Voltar
IMÓVEIS

Buscando sugestões para:


Página inicial / Notícias / Quanto vale o metro quadrado nas cinco cidades com maior IDH do Brasil

Quanto vale o metro quadrado nas cinco cidades com maior IDH do Brasil

Com IDH alto, cidades se valorizam no mercado e atraem pessoas em busca de qualidade de vida

  • (3.0)

Da redação

01/04/2019 - 2 minutos de leitura


cidade de São Caetano do Sul
São Caetano do Sul tem o melhor IDH do Brasil. Foto: iStock

Quem preza pela qualidade de vida pode querer escolher um local para morar a partir do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) da cidade.

Leia mais:
Apartamento na planta: o que você precisa saber para comprar
Dicas para escolher um apartamento com varanda gourmet
Conheça os fatores que interferem na valorização de imóveis

A medição tem uma variação de 0 até 1. Os locais com índice acima de 0,800 são considerados acima da média. Já os com pontuação de 0,500 a 0,799 são medianos. E os que somam igual ou menos do que 0,499 estão com o índice baixo.

Nos cálculos são considerados a educação do local, a longevidade e também a renda. O Brasil possui um IDH de 0,699, estando na 73ª posição no ranking mundial.

No ranking das regiões brasileiras com o melhor IDH todas as cidades têm índice superior à média brasileira. A seguir, você descobre quanto custa viver no Top 5 dessa lista.

5 – Vitória (ES)

Vitória, no Espirito Santos, é uma das melhores cidades para se viver no Brasil. Com 363.140 habitantes, segundo IBGE, o local tem 0,845 de IDH, sendo 0,805 em educação, 0,855 em longevidade e 0,876 em renda. A expectativa de vida em Vitória é de 76,28 anos.

O preço do metro quadrado tem como média R$ 5.491, segundo o índice FipeZap.

4 – Balneário Camboriú (SC)

No estado de Santa Catarina, a cidade conta com 124.557 habitantes, de acordo com dados do IBGE. A sua qualidade de vida é igual a de Vitória no IDH, 0,845. Em renda, são 0,854, além de 0,894 em longevidade e 0,789 em educação.

Em Balneário Camboriú, segundo o índice FipeZap, o valor varia de acordo com o número de dormitórios, sendo de R$ 5.694 para os de apenas um quarto; R$ 5.733 para os de dois e R$ 8.631 para os com três dormitórios.

Assine nossa newsletter e receba por e-mail as principais notícias e dicas.
Fique tranquilo, não enviamos SPAM.
Quero me cadastrar para receber informações relevantes por e-mail. Fique tranquilo, não fazemos SPAM.

3 – Florianópolis (SC)

Com 469.690 habitantes, Florianópolis tem um IDH de 0,847 no geral, com 0,870 para renda e 0,800 para educação. A cidade é conhecida pela boa qualidade de vida e atrai turistas.

Em Florianópolis, a média do metro quadrado é de R$ 6.460, de acordo com o índice FipeZap, tendo uma pequena variação entre alguns bairros da cidade.

2 – Águas de São Pedro (SP)

Com uma população de apenas 2.707 mil habitantes, a pequena cidade de Águas de São Pedro fica na segunda posição, com um IDH de 0,854, sendo 0,849 em renda, 0,890 em longevidade e 0,825 em educação.

Em Águas de São Pedro, o valor do metro quadrado no centro é de R$ 3.158, segundo o FipeZap.

1 – São Caetano do Sul (SP)

São Caetano do Sul lidera o ranking das melhores cidades para se viver no Brasil. Com o IDH mais alto do país, sendo 0,862, a cidade conta com 158.825 mil habitantes, de acordo com a última estimativa do IBGE em 2014, e tem o 48º maior PIB do Brasil. Na renda, são 0,891, enquanto em educação a cidade também se destaca nos índices, com 0,811. No ranking de países, com esses números a cidade ficaria na 30ª posição, entre a Grécia e a Estônia.

O valor do metro quadrado em São Caetano do Sul é de R$ 6.971 em média, segundo o FipeZap, também variando de acordo com os bairros.

AVALIAR ESSE ARTIGO
Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login

  • BARTOLOMEU MARTINS
    03/06/2019

    Interessante!


  • Notícias relacionadas