Notícias

Valor dos imóveis sobe na cidade de São Paulo

Itaim Bibi permanece como o metro quadrado mais caro da cidade

Por:Breno Damascena 07/10/2022 1 minuto de leitura
preco-imoveis-sao-paulo
Valor dos imóveis aumentou 0,63% na cidade de São Paulo e preço cresceu, em média, 0,60% no Brasil/ Crédito: Getty Images

Publicidade

O valor dos imóveis continua em alta na cidade de São Paulo. O crescimento foi de 0,63% no mês de setembro, de acordo com o índice FipeZAP+, divulgado pelo DataZAP. Esse número simboliza um novo aumento em relação à alta de 0,46% registrada em agosto. 

Desta forma, São Paulo permanece consolidada como a segunda cidade com o preço médio de venda mais caro do país. O valor médio do metro quadrado está avaliado em R$ 10.055, atrás apenas de Balneário Camboriú (SC), onde o metro quadrado do imóvel custa aproximadamente R$ 10.741. 

São Paulo é seguida pelo Rio de Janeiro (RJ), com o m² a R$ 9.843; Itapema (SC), com o m² a R$9.810; Vitória (ES), com o m² a R$ 9.794, e Florianópolis (SC), com o m² a R$ 9.311. O crescimento acumulado no ano de 2022 para a cidade foi de 3,61% e a variação positiva dos últimos 12 meses é 4,54%. 

Já em relação aos distritos da capital, Itaim Bibi permanece no topo. O valor do metro quadrado na região é R$ 15.654, uma alta de 3,6% nos últimos 12 meses. Pinheiros, Jardins, Moema e Vila Mariana completam o Top 5.

Publicidade

Preço médio de venda de imóveis residenciais em São Paulo

DistritoValor / m²Variação em 12 meses
ITAIM BIBIR$ 15.654 /m²3,6%
PINHEIROSR$ 14.898 /m²2,0%
JARDINSR$ 13.896 /m²3,8%
MOEMAR$ 13.442 /m²3,3%
VILA MARIANAR$ 12.116 /m²2,9%
PARAÍSOR$ 11.560 /m²3,5%
PERDIZESR$ 11.186 /m²3,9%
BELA VISTAR$ 10.428 /m²5,1%
SANTANAR$ 7.764 /m²4,2%
VILA ANDRADER$ 7.110 /m²4,8%
Fonte: Índice FipeZAP+ de setembro de 2022/ DataZAP

Valor dos imóveis a nível nacional

A variação de valores registrada em São Paulo ajudou a consolidar a alta do preço dos imóveis para todo o território nacional. De acordo com o índice, o valor de compra para as residências subiu 0,60% em setembro, reforçando o comportamento dos últimos meses. 

“Ao analisar a série histórica, os resultados deste mês mostram que existe uma trajetória de estabilidade no crescimento do setor”, afirma Larissa Gonçalves, economista do DataZAP+. “Essa valorização dos preços acontece por causa do aquecimento do mercado imobiliário”, entende.

NEWSLETTER
IMÓVEIS

Inscreva-se e receba notícias atualizadas do mercado de imóveis

Notícias relacionadas

Imagem destacada

Conheça as inovações do mercado de loteamento imobiliário

4 minutos de leitura
Imagem destacada

Os cinco melhores bairros de SP para morar

3 minutos de leitura
Imagem destacada

Você já ouviu falar na Lei da Anistia?

6 minutos de leitura
Imagem destacada

Morumbi: muito verde em meio ao asfalto

3 minutos de leitura