Guia de Bairros

Conheça 5 bairros em São Paulo que oferecem experiências de outros países

Imigrantes de diversas nações ajudaram a construir a cidade e contribuem com a cultura da metrópole

Por:Breno Damascena 25/01/2023 3 minutos de leitura
sao-paulo-centro-bairros
São Paulo é o lar de diferentes povos, ideias e culturas/ Crédito: Getty Images

Publicidade

Na maior cidade da América Latina, dezenas de milhões de pessoas pegam ônibus, percorrem as ruas e interagem entre si todos os dias. Oriundas de vários cantos do globo, elas trouxeram suas culturas, hábitos alimentares, estilos musicais e ajudaram a transformar a região em um dos lugares mais multifacetados do mundo. Esse pluralismo é traduzido em lugares de São Paulo que te fazem se sentir em outro país. 

Cantinas italianas do Bixiga

Formado pela mistura da população negra, imigrantes italianos e portugueses, o Bixiga é um dos bairros mais tradicionais da cidade. Conhecido pelo samba e pela diversidade de influências culturais, o distrito é o lar de algumas das mais famosas cantinas italianas da capital. Servindo massas, pizzas, cannolis e diversos outros pratos típicos da culinária da terra da bota, os restaurantes da região atraem turistas de todo País.

Paróquia Nossa Senhora Achiropita foi fundada por imigrantes italianos e compõe a cultura do bairro/ Crédito: Getty Images

O Festival da Achiropita, considerado a maior festa italiana do Brasil, é a celebração máxima dessa cultura. O evento ocorre anualmente e reúne milhares de pessoas na Rua Treze de Maio para visitar as dezenas de barracas de comida.

Bairro da Liberdade

Até os postes de iluminação foram substituídos pelas típicas luminárias japonesas/ Crédito: Getty Images

Liberdade é o lar da maior comunidade japonesa fora do Japão no mundo. Basta uma breve caminhada pelo distrito localizado no centro de São Paulo para notar os efeitos da migração asiática. São dezenas de lojas, restaurantes, bares e feiras que exibem a cultura, a culinária, a arquitetura e a decoração típicas. 

Publicidade

Os karaokês, por exemplo, são uma tradição. A região também é conhecida por grandes festivais em homenagem às vivências asiáticas, festas e até pelos monumentos, como o Museu Histórico da Imigração Japonesa no Brasil, o Templo Busshinji Comunidade Soto Zen Shu e o Jardim Japonês. 

Galeria Presidente, no Centro

Na miríade de sotaques e cores que marcam o centro de São Paulo, é possível encontrar inúmeras marcas da cultura africana. Em sua vinda, os imigrantes trouxeram consigo os tecidos coloridos, rituais religiosos, a música e a culinária. Juntos com os moradores vindos de países como Camarões, Gana, Senegal, Mali, Congo, Guiné e Nigéria, vieram, também, um novo rosto para o centro.

A Galeria Presidente vem se consolidando como a maior representação desse movimento. Também conhecida como Galeria do Reggae, o local reúne uma série de estabelecimentos onde o visitante consegue comprar roupas, fazer um rastafári ou conhecer músicas em uma loja de discos. Além disso, o local se destaca por acolher cerimônias e celebrações típicas do continente africano. 

Bom Retiro

Bom Retiro conta com diversos murais que trazem referências da cultura sul-coreana e brasileira/ Crédito: Felipe Rau/Estadão

Da música ao cinema, passando pelos jogos eletrônicos, a Coreia do Sul está se posicionando como um gigante cultural no planeta. E recentemente o Bom Retiro passou a ser visto como um símbolo dessa expansão. O consulado sul-coreano no Brasil vem realizando uma série de iniciativas na região para transformar o bairro na maior k-town (”koreatown”) latino-americana.

Publicidade

O impacto já é perceptível nos murais gigantes que colorem as ruas, nas lanternas típicas nas fachadas de comércios e nos restaurantes e outros estabelecimentos que se apoiam nos hábitos do país asiático. Importante lembrar que o bairro já é famoso pela presença de imigrantes de diversas origens, principalmente a boliviana e a judaica, que dão ao local o aspecto multicultural.

Mooca

O bairro da Mooca é caracterizado pela forte herança italiana, cujas marcas podem ser vistas na arquitetura, na culinária e até no futebol. O Clube Atlético Juventus, time fundado em 1924, por exemplo, é uma das evidências da presença dos imigrantes no local. Não à toa, o distrito, que é um dos mais antigos da cidade, até hoje é lembrado quando se fala da presença internacional em São Paulo.

NEWSLETTER
IMÓVEIS

Inscreva-se e receba notícias atualizadas do mercado de imóveis

Notícias relacionadas

Imagem destacada

Ciladas comuns na hora de procurar um imóvel para alugar

1 minuto de leitura
Imagem destacada

QuintoAndar cria linha de crédito de R$ 4,5 mi para corretores e imobiliárias

2 minutos de leitura
Imagem destacada

É possível usar FGTS na compra do segundo imóvel?

2 minutos de leitura
Imagem destacada

Cuidados antes de assinar o contrato de locação pela internet

2 minutos de leitura