Compra

Vitória ultrapassa São Paulo é a capital mais cara para comprar imóvel no Brasil

Município registrou uma valorização de 11,76% nos últimos 12 meses

Por:Breno Damascena 10/06/2023 2 minutos de leitura
vitoria-sao-paulo-preco
Preço médio do m² na cidade capixaba é R$ 10.458/ Crédito: Getty Images

Publicidade

Com o metro quadrado avaliado em R$ 10.458, Vitória (ES) ultrapassou São Paulo (SP) e se tornou a capital com o preço do imóvel residencial mais caro do Brasil. De acordo com o Índice FipeZAP+, divulgado pelo DataZAP+, o município registrou uma valorização de 11,76% nos últimos 12 meses, bem acima dos 4,87% de valorização apresentados pela capital paulista.

A cidade capixaba, entretanto, é apenas a quinta entre as capitais que mais valorizaram no período. Maceió (+16,50%), Goiânia (+16,37%), Campo Grande (+12,46%) e Florianópolis (+12,28%) são as líderes do ranking do índice que monitora 16 capitais brasileiras. “São cidades que possuem amenidades que passaram a ser mais desejadas durante o período pandêmico”, analisa a economista Larissa Gonçalves.

CidadeR$/m²
Balneário Camboriú (SC)R$ 12.213,00
Itapema (SC)R$ 11.368,00
Vitória (ES)R$ 10.458,00
São Paulo (SP)R$ 10.397,00
Florianópolis (SC)R$ 10.106,00
Rio de Janeiro (RJ)R$ 9.919,00
Itajaí (SC)R$ 9.782,00
Barueri (SP)R$ 8.948,00
Brasília (DF)R$ 8.727,00
Curitiba (PR)R$ 8.713,00
Belo Horizonte (MG)R$ 7.901,00
São Caetano do Sul (SP)R$ 7.604,00
Vila Velha (ES)R$ 7.591,00
Maceió (AL)R$ 7.588,00
Recife (PE)R$ 7.433,00
São José dos Campos (SP)R$ 7.210,00
Osasco (SP)R$ 6.990,00
Fortaleza (CE)R$ 6.973,00
Niterói (RJ)R$ 6.829,00
Santo André (SP)R$ 6.588,00
Goiânia (GO)R$ 6.549,00
Porto Alegre (RS)R$ 6.536,00
São José (SC)R$ 6.491,00
Joinville (SC)R$ 6.126,00
Santos (SP)R$ 6.097,00
Manaus (AM)R$ 6.051,00
Diadema (SP)R$ 5.951,00
Campinas (SP)R$ 5.845,00
Guarulhos (SP)R$ 5.835,00
Guarujá (SP)R$ 5.826,00
São Bernardo do Campo (SP)R$ 5.763,00
Blumenau (SC)R$ 5.753,00
Salvador (BA)R$ 5.748,00
João Pessoa (PB)R$ 5.685,00
Campo Grande (MS)R$ 5.497,00
Praia Grande (SP)R$ 5.310,00
Jaboatão dos Guararapes (PE)R$ 5.146,00
Caxias do Sul (RS)R$ 4.948,00
Canoas (RS)R$ 4.892,00
São José do Rio Preto (SP)R$ 4.761,00
Novo Hamburgo (RS)R$ 4.647,00
Santa Maria (RS)R$ 4.635,00
São José dos Pinhais (PR)R$ 4.513,00
Contagem (MG)R$ 4.496,00
São Leopoldo (RS)R$ 4.493,00
Londrina (PR)R$ 4.489,00
Ribeirão Preto (SP)R$ 4.455,00
São Vicente (SP)R$ 4.154,00
Pelotas (RS)R$ 4.118,00
Betim (MG)R$ 3.709,00
Fonte: Índice FipeZAP+ e IBGE em maio de 2023

Durante a pandemia, por conta do trabalho remoto e outros aspectos, tornou-se comum ver pessoas fugindo dos grandes centros, como São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte, em busca de mais bem-estar. Com o fim da quarentena, aos poucos o mercado volta a se adaptar. “No entanto, mesmo com as desacelerações em Curitiba e Vitória, ainda não se reverteram os ganhos positivos durante o forte período de valorização”, pontua Larissa. 

Valorização em maio

Ao todo, o Índice registrou uma valorização nominal de 5,67% nos últimos 12 meses. A maior alta foi apresentada em imóveis com apenas um dormitório (+7,60%), contrastando com a alta mais modesta entre unidades com quatro ou mais dormitórios (+3,93%). Das 50 cidades monitoradas, 48 tiveram valorização. Em maio de 2023, a valorização geral foi de 0,46%. 

Publicidade

“Essa alta representa uma ligeira aceleração, o que configura um ritmo estável de valorização dos imóveis, movimento que se mantém desde o ano passado. Parte dessa estabilidade é explicada pela manutenção da taxa de juros, mas é interessante ressaltar que apesar da estabilidade os preços seguem em uma valorização real, superior à inflação”, comenta a economista.

NEWSLETTER
IMÓVEIS

Inscreva-se e receba notícias atualizadas do mercado de imóveis

Notícias relacionadas

Imagem destacada

RBR Asset vende parte de projeto na Faria Lima e embolsa R$ 60 mi

1 minuto de leitura
Imagem destacada

Brasil já é o quinto país no mundo com maior número de construções ESG

5 minutos de leitura
Imagem destacada

Contratação de crédito imobiliário 100% digital já começou e deve crescer

3 minutos de leitura
Imagem destacada

Cientistas criam concreto cósmico para facilitar construções em Marte

3 minutos de leitura