Precisa ou quer reformar o seu imóvel, mas não tem dinheiro suficiente para bancar o quebra-quebra? Não desanime, existem opções de financiamento para esta finalidade que podem se adequar ao seu perfil, com condições de pagamento interessantes.

Há um empréstimo do governo financiado pela Caixa Econômica Federal (CEF) e que pode ser usado para fins de reforma, o Construcard. Veja como ele funciona.

Construcard

O Construcard configura-se como uma linha de crédito para compra de material de construção em lojas credenciadas pelo banco. Com o valor liberado, o beneficiado pode adquirir não só materiais de construção (como tijolos, esquadrias, pisos, telhas e tintas), mas também outros itens como armários, piscinas, elevadores, caixas-d’água, aquecedores solares, aerogeradores e equipamentos de energia fotovoltaica, etc.

​Este financiamento divide-se em duas fases: utilização e amortização. A fase de utilização, como o nome sugere, é o momento de ir às compras e adquirir o seu material de construção. Esta fase pode durar entre dois e seis meses. Durante esta etapa, o beneficiário do empréstimo só paga pelos juros dos valores usados. A segunda fase, por sua vez, é de amortização da dívida, ou seja, de pagamento mensal das prestações até a quitação do financiamento. Essa etapa só começa após o fim do prazo definido para compras.

Quem tem o empréstimo aprovado só pode realizar a compra de seus materiais de construção nas lojas credenciadas e com o cartão de débito Construcard. Mas o que parece uma limitação não dificulta em nada o processo de aquisição, pois a Caixa conta com mais de 85 mil lojas cadastradas em todo o Brasil.

O lojista recebe o valor da compra à vista, mas o cliente que faz o financiamento tem até 236 meses para pagar.

Assine nossa newsletter e receba por e-mail as principais notícias e dicas.
Fique tranquilo, não enviamos SPAM.
Quero me cadastrar para receber informações relevantes por e-mail. Fique tranquilo, não fazemos SPAM.
Conheça as regras para obter o Construcard:

  • Ser maior de dezoito anos ou emancipado com a devida documentação em dia. Essa é uma regra comum na maioria dos financiamentos.
  • Não possuir dívidas com a Caixa Econômica Federal. Pessoas que já possuem dívidas com o banco (em atraso), dificilmente terão um novo crédito aprovado, devido à história negativa de crédito. Vale lembrar, ainda que realizar o pagamento do seu débito dias antes da solicitação do novo empréstimo não garante que o banco libere o Construcard ou qualquer outro crédito.
  • Ter um bom histórico de Crédito. Pessoas que possuem cadastro negativado no SPC – Serasa muito dificilmente vão conseguir a liberação de um crédito. Até mesmo depois do prazo de vencimento da dívida, a Caixa pode acessar os dados referentes à negativação e considerar que a pessoa é um cliente de risco. Mas se a sua dívida anterior era em outro banco, você está protegido.
  • Ter como comprovar renda. É preciso comprovar renda para obter a maioria dos empréstimos e mesmo aqueles que não trabalham com carteira assinada podem encontrar alternativas para essa comprovação (extratos bancários, Decore, etc). Quem não possui nenhum tipo de comprovação de renda possui chances pequenas de liberação de crédito.
  • Não ter mais de 30% da renda comprometida. Existe uma lei que determina o quanto da sua renda pode ser comprometida na hora de realizar um empréstimo. Dessa forma, o valor máximo de uma parcela do valor financiado não pode passar de 30% do valor da sua receita (comprovada).

Outros bancos

O Bradesco oferece o CDC Reforma de Imóveis. O empréstimo é destinado para o financiamento de até 70% do valor total da reforma da sua casa. Esse crédito pode ser parcelado em até 48 vezes pelo cliente, ou seja, 4 anos. O cliente tem até 62 dias para pagar a primeira parcela. Essa linha de crédito também pode ser utilizada para instalação de reúso de água.

Para contratar esse empréstimo, o cliente deve dirigir-se à agência mais próxima com os seus documentos originais ou autenticados. Os documentos solicitados são: RG, CPF, comprovante de renda e endereço, nota fiscal e comprovante da prestação de serviço.

Já a linha de crédito do Banco do Brasil (BB) para construção tem o valor máximo de até R$ 50 mil, nos estabelecimentos conveniados, para compra dos materiais necessários para a reforma, construção e até mesmo decoração do seu imóvel. O pagamento do empréstimo pode ser parcelado em até 54 vezes. Além disso, a primeira parcela pode ser paga em até 180 dias.

Esse empréstimo é apenas disponível para os clientes do BB possuidores do cartão de crédito Ourocard. O financiamento é realizado na máquina Cielo dos lojistas afiliados ao banco, onde o interessado terá que passar o seu cartão de crédito e escolher a quantidade de parcelas. Vale ressaltar que o limite do seu cartão não será comprometido pelo financiamento.

Outro banco que tem uma linha de crédito destinado às reformas é o Itaú. Conhecido como Construshop, o empréstimo pode ser usado também para construir a casa. O valor disponível depende da análise do crédito feito pela instituição bancária, que verifica sua renda mensal e capacidade de pagamento. Esse empréstimo pode ser pago entre 6 meses e 4 anos.

A solicitação desse empréstimo deve ser feita acompanhada do orçamento dos materiais necessários para a reforma da sua casa. Também é possível que seja feita após a compra dos materiais. Neste caso, deve ser apresentado o recibo de pagamento. Apenas correntistas do Banco Itaú com limite pré-aprovado podem usufruir do benefício.