Aluguel

Aluguel residencial sobe 4,20% em janeiro, segundo FGV

Taxa acumulada em 12 meses passou de 8,25% em dezembro de 2022 para 10,74% em janeiro de 2023

Por: Denise Luna, O Estado de S. Paulo 08/02/2023 0 minutos de leitura
aluguel-residencial
As taxas interanuais (janeiro 23 /janeiro 22) aceleraram para três das quatro cidades componentes do IVAR: São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre/ Crédito: Getty Images

Publicidade

RIO – O Índice de Variação de Aluguéis Residenciais (IVAR) subiu 4,20% em janeiro, segundo dados da Fundação Getulio Vargas (FGV). Com o resultado, a taxa acumulada em 12 meses passou de 8,25% em dezembro de 2022 para 10,74% em janeiro de 2023.

Entre dezembro e janeiro, o aluguel residencial apresentou aumento em todas as cidades componentes do IVAR: São Paulo (de -1,06% para 2,84%), Rio de Janeiro (de -2,41% para 1,45%), Belo Horizonte (de -0,46% para 0,72%) e Porto Alegre (de -1,09% para 10,15%).

As taxas interanuais (janeiro 23 /janeiro 22) aceleraram para três das quatro cidades componentes do IVAR: São Paulo (de 7,80% para 8,20%), Rio de Janeiro (8,34% para 8,51%) e Porto Alegre (de 7,15% para 16,79%). Belo Horizonte (11,31% para 9,82%) foi a única cidade a registrar recuo em sua taxa interanual.

O IVAR foi desenvolvido para medir a evolução mensal dos valores de aluguéis residenciais do mercado de imóveis no Brasil.

Publicidade

Este texto foi publicado em:
https://www.estadao.com.br/economia/sobe-420-janeiro-fgv/

NEWSLETTER
IMÓVEIS

Inscreva-se e receba notícias atualizadas do mercado de imóveis

Notícias relacionadas

Imagem destacada

USP ergue 1º edifício climatizado com energia do solo; entenda como funciona

3 minutos de leitura
Imagem destacada

Conecta Imobi chega a 11ª edição e inicia venda de ingressos

1 minuto de leitura
Imagem destacada

Veja como ter uma casa segura para crianças

3 minutos de leitura
Imagem destacada

Vilas fechadas são vistas como alternativa barata a condomínios

3 minutos de leitura