Decoração, reforma e construção

FGV: todos componentes do INCC-M registram deflação

O índice referente a Mão de Obra também arrefeceu no período, de 0,86% para 0,0%

Por: Cícero Cotrim, Estadão Conteúdo 13/09/2022 0 minutos de leitura
ponte-construcao-incc
O índice de Materiais, Equipamentos e Serviços teve deflação de 0,14% nesta leitura, após alta de 0,14% no mês anterior/ Crédito: Getty Images

Publicidade

Todos os componentes do Índice Nacional de Custo da Construção (INCC-M) desaceleraram na primeira prévia de setembro, informou há pouco a Fundação Getulio Vargas (FGV). O indicador cheio teve deflação de 0,07% nesta leitura, após ter registrado alta de 0,49% na mesma prévia de agosto.

Nas aberturas do INCC, o índice de Materiais, Equipamentos e Serviços teve deflação de 0,14% nesta leitura, após alta de 0,14% no mês anterior. A FGV registrou alívio nas taxas de Materiais e Equipamentos (0,01% para -0,26%) e Serviços (0,79% para 0,47%). O índice referente a Mão de Obra também arrefeceu no período, de 0,86% para 0,0%.

Essa informação foi publicada antes em:
https://einvestidor.estadao.com.br/ultimas/fgv-componentes-construcao-deflacao/

NEWSLETTER
IMÓVEIS

Inscreva-se e receba notícias atualizadas do mercado de imóveis

Notícias relacionadas

Imagem destacada

Setor de construção filtra tecnologias para impulsionar inovações

1 minuto de leitura
Imagem destacada

Como ampliar espaços pequenos com 7 truques de decoração

2 minutos de leitura
Imagem destacada

Imóveis históricos competem com expansão de novos empreendimentos

6 minutos de leitura
Imagem destacada

Economia compartilhada e os novos horizontes na aquisição de residências

3 minutos de leitura