Compra

Como declarar imóveis comprados via financiamento no Imposto de Renda?

Item deve ser preenchido na aba de Bens e Direitos

Por:Breno Damascena 13/03/2023 1 minuto de leitura
imoveis-declaracao-imposto-de-renda
Primeiro passo é separar todos os documentos referentes à compra da casa e ao pedido de financiamento/ Crédito: Getty Images

Publicidade

A partir do dia 15 de março, os cidadãos brasileiros têm um compromisso com a Receita Federal e os imóveis comprados via financiamento também precisam ser declarados no imposto de renda. Mas não se preocupe porque o caminho é bem mais simples do que parece. 

Antes de tudo, você já separou os documentos que comprovam a compra? 

É importante ter o contrato de aquisição, recibos pagos, comprovantes do pedido do financiamento e, se possível, a escritura do imóvel.

Depois disso, baixe o programa de Declaração do Imposto de Renda no site da Receita Federal. Então, procure a aba BENS E DIREITOS e selecione o tipo de imóvel adquirido (casa, apartamento, terreno). 

Publicidade

Quando você fizer isso, vão surgir novos campos para preenchimento. Preencha, então, os itens logradouro, número, bairro/distrito, Estado e CEP, a área total do imóvel, a data de aquisição e confirme se ele está registrado em cartório. Todos esses dados podem ser verificados nos documentos do imóvel.

Agora vem o principal: no campo Situação em 31/12/2022, você deve colocar o valor que foi efetivamente pago no ano. Não confunda com o valor total do financiamento. 

“Se a pessoa comprou um imóvel cujo valor total é de R$100.000,00, mas pagou apenas R$70.000,00 até o final do ano, o valor informado deve ser de R$70.000,00”, exemplifica Talita Kuroda, coordenadora de produtos na empresa Contabilidade Facilitada Educacional. “No campo DISCRIMINAÇÃO, o contribuinte deve descrever o valor total, o valor já pago e a quantia restante para quitação da dívida”, adiciona.

Ela alerta que os imóveis financiados não devem ser declarados na ficha Dívidas e Ônus Reais, apenas na ficha Bens e Direitos. “A ficha Dívidas e Ônus Reais se aplica apenas a empréstimos que não tenham o bem como garantia”, complementa. 

Publicidade

NEWSLETTER
IMÓVEIS

Inscreva-se e receba notícias atualizadas do mercado de imóveis

Notícias relacionadas

Imagem destacada

Fundos Imobiliários: 58% tiveram retorno positivo em setembro; veja os melhores

0 minutos de leitura
Imagem destacada

Você precisa declarar os imóveis herdados no Imposto de Renda?

1 minuto de leitura
Imagem destacada

IGP-M tem deflação de 0,95% em setembro, após queda de 0,70% em agosto, diz FGV

0 minutos de leitura
Imagem destacada

Por que a queda do IGP-M não deve tornar o aluguel mais barato?

4 minutos de leitura