Voltar
IMÓVEIS

Buscando sugestões para:


Página inicial / Notícias / Construtoras e cimenteiras se desentendem sobre aumento no preço de insumo

Construtoras e cimenteiras se desentendem sobre aumento no preço de insumo

Existe a preocupação de que outros materiais venham a passar por reajustes, como por exemplo artigos importados


Circe Bonatelli, O Estado de S. Paulo

22/07/2020 - 1 minuto de leitura


Construtoras fazem malabarismo para manter empreendimentos em marcha/ Crédito: Getty Images

As quatro maiores associações do setor da construção civil de São Paulo se manifestaram hoje contra o aumento de preço praticado por diversos fabricantes de cimento. O reajuste foi classificado como “inadmissível e inoportuno”, segundo nota conjunta de Sinduscon, Secovi, Abrainc e Sintracon.

Leia mais:
Construtora contrata familiares de funcionários para produzirem máscaras
Pausa na prestação do Minha Casa Minha Vida não alcança faixas menores
Taxa de condomínio só pode ser alterada por decisão coletiva

Salgado. Os aumentos têm sido anunciados desde meados de junho e giram em torno de 10%, segundo o vice-presidente de Economia do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (Sinduscon-SP), Eduardo Zaidan. “Não dá para aumentar os preços num momento de luta como esse, em que estamos fazendo malabarismo para manter os negócios”, disse, à Coluna.

Abriu a porteira. O setor da construção já teve de lidar com aumentos, também na casa de 5% a 10% para o aço, anunciados pelas siderúrgicas no mês passado. Há a preocupação de que outros materiais venham a passar por reajustes, como por exemplo artigos importados, caso de itens de elétrica.

Assine nossa newsletter e receba por e-mail as principais notícias e dicas.
Fique tranquilo, não enviamos SPAM.
Quero me cadastrar para receber informações relevantes por e-mail. Fique tranquilo, não fazemos SPAM.

Sintonia. Como resposta, o Sindicato Nacional da Indústria do Cimento (SNIC) informou que não se manifesta sobre relações comerciais, especialmente no tocante a preços, e que “tem atuado fortemente e em sintonia” com a cadeia produtiva da construção civil.

Conteúdo originalmente publicado em https://economia.estadao.com.br/blogs/coluna-do-broad/construtoras-e-cimenteiras-se-desentendem-sobre-aumento-no-preco-de-insumo/

AVALIAR ESSE ARTIGO
Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login

  • Helvio De F Ferreira
    07/08/2020

    O cimento e o aço para construção estão subindo toda semana infelizmente estamos nas mãos destes quartéis digo monopólio sem contar que a crise afetou as vendas e as fábricas destes produtos estão nos tornando escravos .
    .


  • Notícias relacionadas