Região do bairro Ipiranga entrou para a história do País quando Dom Pedro I proclamou a Independência do Brasil às margens do Ribeirão do Ipiranga

Povoado por índios da tribo Guaianazes, o bairro Ipiranga é um dos mais antigos da cidade. O português João Ramalho foi um dos primeiros a chegar e contribuir para o surgimento de uma população miscigenada (portugueses e indígenas).

Ele se casou com Bartira, filha do cacique Tibiriçá, com quem teve muitos filhos. O território foi marcado pela Independência do Brasil em 7 de setembro de 1822. O episódio ficou registrado no famoso quadro de Pedro Américo, obra intitulada “Independência ou Morte”, e na letra do Hino Nacional Brasileiro.

Em 1875, as indústrias passaram a fazer parte do cenário da região, gerando empregos e expandindo o distrito.

O primeiro bonde elétrico chegou em 1904, motivado pela industrialização crescente. Outro fator que colaborou com o enriquecimento do bairro foi a inauguração da Rodovia Anchieta, no ano de 1947.

A partir dos anos 1970, por motivos principalmente econômicos, o Ipiranga começou a perder indústrias para outras regiões e outras cidades. Os espaços vagos passaram a ser gradualmente ocupados por lojas, serviços e, mais recentemente, por empreendimentos residenciais.

Preço

Segundo a Pesquisa de Mercado da Capital do Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci-SP), o preço médio 

por metro quadrado (m²) de um apartamento de até sete anos no bairro Ipiranga é de R$  6.470,59.

Se o imóvel tiver de oito a 15 anos, o valor é de R$ 7.566,41 no padrão médio. Para imóveis com padrão simples e acima de 15 anos, a média de preço por m² é de R$ 5.915,54.

Já no aluguel, casas com um dormitório tem o valor médio de R$ 744,23. Com dois, R$ 1.519,23; com três dormitórios, R$ 1.937,50 e com quatro, R$ 4.266,67.

O bairro Ipiranga é um 4 bairros com a maior mobilidade urbana em São Paulo

A locomoção no bairro do Ipiranga é facilitada pelo transporte público. A região conta com uma linha de trem e três estações da Linha 2-Verde do Metrô: Sacomã, Alto do Ipiranga e Santos-Imigrantes. Outra via importante é a Avenida do Estado, que leva até o centro de São Paulo, regiões da zona sudeste e até o interior.

Educação

O bairro conta com a Escola Internacional e o Colégio Dom Pedro, ambas particulares. Na educação pública, existe a Escola Estadual Seminário Nossa Senhora da Glória, uma das mais tradicionais da cidade, fundada em 1827.

Saúde A região do Ipiranga abriga quatro hospitais: Hospital do Ipiranga, Hospital São Camilo, Hospital Monumento e o Hospital Dom Alvarenga. Além deles, existem ainda diversas clínicas especializadas, como a Clínica Oftalmológica e a SOU Ipiranga, que atende nas áreas de Ortopedia, Fisioterapia e Medicina do Esporte.

Lazer no bairro Ipiranga

O destaque é o Museu do Ipiranga, um dos mais conhecidos do Brasil, com arquitetura em estilo clássico, que guarda relíquias do período colonial brasileiro, e a Capela Imperial, onde estão os restos mortais da família de Dom Pedro. Existem também dois parques no bairro, o Parque Ipiranga ou da Indepência e na Aclimação.

O Parque da Independência, em frente ao edifício do museu, onde há um monumento que simboliza a Independência do Brasil. Dentro do parque é possível ver a Casa do Grito, que aparece do lado direito do quadro do pintor Pedro Américo retratando a cena da independência do Brasil.

Quintal do Ipiranga: prática livre de Skate

Para quem gosta de adrenalina e um busca um espaço para prática de skate, o Museu do Ipiranga pode ser uma boa opção. Na parte da baixo onde existe uma espécie de ladeira, é permitido a descida com skate, mas com uso de acessórios de segurança.

Um capacete de skatista sobre o skate em frente o Museu do Ipiranga no parque da independência
Na ladeira em frente ao Museu do Ipianga é permitida a prática de skate, onde acontece campeonatos/ Crédito: Rafael Moura/Estadão

A maioria usa o “skate long” (aqueles que a madeira do skate é maior e lembra uma prancha de surf).

O espaço fica lotado aos finais de semana, por isso, é imporante cuidado.

O segundo parque é o da Aclimação, inaugurado em 1939. Tem área de 112 mil metros quadrados (m²) e conta com um lago natural, jardim japonês com espelho d’água, aparelhos de ginástica, pista de corrida e caminhada, brinquedos infantis com espaço para piquenique, campo de futebol e quadras de vôlei e basquete.

Já o Mercado Municipal do Ipiranga foi inaugurado em 1940 na Rua Bom Pastor.

Após nove anos, em 1949, mudou-se para a Rua Silva Bueno, famosa por abrigar comércios populares, tornando-se um dos pontos mais bem frequentados pelos moradores do bairro e amantes da gastronomia. 

Quem visita o ambiente pode encontrar os tradicionais sanduíches de mortadela e os pastéis de bacalhau, ambos conhecidos pela quantidade do recheio.

Além disso, é possível adquirir uma diversidade de pratos quentes, petiscos, massas, cereais a granel, carnes, peixes, frangos, queijos, verduras, legumes e frutas.

O horário de funcionamento é das 8h às 19h de terça-feira a sábado e, aos domingos, das 8h às 13h.

Gastronomia tradicional do bairro

Se você é fã de comida italiana, o bairro do Ipiranga abriga o Nico Pasta & Basta, um restaurante especializado nesse tipo de alimentação. Para um happy hour com os amigos, o Bar do Nico fica na Rua Moreira e Costa número 538. 


Na onda das hamburguerias, o Hambúrguer Seu Oswaldo e o Nico Hamburgueria são as opções famosas no bairro. 

Para quem gosta de comida árabe, a Tenda Árabe, na rua Xavier de Almeida, número 406, apresenta opções variadas de salgados e doces, atendendo todos os dias da semana, das 11h às 23h.