, visto que o foco do bairro não é o comércio, então qualquer movimentação diferente já é identificada pelos habitantes, o que torna o local menos atraente para criminosos.

Qualidade de vida

Os bairros com características mais comerciais são em sua maioria tomados por uma grande circulação de pessoas e de veículos, causando trânsito e barulho, o que por muitas vezes tira a privacidade e tranquilidade dos arredores.

Já nos subúrbios, os serviços locais são mais estruturados e voltados para as necessidades dos moradores, como farmácias, lojas de conveniências, padarias, parques, praças, academias, escolas, bares e restaurantes.

Metragem dos imóveis

Outra diferença significativa entre um bairro comercial e um residencial é com relação ao tamanho dos imóveis.

Publicidade

O mesmo valor de uma residência no subúrbio não compra ou aluga as metragens de um imóvel no centro, onde os imóveis tendem a ser mais caros mesmo que o espaço seja menor.

Imóveis localizados nos bairros tendem a ter mais espaço de lazer aberto, como quintal ou ambiente gourmet, salão de jogos, piscinas e espaços para crianças, cachorros e adultos, em condomínios.

Valorização do imóvel em bairro residencial

Nos bairros, há mais espaço para expansão de serviços: novos parques, shopping centers, feiras culturais, abertura de estações de trem ou metrô ou mesmo mais empreendimentos imobiliários, comerciais ou residenciais.

Ao contrário das regiões centrais e comerciais, onde a gama de estrutura e serviços já está precificada, em bairros emergentes dá para pagar menos – mas, claro, é preciso um pouco de paciência para o retorno financeiro.

Publicidade

Um olhar atento às tendências da cidade pode garantir o investimento em uma região com potencial de valorização muito maior do que no centro da cidade.

NEWSLETTER
IMÓVEIS

Inscreva-se e receba notícias atualizadas do mercado de imóveis

Notícias relacionadas

Imagem destacada

Entenda a nova Lei dos Bombeiros que visa evitar incêndios em condomínios

4 minutos de leitura
Imagem destacada

Governo paulista entrega 11 mil títulos de regularização de imóveis na capital

1 minuto de leitura
Imagem destacada

Secovi-SP projeta queda de 7,72% nos contratos de reajuste de aluguel em agosto

0 minutos de leitura
Imagem destacada

Como calcular a valorização anual do imóvel?

3 minutos de leitura