Indicadores Estadão Imóveis
FIPEZAP: 
0.43%
ICON: 
0.45%
IGP-M: 
-0.64%
INCC: 
0.51%
IPCA: 
1.14%
PMI: 
23.0%
IMÓVEIS

Buscando sugestões para:


Página inicial / Guia de Bairros / Campo Belo: qualidade de vida de países europeus

Campo Belo: qualidade de vida de países europeus

Paisagem arborizada, ruas seguras e infraestrutura urbana robusta compõem o bairro da zona sul paulistana


Da Redação

16/07/2021 - 4 minutos de leitura


Parque Severo Gomes: lazer para as crianças e trilha no bosque/ Crédito: Secretaria do Verde e do Meio Ambiente
São Paulo sedia Urban Future:...

03/11/2021 20:00 até 03/11/2021 23:00


O mais reconhecido método de avaliação da qualidade de vida, o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), leva em consideração educação, saúde e acesso à renda. Países desenvolvidos como Suécia, Dinamarca e Holanda são referência nesta medição. Mas não é preciso ir tão longe: estrategicamente localizado na zona sul de São Paulo, o Campo Belo oferece padrão de qualidade de vida nos moldes europeu – e, por isso, está entre os bairros mais desejados para quem quer morar ou investir.


Não é à toa. Seu IDH de 0,935 – mais alto, inclusive, que o alemão – reflete tudo o que há de bom na região. A paisagem arborizada se repete nas ruas tranquilas e seguras que formam quarteirões planejados entre as avenidas Washington Luís, Santo Amaro, Bandeirantes e Professor Vicente Rao. Tudo isso pertinho de muitos parques, como o Severo Gomes (com presença de fauna nativa), do Chuvisco (com excelente estrutura de lazer), das Bicicletas (bom para pedalar) e, claro, do Ibirapuera.

Parque do Chuvisco: ciclovias, quadras e pista de skate/ Crédito: Secretaria do Verde e do Meio Ambiente

Soma-se ao verde a ampla oferta de comércios e serviços. Escolas, farmácias, academias de diversas modalidades, agências bancárias, hospitais, supermercados, casas lotéricas, bazares, papelarias, docerias e lojas de roupa ou de artigos de informática estão sempre por perto. A proximidade com os shoppings Ibirapuera e Morumbi, dois dos mais tradicionais da cidade, complementa e amplia as ofertas de serviços e lazer.

Pelas ruas, é fácil encontrar mesas e cadeiras diante de excelentes padarias e restaurantes dos mais variados estilos. A gama de opções contempla brunches pela manhã, refeições caseiras e rápidas para o almoço e jantares românticos em ambientes charmosos. As especialidades ofertadas são muitas: comida japonesa, latina, brasileira, italiana, alemã, árabe, chinesa, peruana e argentina.

Mobilidade

O Campo Belo como conhecemos teve origem no início dos anos 1900, a partir da colonização alemã no loteamento da propriedade da família Vieira de Morais – que, inclusive, dá nome a uma das mais importantes ruas do bairro e faz a ligação com o corredor norte-sul, em frente ao Aeroporto de Congonhas. 

O bairro, administrado pela subprefeitura de Santo Amaro, também é privilegiado em termos de mobilidade, já que é cercado por corredores rodoviários importantes, caso das avenidas dos Bandeirantes, Roberto Marinho, Professor Vicente Rao, Santo Amaro e Vereador José Diniz.

E em 2019, a infraestrutura de transporte foi turbinada por um desejo antigo da população: o metrô. Foi inaugurada, entre os corredores de ônibus Santo Amaro e Vereador José Diniz, a estação Campo Belo. Ela integra a linha 5-Lilás, que conecta diretamente às linhas 1-Azul e 2-Verde. Ou seja, além da proximidade com o polo administrativo da avenida Eng. Luís Carlos Berrini, o bairro está a poucos minutos da região da avenida Paulista ou do centro da cidade.

Assine nossa newsletter e receba por e-mail as principais notícias e dicas.
Fique tranquilo, não enviamos SPAM.

Vizinho de locais tradicionais e nobres, como Moema, Brooklin, Vila Olímpia, Vila Nova Conceição e Jabaquara, o Campo Belo mescla o espírito paulistano de crescimento constante com um clima tranquilo e residencial.

Cultura no Campo Belo

Fazendo jus às raízes e vínculos com a colonização alemã, a gastronomia germânica se faz presente no Gansaral Casa de Cultura do Campo Belo, instalado em um imóvel restaurado da década de1960. Trata-se de um mix de café e restaurante com casa de cultura, onde há exposições e ambientes dedicados à música e à literatura.

E em 2019, o bairro recebeu o Instituto Casa Vilanova Artigas (ICVA). A atração foi justamente instalada na famosa casa em que o renomado arquiteto João Batista Vilanova Artigas – responsável pelo projeto do Estádio do Morumbi e muitos outros importantes espaços na cidade – trabalhou e viveu boa parte de sua vida, na Rua Barão de Jaceguai. Além de um charmoso café e restaurante, o ICVA oferece aos visitantes a exposição Vilanova: A Casa Como Cidade.

Diversão e esporte

A partir da inauguração do Aeroporto de Congonhas, na década de 1930, o Campo Belo começou a receber infraestrutura para turistas. À margem do corredor norte-sul, há muitos hotéis, empresas de locação de carros e serviços como veterinários e pet shops 24 horas. Mas há também lazer e esporte.

Próximo ao aeroporto está o Honda Golf Center, inaugurado pela Federação Paulista de Golfe em 2000. O estabelecimento conta com restaurante, bar e até uma loja de conveniência que comercializa roupas ao estilo esporte fino, mas, principalmente, abre as portas para a prática de golfe mesmo para quem não é membro de clubes particulares – e dispõe, inclusive, de professores particulares.

Esporte para os adultos e diversão para os pequenos. Dedicado a cuidar de crianças a partir de 1,5 anos e jovens até 17 anos, o espaço Passatempo é uma espécie de colônia de férias urbana: tem reforço escolar, ateliê e oficinas de arte, área verde e brinquedoteca. E oferece espaço de coworking, ou seja, pais e mães podem trabalhar lá enquanto os filhos se divertem.

AVALIAR ESSE ARTIGO
Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login


Notícias relacionadas