Voltar
IMÓVEIS

Buscando sugestões para:


Página inicial / Notícias / Como morar sozinho: cinco dicas para se organizar

Como morar sozinho: cinco dicas para se organizar

É imprescindível buscar entender quais são os principais gastos, os cuidados domésticos necessários e os utensílios de que você precisa


Da Redação

13/04/2020 - 3 minutos de leitura


Talvez seja necessário renunciar a algumas comodidades para dar um passo importante em direção ao amadurecimento pessoal e à conquista de privacidade e independência/ Crédito: Getty Images

Morar sozinho pela primeira vez pode ser prazeroso, mas também desafiador. Deixar a casa dos pais é um passo muito importante, que pede planejamento. Pensando nisso, separamos cinco passos para você se organizar e passar a ser o único responsável pelas atividades e despesas do seu próprio lar.


Economize

Comece guardando algum dinheiro, mesmo que os cálculos apontem que o orçamento vai fechar corretamente e que o salário cobre as despesas. Sempre existem gastos adicionais e as urgências são imprevisíveis. Ou seja, as reservas são necessárias em qualquer momento da vida.

Além disso, a mudança exige trâmites como carreto, reformas, instalações e outros serviços que têm um custo. Tenha sempre uma reserva emergencial para gastos cotidianos. Essa atitude é obrigatória para quem mora desacompanhado, pois esse valor será a única opção para manter o ambiente doméstico funcionando direitinho.

Faça as contas

Não deixe de entrevistar os amigos e levantar informações pessoais de quem tomou essa decisão antes de você. Isto feito, vá a campo e explore a região onde pretende morar. Verifique os valores de aluguéis, contas de consumo e itens alimentícios. Esses gastos são cruciais e não podem faltar na somatória mensal.

Tire suas dúvidas com corretores, busque entender quais são as documentações, qual o trâmite e colha opiniões familiares, mapeando bem os benefícios e as desvantagens do plano para não ter nenhuma surpresa mais tarde. E esteja preparado para os cuidados domésticos. Não é agradável perceber que todos os copos estão sujos na pia e que, na pressa, você terá que usar um prato para beber água.

Prepare-se

A parte divertida é poder escolher os detalhes mais legais sem a opinião de terceiros. O quadro da banda, a bandeira da viagem, as fotos na geladeira, a cômoda azul turquesa ao lado do banquinho amarelo, imagens religiosas, artesanatos do coração, recordações da infância e a plantinha de estimação finalmente ganharão o destaque que sempre mereceram.

Assine nossa newsletter e receba por e-mail as principais notícias e dicas.
Fique tranquilo, não enviamos SPAM.
Quero me cadastrar para receber informações relevantes por e-mail. Fique tranquilo, não fazemos SPAM.

Os itens de cozinha, por exemplo, podem ser comprados aos poucos e duram anos! Você pode antecipar a compra de utensílios, eletroeletrônicos e também conjuntos de eletroportáteis, para não passar sufoco assim que mudar. Uma sanduicheira, panela de arroz e fritadeira elétricas, por exemplo, são uma mão na roda para preparar um banquete a qualquer hora.

Peça para um familiar ou amigo experiente ajudar a criar uma lista de objetos essenciais. Pode parecer besteira, mas apetrechos simples, como uma escovinha para limpeza, são indispensáveis e ficam esquecidos no meio de trâmites maiores. Se rolar um aperto financeiro para a primeira mudança, o auxílio de amigos e parentes é bem-vindo.

Se você está prestes a se mudar e ainda não tem copos, talheres, toalhas e outros objetos essenciais a uma vida saudável, pode organizar um chá de cozinha ou uma open house e convidar os mais próximos. Essa é uma boa maneira para juntar os amigos, comemorar e ainda finalizar a casa.

Localização do imóvel

A localização é o elemento que define o valor do aluguel e das despesas com locomoção. Por isso, o estudo do entorno de um bairro ou uma região é essencial: saiba quais linhas de ônibus circulam, onde fica o hospital, a que distância se está dos comércios essenciais e tudo que pode afetar a vida de um morador. Assim também devem ser analisados os serviços de entrega e carona, tais como Uber e Rappi, para viabilizar as compras, a ida ao trabalho e outros deslocamentos importantes.

Conforto ponderado

Muitas vezes, a primeira casa não será tão confortável ou totalmente decorada, mas isso faz parte da vida e a liberdade tem seu preço. Renunciar a algumas comodidades às vezes é necessário para se dar um passo importante em direção ao amadurecimento pessoal e à conquista de privacidade e independência. E, talvez, escolhas difíceis terão de ser feitas, como trocar a mensalidade da TV à cabo pela compra de um botijão de gás.

Para enxugar os gastos, existem opções de planos de internet popular (com taxas básicas a partir de 39,90), aplicativos que controlam o uso do gás de cozinha e preveem a hora de trocar, rotinas de limpeza rodiziando os cômodos para evitar o pagamento pelo serviço e outras possibilidades que vão se abrindo no dia a dia.

AVALIAR ESSE ARTIGO
Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login


Notícias relacionadas