Indicadores Estadão Imóveis
FGV IBRE: 
4.2%
FIPEZAP: 
0.57%
ICON: 
1.84%
IGP-M: 
0.60%
INCC: 
2.16%
PMI: 
44.1%
IMÓVEIS

Buscando sugestões para:


Decoração, reforma e construção

Página inicial / Decoração, reforma e construção / Cuidados essenciais que evitam choques e incêndios com a decoração de Natal

Cuidados essenciais que evitam choques e incêndios com a decoração de Natal

Tenha um fim de ano seguro. Confira dicas e orientações sobre os cuidados na instalação da decoração natalina


Da Redação

07/12/2020 - 2 minutos de leitura


Além da preocupação com a segurança, é preciso não descuidar do gasto com a conta/ Foto: Getty Images
Expoimóvel Summit oferece opo...

04/08/2021 11:00 até 07/08/2021 21:00


Assine nossa newsletter e receba por e-mail as principais notícias e dicas.
Fique tranquilo, não enviamos SPAM.
Quero me cadastrar para receber informações relevantes por e-mail. Fique tranquilo, não fazemos SPAM.

Chegou dezembro, o mês mais iluminado do ano, com enfeites natalinos e pisca-piscas dos mais variados estilos e cores embelezando toda a cidade. Contudo, a instalação de tantos adornos exige certos cuidados para evitar acidentes. Confira as dicas e orientações da Enel Distribuição e da Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Proteste) e comemore com segurança.


Segundo a maior concessionária de energia elétrica do Brasil, a maior parte dos acidentes com eletricidade no período de Natal acontece por falta de informação, atenção ou pelo uso incorreto de materiais e ferramentas. Por isso, evite emendas ou gambiarras que possam sobrecarregar as instalações elétricas. Lembre-se de que os riscos são maiores em locais expostos à umidade e sujeitos às variações do tempo. Caso tenha dúvidas sobre a acomodação das luzes, procure contratar um eletricista.

Impeça também o desperdício de energia. Além da preocupação com a segurança, é preciso não descuidar do gasto com a conta. Por isso, desligue os enfeites da tomada na hora de dormir e durante o dia. Caso adquira enfeites com luzes, verifique se na embalagem consta nome do fabricante, instruções e informações em língua portuguesa, além da tensão e voltagem.

Além disso, a tomada ou plugue do produto deve ser de componentes metálicos em cobre, liga de cobre, alumínio ou latão. Esse material não pode ser ferroso, para evitar superaquecimento e, assim, causar até mesmo um incêndio. Na hora de ligar as lâmpadas, evite o uso de benjamins, também conhecidos como “Ts”, pois, em caso de sobrecarga, outros eletrodomésticos podem ser prejudicados. É importante ainda que a embalagem das lâmpadas informe se podem ser utilizadas dentro e fora de casa e quando devem ser desligadas da tomada.

Procure analisar ainda a própria luz, escolhendo aquelas com fusíveis, que são mais seguras. Isso pode ser facilmente verificado por meio de uma análise visual do plugue, a parte que é encaixada na tomada. Escolha cordões com lâmpadas sobressalentes para uma possível troca e que tenham fusíveis com acesso e manuseio fáceis. Procure os produtos homologados e com selo do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). Itens sem homologação poderão provocar superaquecimento, curto-circuito e princípio de incêndio.

Observe também a qualidade dos fios. Aparatos desencapados ou ressecados são sempre perigosos. O ideal mesmo é não arriscar e trocar o produto. E lembre-se de sempre testar o equipamento na loja e também em casa, antes de começar a instalação. Se o pisca-pisca já foi utilizado em outros anos, vale uma checada cautelosa nas condições do produto. Passar filamentos por baixo de tapetes ou por trás de cortinas também podem causar incêndios.

AVALIAR ESSE ARTIGO
Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login


Notícias relacionadas