Minha Casa Minha Vida & Programas Habitacionais

Siderurgia: Indústrias pressionam Haddad para mais uso de estruturas pré-fabricadas no MCMV

Indústrias querem que o governo acelere homologações que permitam uso dessas estruturas no programa habitacional; setor siderúrgico disse que no Brasil não falta oferta, mas demanda por aço

Por: Eduardo Laguna, O Estado de S. Paulo 24/02/2023 1 minuto de leitura
minha-casa-minha-vida
As siderúrgicas sustentaram que a solução possibilitaria a redução mais rápida do déficit habitacional do País/ Crédito: Sergio Castro/Estadão

Publicidade

A indústria do aço pediu ao ministro da Fazenda, Fernando Haddad, que a Caixa, principal agente financeiro do Minha Casa, Minha Vida (MCMV), acelere a homologação dos sistemas de construção que utilizam estruturas pré-fabricadas.

Os sistemas de construção industrializados, que usam estruturas metálicas, permitem prazos de obras mais curtos comparados à construção convencional baseada em alvenaria de blocos e concreto armado. As siderúrgicas sustentaram que a solução possibilitaria a redução mais rápida do déficit habitacional do País.

Segundo o presidente executivo do Instituto Aço Brasil, Marco Polo de Mello Lopes, o ministro pediu uma apresentação da proposta. Na reunião com Haddad, o setor defendeu que no Brasil não falta oferta, mas demanda por aço. Assim, além do programa habitacional, foi reforçada a importância da execução de projetos de infraestrutura. “Ele (Haddad) se mostrou interessado, fazendo várias perguntas”, diz Marco Polo.

Fortalecimento da indústria

Na discussão sobre fortalecer a indústria local, as lideranças do setor observaram que os países que adensaram as cadeias produtivas do petróleo, ao invés de apenas produzir o óleo bruto, são os que apresentam melhores índices de desenvolvimento humano. Canadá, Noruega e Reino Unido, além dos Estados Unidos, foram citados como exemplos.

Publicidade

Os empresários também manifestaram o entendimento de que o gás brasileiro do pré-sal deveria ser prioridade em relação ao do campo argentino de Vaca Muerta. “Ele ouviu e não fez contestação”, relatou Marco Polo.

Participaram da reunião na sexta-feira dirigentes de siderúrgicas como Usiminas, Gerdau e ArcelorMittal.

Este texto foi publicado em:
https://www.estadao.com.br/economia/aco-demanda-mcmv-construcao-civil/

NEWSLETTER
IMÓVEIS

Inscreva-se e receba notícias atualizadas do mercado de imóveis

Confira nossas

WEBSTORIES

Notícias relacionadas

Imagem destacada

Região da Rebouças, em SP, atrai torres corporativas e ganha ar de ‘Faria Lima’

1 minuto de leitura
Imagem destacada

Estudo aponta que setor imobiliário se mantém no processo de “transformar para reemergir”

4 minutos de leitura
Imagem destacada

O que é um flat? Vale a pena morar neste tipo de imóvel?

2 minutos de leitura
Imagem destacada

Você já ouviu falar na Lei da Anistia?

6 minutos de leitura