Aluguel

Aluguel valorizou 14,05% em 2023. Veja quais são as cidades mais caras do Brasil

Índice FipeZAP registra alta acima do IPCA e do IGP-M

Por:Breno Damascena 14/11/2023 2 minutos de leitura
valorizacao-aluguel-brasil
Especialista atribui valorização a aumento na demanda e reajuste de contratos / Crédito: Getty Images

Publicidade

De janeiro a outubro deste ano, o aluguel residencial ficou 14,05% mais caro no Brasil, de acordo com o Índice FipeZAP de Locação Residencial, divulgado pelo DataZAP+. O valor está acima das variações acumuladas pelo IPCA/IBGE (+3,75%) e IGP-M/FGV (-4,46%). 

O resultado foi puxado pela alta de 29,04% registrada em Goiânia, mas todas as 25 cidades monitoradas pelo estudo, incluindo 11 capitais, valorizaram durante o período. O ano de 2023 também é marcante para a cidade de Florianópolis. A capital catarinense registrou um aumento de 27,98% no valor de locação durante o período. Logo atrás dela, aparece Campinas, que teve uma alta de 26,33%. 

“É um sinal de que o mercado está aquecido”, analisa Claudia Emiko Yoshinaga, Coordenadora do Centro de Estudos em Finanças da FGV. “A demanda tem aumentado com o reaquecimento da economia e a diminuição nas taxas de desemprego. Além disso, muitos proprietários estão tentando reajustar contratos após um longo período de aluguéis defasados”, complementa. 

Para ela, a taxa Selic em alta (atualmente em 11,75%) também contribui para aluguéis mais caros. “Ao invés de comprar um imóvel, muitas pessoas preferem deixar o dinheiro rendendo em um fundo”, argumenta. 

Publicidade

Apesar do crescimento durante 2023, o valor médio do metro quadrado para aluguel na capital de Goiás está em R$ 33,91, bem abaixo das cidades que lideram o ranking. Para se ter ideia, a cidade mais cara para aluguel no Brasil, Barueri (SP), tem o metro quadrado custando cerca de R$ 56,47 para locação. São Paulo (SP) e Florianópolis (SC) aparecem logo depois. 

Confira os aluguéis mais caros do Brasil, de acordo com o Índice FipeZAP:

CidadePreço m²
Barueri (SP)R$ 56,47
São Paulo (SP)R$ 50,92
Florianópolis (SC)R$ 49,92
Recife (PE)R$ 47,06
Rio de Janeiro (RJ)R$ 44,34
Santos (SP)R$ 43,53
Brasília (DF)R$ 40,31
São José (SC)R$ 37,84
São José dos Campos (SP)R$ 37,65
Belo Horizonte (MG)R$ 35,67
Curitiba (PR)R$ 35,03
Praia Grande (SP)R$ 34,17
Campinas (SP)R$ 34,01
Goiânia (GO)R$ 33,91
Guarulhos (SP)R$ 33,41
Santo André (SP)R$ 33,27
Salvador (BA)R$ 32,17
Porto Alegre (RS)R$ 31,10
São Bernardo do Campo (SP)R$ 29,35
Fortaleza (CE)R$ 28,03
Joinville (SC)R$ 27,97
Niterói (RJ)R$ 26,06
Ribeirão Preto (SP)R$ 23,58
São José do Rio Preto (SP)R$ 21,71
Pelotas (RS)R$ 17,84
Fonte: Índice FipeZAP de Locação Residencial

Os bairros mais caros de São Paulo

De acordo com Índice FipeZAP, nenhum bairro de São Paulo é tão caro para morar quanto o Itaim Bibi. Enquanto a média da cidade é de R$ 50,92 por metro quadrado, o valor salta para R$ 85,6 no bairro da zona sul. A região registrou uma alta de 20,9% em 2023 e começou a se descolar de Pinheiros, distrito que ocupa a segunda colocação neste ranking, com o aluguel avaliado em R$ 80,7 por metro quadrado. 

Confira o ranking completo: 

Publicidade

CidadePreço m²Variação em 12 meses
Itaim BibiR$ 85,6 /m²20,90%
PinheirosR$ 80,7 /m²16,90%
ParaisoR$ 64,0 /m²9,20%
JardinsR$ 63,0 /m²8,80%
MoemaR$ 62,9 /m²6,70%
Vila MarianaR$ 60,8 /m²19,50%
Bela VistaR$ 59,8 /m²14,90%
PerdizesR$ 55,0 /m²24,60%
Vila AndradeR$ 41,6 /m²11,00%
SantanaR$ 35,8 /m11,50%
Fonte: Índice FipeZAP de Locação Residencial

NEWSLETTER
IMÓVEIS

Inscreva-se e receba notícias atualizadas do mercado de imóveis

Notícias relacionadas

Imagem destacada

O que é aluguel social?

3 minutos de leitura
Imagem destacada

BBB 24: Casa tem decoração medieval, fadas e elementos rústicos. Confira fotos

2 minutos de leitura
Imagem destacada

Vale a pena comprar uma casa em condomínio fechado?

1 minuto de leitura
Imagem destacada

Fundos imobiliários de shoppings passam de queridinhos a aposta de longo prazo

4 minutos de leitura