Alexandra Monteiro

Alexandra Monteiro

Ver mais especialistas
Artigos

Aluguel em alta, rentabilidade e juros: os motivos para investir em imóveis

Alexandra Monteiro é diretora de Incorporação e Relacionamento com Cliente da Vitacon

Por:Alexandra Monteiro 07/04/2024 3 minutos de leitura
investir-imoveis-mercado-imobiliario
"Com a taxa básica de juros em queda, os investimentos em renda fixa se tornam menos atraentes para os investidores"/ Crédito: jittawit.21/AdobeStock

Publicidade

Considerado um ativo seguro, com alta rentabilidade e liquidez, o mercado imobiliário é, historicamente, um dos investimentos preferidos dos brasileiros. Após alguns anos turbulentos, com instabilidade política e econômica, pandemia, guerra e juros elevados, o atual cenário macroeconômico é favorável para o investimento no setor. Motivos não faltam para acreditar que o pequeno investidor e aqueles com a carteira mais robusta podem aproveitar o momento para investir em imóveis.

A primeira razão é a Selic em queda. Em março, o Banco Central cortou os juros pela sexta vez seguida, passando a taxa para 10,75% ao ano, e a tendência é que os juros sigam em curva descendente, podendo chegar até o final do ano em um número próximo de 9%. 

Com a taxa básica de juros em queda, os investimentos em renda fixa se tornam menos atraentes para os investidores, o que traz benefícios diretos ao mercado imobiliário, que ainda contará com a redução do custo do crédito na outra ponta.

A valorização do imóvel é outro ponto que conta a favor do investidor que pretende lucrar com um mercado aquecido e em crescente expansão. Segundo a pesquisa DataZap, os imóveis na capital paulista tiveram valorização média de 21% entre janeiro de 2020 a janeiro de 2024. Os bairros situados em eixos estratégicos e nobres da cidade, como Jardins, Itaim Bibi, Vila Olímpia, tiveram uma expansão ainda maior.

Publicidade

+ Itaim Bibi tem metro quadrado mais caro de São Paulo

Outro fator que impulsiona a rentabilidade do mercado imobiliário é a alta no preço do aluguel residencial. Segundo o Índice FipeZAP, que avalia o preço médio de locação em 25 cidades, o aluguel registrou expansão de 16,1% em 2023, mais que o triplo da inflação no mesmo período – o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) fechou o ano em 4,62%.

Com o aluguel em patamar elevado, mais a correção IGP-M, o investimento em imóveis hoje é mais rentável que renda fixa e será ainda mais com os juros caindo abaixo de dois dígitos. Ou seja, além da valorização do bem, investir em imóveis é vantajoso para quem procura uma renda passiva por meio do aluguel, especialmente em São Paulo e nas principais capitais do país.

Segundo o estudo Valorização do Imóvel no Brasil;, realizada entre 2012 e 2022 pela Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc), neste intervalo de 10 anos, o rendimento anual dos investimentos em imóveis bateu 12,2%. O número é composto pelos índices da valorização do imóvel mais o ganho com aluguel.

Publicidade

+ Por que Barueri tem o aluguel mais caro do Brasil?

Entretanto, apesar de todos os pontos positivos elencados, ainda existem obstáculos a serem superados pelo mercado, e um deles é o custo dos terrenos, matéria-prima essencial para o desenvolvimento imobiliário, que se encontra em tendência de alta e deve ser repassado ao preço total dos novos imóveis. 

Por isso, o investidor que fizer o primeiro movimento tem a oportunidade de sair na frente e adquirir imóveis com preços mais atraentes e com alto potencial de valorização a curto e médio prazo, com retorno muito competitivo, especialmente quando comparado com a rentabilidade de investimentos que são impactados pela volatilidade da economia.

Assim, não há dúvidas que, no Brasil, o imóvel segue uma excelente opção de investimento para quem busca uma renda extra sem correr riscos com as oscilações do mercado financeiro. Investir no mercado imobiliário é a escolha certa para quem procura baixo risco, alto potencial de valorização e rentabilidade.

Publicidade

NEWSLETTER
IMÓVEIS

Inscreva-se e receba notícias atualizadas do mercado de imóveis

Confira nossas

WEBSTORIES

Notícias relacionadas

Imagem destacada

Top Picks: Cenário segue desafiador para construtoras na Bolsa

3 minutos de leitura
Imagem destacada

Espaços vagos em galpões logísticos chegam ao menor nível já registrado

1 minuto de leitura
Imagem destacada

Shoppings centers vazios em grandes capitais viram alvo de fusões e aquisições

6 minutos de leitura
Imagem destacada

Construtoras mudam perfil da moradia popular e passam a investir mais em qualidade

3 minutos de leitura