Sobre o atual momento da economia e os impactos gerados pelo Covid-19, o presidente do maior Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi-SP), Basilio Jafet, ressalta que o mercado está favorável para quem se interessa em investir no ramo de imóveis. “O setor vinha em uma espiral ascendente, que deu uma parada agora. Mas, passada a crise, vai se recuperar e, dentro de um período de médio a longo prazo, os preços das unidades vão se recuperar, porque os custos de produção vão subir, principalmente na cidade de São Paulo, onde a legislação de zoneamento é elitista e causa uma série de empecilhos à atividade imobiliária.”

O momento de parada do mercado deve apresentar diversas oportunidades, mas é indispensável manter sempre a cautela. Em caso de imóveis em construção, a recomendação é optar por incorporadoras de grande porte, pois elas não serão fortemente atingidas.

Assine nossa newsletter e receba por e-mail as principais notícias e dicas.
Fique tranquilo, não enviamos SPAM.
Quero me cadastrar para receber informações relevantes por e-mail. Fique tranquilo, não fazemos SPAM.

Como escolher

A respeito dos cuidados na hora de aplicar em um imóvel com foco na valorização, Jafet aponta o que é importante antes da aquisição: analisar sua capacidade financeira. Além disso, escolher a incorporadora, informar-se a respeito da atuação da empresa, pesquisar os empreendimentos que ela já realizou, verificar a documentação do imóvel, visitar o local do imóvel para conhecer a vizinhança, ver se há segurança e infraestrutura adequadas às necessidades pessoais e da família (escolas, transporte público, comércio, hospitais, etc) e nunca comprar por impulso.

“Mesmo que o mercado esteja favorável para empregar suas economias em uma ou mais residências, sempre desconfie das grandes ofertas. Não faça negócios por impulso, tenha um perfil mais conservador, opte por propriedades cuja estrutura no entorno seja atrativa ou esteja em plena expansão”, aponta ele.