Decoração, reforma e construção

Empresas adotam nova metodologia para aumentar eficiência em obras

Técnica denominada de Lean Construction tenta prevenir possíveis problemas

Por:Breno Damascena 19/05/2023 3 minutos de leitura
lean-construction
Projetos desenvolvidos com tecnologia priorizam a economia de tempo e recursos/ Crédito: Getty Images

Publicidade

De investimentos massivos em tecnologia a inovações que provocam pequenas revoluções no setor, as empresas do mercado de construção civil estão sempre em busca de eficiência. É dessa motivação que surgem metodologias como o Lean Construction, um processo de gestão de projetos construtivos que se propõe a entregar resultados melhores gastando menos recursos.

“É um processo para identificar e eliminar as fontes de desperdício presentes nas obras, além de reduzir os desvios de custo e prazo”, explica André Chaves, diretor da unidade de negócios da Falconi para Indústria de Base, Infraestrutura e Construção. “Em um cenário de juros altos e custos elevados de insumos e matérias-primas, a Lean Construction possibilita maior eficiência de processos”, diz.  

A técnica consiste em compreender quais são os potenciais geradores de atrasos ou obstáculos nas obras e, a partir disso, encontrar soluções inteligentes para superá-las. As práticas adotadas vão desde estratégias complexas, como a adoção de novas tecnologias, a mudanças mais simples, como melhorar a comunicação entre os colaboradores. 

“Os desvios de custo e prazo estão associados a atividades e processos que não necessariamente acontecem nos canteiros”, sintetiza Chaves. “Outras práticas ineficientes  podem causar desperdícios, como o mau uso de recursos humanos, o mau dimensionamento de estoque, o transporte desnecessário de materiais e a movimentação repetitiva de pessoas.”

Publicidade

O diferencial da metodologia é o mapeamento dos problemas que fazem com que tantas obras atrasem para serem concluídas. É isso que explica Bernardo Etges, sócio fundador da Climb Consulting. “Quando uma obra atrasa, a empresa perde um pouco a credibilidade. O Lean Construction quer transformar a construção em um ambiente mais estável”, afirma. 

Lean Construction na prática

De acordo com Chaves, a recomendação é que as empresas já adotem o Lean Construction desde o início do projeto. “O primeiro passo é adaptar as práticas para a realidade da construtora. Depois, definir a nova forma de gestão dos processos e a produção nos canteiros de obra. E, então, são escolhidas obras piloto para a aplicação e treinamento de suas equipes para as novas práticas”, diz. “Depois de consolidado, todas as equipes envolvidas devem ser treinadas e o modelo estendido para a totalidade da empresa.”

André Chaves, Diretor da unidade de negócios da Falconi, conta que a companhia orienta 60 práticas a partir de pilares como planejamento de médio e longo prazos, produção e foco em qualidade e padronização/ Crédito: Divulgação/Claudio Belli

Redução da ociosidade

A ideia de lean (“enxuto”, em tradução livre) adotada pela metodologia não é nova. Pelo contrário, é baseada na Lean Manufacturing, processo desenvolvido pela companhia de carros Toyota entre os anos 1950 e 1960, que tinha como objetivo alcançar a redução de desperdícios ao máximo. “A construção também é um sistema de produção. Existe uma sequência de fluxo construtivo”, diz Bernardo. 

E prova disso é que há um crescimento no interesse pelo tema. Um estudo de 2016 publicado na revista científica “Engineering, Construction and Architectural Management” mostrou que entre 1993 e 2013, houve um aumento significativo no número de artigos publicados sobre Lean Construction.

Publicidade

Para Etge, esse entusiasmo é justificado pelo desejo que as empresas têm de se tornarem mais competitivas. “Ao reduzir ociosidade, trabalho exaustivo e os custos, o lucro tende a ser maior”, pontua. “Desenvolvemos projetos em que houve redução de até três meses do prazo previsto, ao invés do tradicional atraso, tão comum em obras.”

Bernardo Etges, sócio fundador da Climb Consulting, conta que o Lean Construction atua em conjunto com outras ferramentas e tecnologias para evitar custos adicionais de postergação de obras/ Crédito: Divulgação/ Climb Consulting

Caminho para adoção

André Chaves, Diretor da Falconi, avalia que as grandes companhias do setor de construção já entenderam a importância do Lean Construction, mas ainda precisam aprimorar a análise das reais causas de desvios de prazo e custo nas obras, além das medidas que precisam ser adotadas. 

No entanto, ele alerta que a metodologia ainda é incipiente entre as médias e pequenas empresas. “A informalidade, características pessoais, e a intuição são os principais elementos que norteiam a gestão nos canteiros de obras brasileiros”, critica. “As mudanças propostas pelo Lean Construction irão confrontar a realidade existente e, muitas vezes, há resistência”, acrescenta.

NEWSLETTER
IMÓVEIS

Inscreva-se e receba notícias atualizadas do mercado de imóveis

Notícias relacionadas

Imagem destacada

Governo destina 112 mil moradias para movimentos sociais e áreas rurais

1 minuto de leitura
Imagem destacada

Cooperativas Unicred promovem leilão de 33 imóveis no Sul e Sudeste do Brasil

1 minuto de leitura
Imagem destacada

Cresce produção de fotos e vídeos de imóveis na quarentena

2 minutos de leitura
Imagem destacada

Como áreas verdes influenciam empreendimentos imobiliários

3 minutos de leitura