Quem aqui já viu nas telas dos cinemas a casa do Tony Starck, no filme Homem de Ferro, e achou que é coisa de ficção científica? Parte do que aparece lá já é uma realidade. O valor da automação residencial parte de R$ 6.000, mas existe uma maneira mais barata de ter um imóvel conectado: lâmpadas inteligentes. Já ouviu falar delas?

No Brasil, a luz azul está em processo de lançamento. De acordo com as fabricantes, como Signify (novo nome da empresa Philips Lighting), Samsung, Xiaomi e outras, as lâmpadas possuem tecnologia LED, podem ser controladas remotamente por um smartphone conectado à internet ou pelo bluethooth – sem a necessidade de criar uma rede sem fio no local para estabelecer ligação entre os dispositivos. O valor? Cerca de R$ 300.

Assine nossa newsletter e receba por e-mail as principais notícias e dicas.
Fique tranquilo, não enviamos SPAM.
Quero me cadastrar para receber informações relevantes por e-mail. Fique tranquilo, não fazemos SPAM.
“Além de serem de 80 a 90% mais econômicas que os modelos incandescentes produzindo a mesma intensidade luminosa e terem uma durabilidade maior, as lâmpadas inteligentes permitem que você escolha a luz certa para seu ambiente, alterando a cor ou a intensidade em diferentes ocasiões com apenas alguns toques no celular ou com a própria voz, usando um assistente virtual”, explica o gerente de Marketing da Signify no Brasil, Gustavo Rudge.

Quais são seus benefícios?

  • Controle total à distância;
  • Programação do momento em que ela irá ligar ou desligar;
  • Regulagem da intensidade de iluminação;
  • Disponibilidade de cores diferentes em um único produto;
  • Automatização da lâmpada para ligar quando sentir a presença de alguém ou quando o local estiver pouco iluminado;
  • Economia de energia elétrica;
  • Durabilidade três vezes maior em relação às lâmpadas incandescentes.

Como elas são utilizadas?

Elas podem ser instaladas para a iluminação de qualquer tipo de ambiente, desde espaços internos, como residências e escritórios, até externos, como lugares públicos. Mas o que as torna interessantes é o fato de poderem ser controladas por meio de um software presente no celular ou tablet.

Existem marcas já disponíveis no mercado que tentam trazer alguns outros recursos para melhorar a qualidade de vida do usuário. Alguns fabricantes incluem funções que fazem com que a luz acenda automaticamente às 6h da manhã, para que o usuário desperte facilmente. O contrário também acontece, como no modelo C Sleep, que emite luzes com cores de temperaturas específicas para que os hormônios do sono sejam produzidos durante o dia e ajudem o usuário a dormir melhor.

Outra forma eficiente de utilização, aproveitando as funções que as lâmpadas inteligentes trazem, é que, em casos de emergência, quando as pessoas precisam evacuar o local, as lâmpadas de cores diferenciadas poderão indicar o melhor caminho para fuga. Ou seja, além de iluminar, elas podem servir como mais um recurso de alerta junto a sirenes e alarmes.