A chegada da primavera encoraja uma renovação do humor, você não acha? Então, por que não apostar em pequenas mudanças para que o astral da estação contagie a decoração e a energia do seu lar? Se não sabe por onde começar, pode considerar a técnica milenar chinesa do Feng Shui. Ela busca relacionar os setores da vida associando cada direção cardeal à disposição dos móveis e objetos de um ambiente, seja para moradia ou trabalho.

“Não existem pesquisas científicas que comprovem a eficácia do Feng Shui, mas existem alguns ramos, como a geobiologia e neuroarquitetura, que estudam fundamentos que os chineses utilizam há muitos anos. Um exemplo disso é a observação de que pontas e quinas apontadas para locais de longa permanência, funcionam como um dedo apontado para você, gerando sensação de culpa e cobrança. Atualmente estudos comprovam que objetos pontiagudos representam certo perigo a nossa integridade física”, aponta a consultora de Feng Shui e designer de interiores, Talita Constantinov.

Segundo a profissional, antes iniciar uma transformação é preciso observar a energia da casa, como são os espaços e a vitalidade deles. “Quando temos pessoas e animais doentes e plantas morrendo, já é um sinal de que a energia não é boa. Devemos tomar cuidado, pois às vezes temos ambientes lindos, mas com baixo padrão vibratório”, explica ela.

Em uma consultoria de Feng Shui, ela utilizada a técnica de radiestesia, com pêndulo, e gráficos para medir a quantidade e qualidade da energia dos espaços, além de investigar outros fatores que podem estar influenciando o padrão vibratório da casa. Segundo a profissional, inveja, energias dos antecessores do espaço ou até mesmo pensamento negativo dos próprios moradores. Além disso, Talita esclarece que faz uma análise do espaço e verifica as áreas da vida que podem estar prejudicadas por bloqueios.

De acordo com o Feng Shui, cada cômodo está relacionado com uma divisão que os chineses nomearam como nove principais: família, prosperidade, sucesso, relacionamento, criatividade, amigos, trabalho, espiritualidade e saúde. Ter um armário com coisas paradas, por exemplo, gera energia estagnada em pelo menos uma dessas áreas. Para saber qual parte da casa está relacionada com qual área da vida, é preciso aplicar o baguá, um mapa energético feito por um profissional.

Assine nossa newsletter e receba por e-mail as principais notícias e dicas.
Fique tranquilo, não enviamos SPAM.
Quero me cadastrar para receber informações relevantes por e-mail. Fique tranquilo, não fazemos SPAM.
“Quando detecto algum desequilíbrio, corrigimos. O primeiro passo é tirar os bloqueios, para que a energia possa fluir com facilidade. Para isso, orientamos uma limpeza física e organização geral da casa, incluindo a reparação de objetos quebrados e o descarte do que não tem mais utilidade. Depois, realizamos a limpeza energética.” A profissional dá uma dica simples, fácil de ser executada: pingar algumas gotas de óleo essencial de eucalipto em um litro de água e borrifar pela casa. “Esse óleo é ótimo para espantar más energias.”

Poder das cores

Cada área do baguá é regida por uma cor:

  • Família – verde
  • Prosperidade – púrpura
  • Sucesso – vermelho
  • Relacionamento – rosa
  • Criatividade – branco
  • Amigos – cinza
  • Trabalho – preto
  • Espiritualidade – azul
  • Saúde – amarelo

“Podemos usar essas cores para potencializar os campos. No entanto, a cor é apenas uma das inúmeras ferramentas que utilizamos no Feng Shui. Sempre explico para meus clientes e alunos que não adianta pintar a parede na área do sucesso de vermelho se você detesta essa cor. Antes de tudo é muito importante que a gente goste do que tem”, conta a consultora da técnica chinesa.

Talita sugere ainda a utilização dos tons de preferência pensando na função de cada ambiente. Por exemplo: no quarto, é importante usar cores claras que favoreçam o sono. Para casais, uma pitada de tons quentes para aquecer a relação pode ser favorável.

Dicas para cada cômodo

  • Sala: ter o sofá na posição de comando, ou seja, de forma onde, sentado nele, a pessoa consiga enxergar a porta de entrada. Isso ajuda a ter o comando da própria vida.
  • Quarto: ter uma cabeceira na cama. Isso traz estabilidade e proteção. Mas atenção: painel de parede não é cabeceira. Ela deve estar fixa na cama e não na parede.
  • Cozinha: o fogão representa a prosperidade financeira da casa, então deve estar limpo e com todas as bocas funcionando. E como cada boca do fogão representa uma oportunidade de ganhar dinheiro, o ideal é revezar as bocas, e não usar uma de estimação.
  • Banheiro: capriche na decoração! Para os chineses, quanto mais belo for o seu banheiro, mais próspero você será. Além do mais, portas e tampa do vaso, devem ser mantidos fechados.
  • Escritório: evite trabalhar de frente para uma parede. Isso limita a visão e diminui o processo criativo.
  • Geral: tenha plantas saudáveis. Elas têm energia vital e são capazes de melhorar a energia de qualquer espaço.

O que não pode faltar

Para a especialista, um dos maiores problemas da atualidade é o fato de o ser humano ter se desconectado da natureza. Daí, segundo ela, o aumento do stress e da ansiedade. “Trazer a natureza para dentro de casa é fundamental para quem quer ter saúde e bem-estar. Algumas formas de fazer isso é usando piso de madeira, tecidos de algodão, revestimentos de tijolo, etc.” O cristal multifacetado é um objeto muito utilizado no Feng Shui para fazer correções energéticas ou ativações em determinadas áreas da casa e da vida. Podem ser utilizados no batente das portas de banheiro, para neutralizar energias negativas ou nas janelas, para que as cores do arco íris preencham espaços.

As dicas foram todas adotadas pela blogueira bahiana Julliana Lopes, 37. “Sempre fui muito ligada à questão energética, tinha noção de como a energia dos lugares e das pessoas influenciavam na minha vida, mas não sabia que isso tinha a ver, por exemplo, com a posição dos móveis, com as cores, portas, janelas.” Ela conta que foi por causa de questionamentos pessoais que acabou conhecendo o Feng Shui por meio de livros e estudando sobre o assunto. “Quando fui morar sozinha, em setembro do ano passado, coloquei como prioridade a consulta com um especialista no assunto. Queria uma casa de paz, alegria e harmonia”, diz a dona do blog Juro Valendo.

A consultora Talita foi quem fez todo o estudo da planta da casa e do terreno de Julliana e a instruiu sobre como melhorar o fluxo de energia. “Fiz absolutamente tudo o que ela sugeriur. Adequando ao meu gosto, claro, porque você precisa sentir alegria ao olhar para a sua casa. E todas as pessoas que vêm aqui, falam que dormem melhor, ficam tranquilas, felizes e em paz. Em agosto, inclusive, trouxe cinco leitoras de vários locais do País para um evento aqui em casa e todas falaram a mesma coisa sobre a casa”, relata Julliana.