Minha Casa Minha Vida & Programas Habitacionais

Posso usar o Minha Casa Minha Vida para comprar uma casa na praia?

Possibilidade de aquisição no litoral utilizando o programa existe, mas não é uma tarefa tão simples

Por: Da Redação 25/08/2020 2 minutos de leitura
Importante saber que o Minha Casa não pode ser utilizado por alguém que não reside no município onde quer fazer uso do auxílio à habitação/ Foto: Getty Images

Publicidade

A vida agitada e em meio ao trânsito engarrafado, deslocamentos difíceis, barulho da vida urbana e a dificuldade de enxergar natureza no horizonte durante a maior parte do tempo faz com que uma casa na praia seja um desejo de muitos paulistanos.

Curtir uns dias de folga em um imóvel no litoral é a preferência da maioria dos brasileiros. Ao menos é o que aponta uma pesquisa do aplicativo Airbnb. Em 2019, o imóvel mais alugado pela plataforma foi de frente para o mar de Santa Catarina, presente na “lista de desejos” de 275.862 usuários.

No entanto, nem só de aluguel de temporada vive quem gosta de tomar um banho de água salgada, afinal, além da concorrência no verão, a liberdade de ir quando quiser para a praia que mais gosta ou até mesmo mudar-se de vez para a costa exige a compra de um imóvel. Mas como fazer isso utilizando o subsídio do Minha Casa Minha Vida (MCMV)?

Felizmente, o programa federal de acesso à habitação oferece boas condições de financiamento para quem deseja adquirir uma unidade, até mesmo em uma cidade litorânea. “Sim, é possível comprar um imóvel de veraneio com o auxílio. Aqui no litoral da baixada santista, por exemplo, temos imóveis novos que estão enquadrados no projeto do governo e, além disso, estão dentro do valor necessário, que é de até R$ 215 mil”, comenta Márcio Torrisi, corretor de imóveis e proprietário da imobiliária Torrisi Imóveis.

Publicidade

Limitações para a compra

Ainda assim, é importante ter em mente que existem algumas limitações e restrições, não somente para quem deseja uma casa na praia, mas para solicitar ingresso no programa: o primeiro limitante é possuir algum outro imóvel.

“Como se trata de um benefício para a compra do primeiro imóvel, não é possível fazer uso dele se o comprador já possuir um imóvel registrado em seu nome”, explica o especialista.

Outra determinação está relacionada a convivência de quem deseja comprar uma unidade no litoral. O Minha Casa não pode ser utilizado por alguém que não reside no município onde quer fazer uso do auxílio à habitação. “É necessário morar na cidade, neste caso, no litoral, para utilizar as facilidades do programa, porque o subsídio foi criado para ajudar o cidadão de baixa renda a comprar seu primeiro bem e somente para moradia”, esclarece o corretor.

Mesmo que o desejo de comprar uma casa na praia, para temporada, utilizando o programa não seja uma realidade, ainda é possível para quem deseja residir no litoral em definitivo.

Publicidade

Se esta for a ideia, uma alternativa é se estabelecer no local desejado, alugar um apartamento por mais de um ano e meio e, caso realmente se adapte bem a rotina da nova cidade, já poderá comprar a sonhada moradia utilizando o MCMV.

NEWSLETTER
IMÓVEIS

Inscreva-se e receba notícias atualizadas do mercado de imóveis

Notícias relacionadas

Imagem destacada

Pensando em comprar uma residência na Ilha Comprida?

2 minutos de leitura
Imagem destacada

Quais os riscos de investir em imóveis?

2 minutos de leitura
Imagem destacada

Confira dicas antes de alugar um imóvel coletivo

3 minutos de leitura
Imagem destacada

Seguro fiança é alternativa para quem não tem fiador

1 minuto de leitura