Voltar
IMÓVEIS

Buscando sugestões para:


Página inicial / Arquitetura Sustentável / Como montar uma armadilha doméstica e sustentável antimosquito

Como montar uma armadilha doméstica e sustentável antimosquito

Saiba o passo a passo para construir armadilhas simples e ecologicamente corretas em casa e com poucos materiais

  • (4.0)

Da Redação

26/11/2020 - 2 minutos de leitura


Uma das maneiras é criar armadilhas para insetos com garrafas PET/ Foto: Getty Images
Assine nossa newsletter e receba por e-mail as principais notícias e dicas.
Fique tranquilo, não enviamos SPAM.
Quero me cadastrar para receber informações relevantes por e-mail. Fique tranquilo, não fazemos SPAM.

Alguns insetos parecem inofensivos, mas disseminam doenças ao contaminar alimentos após perambular por locais infestados por vírus ou bactérias. Além, claro, do transtorno que é dormir com o zumbido de pernilongos próximo aos ouvidos. Mas como livrar-se deles sem causar transtornos para o meio ambiente?

Uma das maneiras é criar armadilhas para moscas com garrafas PET. Não fazem uso de químicos nocivos e ainda reaproveitam materiais. Veja como:

  • Pegue uma garrafa de plástico de dois litros e corte ao meio.
  • Despeje uma mistura de açúcar mascavo com água na metade inferior da garrafa.
  • Em seguida, acrescente fermento biológico à garrafa e faça um furo na tampa, de modo que haja um local para as moscas entrarem.
  • Coloque a parte do funil virada para baixo, dentro da outra metade da garrafa (parte inferior).
  • Por fim, enrole a garrafa com fita adesiva preta, apenas na parte inferior, e coloque em algum local ventilado.

Uma outra armadilha sustentável que usa garrafa PET é sugerida pela Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul.

Para esta, será necessário juntar itens como microtule ou tela fina, lixa de madeira, fita isolante, alpiste, arroz cru ou ração de gato, utilizados para “nutrir” a água com micro-organismos. Depois de pronta, esta armadilha vai atrair o aedes aegypti e outros mosquitos, que irão depositar seus ovos naquela água. Quando os ovos virarem larvas e depois mosquitos, ficam presos.

Como fazer:

  • Cortar a garrafa em dois, sendo que a parte da boca seja menor, formando um funil.
  • Retirar a tampa do recipiente. De forma cuidadosa, retirar o anel (parte que se destaca da tampa), lacrar e guardar, pois será utilizado posteriormente.
  • Colocar o tecido de vedação no gargalo e prendê-lo com o anel.
  • Lixar o interior do funil; com isso, a área de evaporação aumenta e, assim, atrai o mosquito para a armadilha.
  • Colocar o alimento escolhido na parte de baixo do recipiente. Indicam-se cinco grãos de alpiste ou três de arroz – é importante que seja bem triturado.
  • Coloque a parte do gargalo de cabeça para baixo, na parte de baixo do recipiente.
  • Utilize a fita isolante para fazer a fixação das duas partes, externamente.
  • Insira água filtrada (sem cloro) na parte de dentro da mosqueteira, deixando a alguns centímetros do gargalo.

A recomendação é para descartar a água da mosqueteira com detergente ou água sanitária para matar as larvas, ou misturar esta água com areia. O líquido não deve ser despejado na pia, em jardins ou no vaso sanitário, já que isso pode estimular a proliferação dos mosquitos.

E é sempre importante reforçar: mesmo com as armadilhas, é importante verificar a presença de água parada e erradicar os pontos para coibir a proliferação dos insetos em todo o ambiente e prezar por um bom manejo do lixo.

AVALIAR ESSE ARTIGO
Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login


Notícias relacionadas