Decoração, reforma e construção

5 dicas para deixar sua casa mais segura para os pets

Fiação, plantas tóxicas, escadas e pisos escorregadios: faça um checklist do que deve ser evitado para os bichinhos seguirem saudáveis

Por: Da Redação 03/12/2020 2 minutos de leitura
Alguns pisos são escorregadios aos bichos de estimação, então opte em investir em assoalhos de cerâmica ou porcelanato/ Foto: Getty Images

Publicidade

Os pets são membros da família que exigem muito em termos de cuidado e atenção – e quem possui um animalzinho sabe como eles são ativos e curiosos, o que pode causar acidentes. Por isso é fundamental conhecer maneiras de deixar sua casa mais segura para os pets.

A seguir, uma lista com as cinco ações mais importantes para protegê-los.

Cuide das fiações

De acordo com a designer de interiores Camila Giongo, os bichinhos de estimação acham uma verdadeira brincadeira morder fios. O problema é quando são fios de eletrodomésticos, eletrônicos ou, principalmente, fios elétricos. Ao morder o fio, seu pet pode rasgar a proteção externa e se expor a uma descarga elétrica.

Outra situação preocupante ao deixar a fiação exposta pela casa é o risco de sufocamento, pois seu animal pode se enrolar nele e ficar sem ar. “Mantenha os fios fora do alcance deles. Você pode utilizar canaletas ou ajustá-los sempre no alto”, afirma ela.

Publicidade

Cultive plantas amigas

Você pode ter em sua casa plantas que são perigosas para seu animal sem saber. É importante identificar quais as espécies que devem estar longe dos alcances do seu pet, pois há risco de ele comê-las. Se forem tóxicas, há risco de doenças, como intoxicação alimentar, por exemplo.

Algumas variedades amigas dos animais domésticos são:

  • Samambaia Americana;
  • Grama de alpiste, trigo ou aveia;
  • Chifre de Veado;
  • Flor de Maio;
  • Rosas;
  • Temperos.

Plantas com espinhos também devem ser cultivadas com atenção porque podem machucar o pet.

Proteja as escadas

Publicidade

Se você possui escadas em sua casa, saiba que o esforço repetitivo de subir os degraus pode prejudicar a saúde do seu pet. Isso porque, ao fazer tal movimento, ele pode lesionar a coluna ou as articulações.

“Para prevenir que isso ocorra, você pode optar por implementar alguma rampa alternativa ou adicionar um tecido nas escadas que ajude a reduzir o impacto, o que diminui também o risco de quedas”, recomenda Camila.

O mesmo deve ser feito se seu animal tem o costume de subir na cama ou no sofá, o impacto da descida também pode levá-lo a tal problemas na coluna, então é aconselhável buscar alternativas: instalar um tapete é uma solução viável ou mesmo aquelas escadinhas de espuma de baixo impacto.

Atenção ao piso

Alguns pisos são escorregadios aos bichos de estimação, então opte em investir em assoalhos de cerâmica ou porcelanato: são materiais que reduzem os ruídos, facilitam a limpeza e evitam possíveis acidentes. Outro acabamento muito recomendado é o piso vinílico, que é atérmico, prático na limpeza e não prejudica as patas do animal.

Publicidade

Use portões infantis

Camila sugere ainda a utilização de portões infantis para restringir alguns espaços dos pets de forma temporária. Eles podem ser colocados em corredores, portas e escadas para reservar o acesso a lugares perigosos, como a cozinha, quando estiver com fogo acesso.

NEWSLETTER
IMÓVEIS

Inscreva-se e receba notícias atualizadas do mercado de imóveis

Notícias relacionadas

Imagem destacada

Casas de madeira pré-fabricadas são mais sustentáveis?

3 minutos de leitura
Imagem destacada

Famílias trocam cidade por condomínios em busca de conforto e segurança

5 minutos de leitura
Imagem destacada

Morar em São Paulo: Quanto custa?

8 minutos de leitura
Imagem destacada

Mercado imobiliário deve apostar em tecnologia e inovação para incluir pessoas com deficiência

3 minutos de leitura