Minha Casa Minha Vida & Programas Habitacionais

Governo pode adiar relançamento do Minha Casa, Minha Vida por causa de ‘precariedade’ em obras

Expectativa era retomar programa habitacional em 20 de janeiro durante visita do presidente Lula a Feira de Santana, na Bahia, mas vistoria constatou necessidade de manutenção em construções

Por: Isadora Duarte e Thais Barcellos, O Estado de S. Paulo 16/01/2023 2 minutos de leitura
construcao-minha-casa-minha-vida
A visão do chefe da Casa Civil é que não poderá ser realizada entrega de unidades habitacionais em Feira de Santana/ Crédito: Getty Images

Publicidade

SÃO PAULO E BRASÍLIA – Após visita do ministro da Casa Civil, Rui Costa, a obras de imóveis do Minha Casa Minha Vida em construção na Bahia, o relançamento do programa pelo governo federal pode ser adiado, apurou o Broadcast.

A estratégia inicial do governo era relançar o programa em Feira de Santana, em agenda na próxima sexta-feira, 20, na primeira viagem do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao Nordeste após a posse, juntamente com a entrega simultânea de unidades habitacionais em outros municípios brasileiros. O adiamento deve ser motivado pela condição “precária” das obras encontrada em Feira de Santana.

Lula vem afirmando que o governo vai acelerar a entrega atrasada de obras do Minha Casa Minha Vida, ainda contratadas na gestão de Dilma Rousseff (PT). Segundo fontes, o relançamento em uma semana “muito possivelmente” não ocorrerá, mas Costa ainda deve conversar com o presidente sobre a questão.

A visão do chefe da Casa Civil é que não poderá ser realizada entrega de unidades habitacionais em Feira de Santana. As possibilidades discutidas são relançar o programa sem entrega de obras ou com entregas em outro município.

Publicidade

Antes da viagem presidencial, Costa vistoriou as obras de conjuntos habitacionais do programa em Feira de Santana e também no município de Santo Amaro na manhã deste sábado juntamente com o governador da Bahia, Jerônimo Rodrigues (PT).

A assessoria de imprensa da Casa Civil informou, em nota, após a vistoria, que em Feira de Santana há 240 unidades habitacionais prontas no Conjunto Residencial Campo Belo – Habitar do Sertão, que foram contratados no governo Dilma.

A pasta afirma que o conjunto de Feira de Santana não foi entregue pelo governo federal, ficando fechado e sem manutenção, havendo necessidade de reformas que devem levar mais de 30 dias.

“Temos obras que estão prontas para serem entregues, e outras como a de Santo Amaro, onde os prédios estão prontos, mas falta o acesso. Eu vim ver de perto as instalações, e esse conjunto aqui em Feira de Santana não tem condições de ser entregue em uma semana, que era nossa expectativa. Será preciso repor o material furtado, já que a vigilância foi retirada. Vou combinar com a Caixa Econômica e com o governador Jerônimo Rodrigues para que possamos entregar essas habitações o mais breve possível”, disse Costa na nota.

Publicidade

De acordo com estimativa da Casa Civil, há 1,4 mil obras do Minha Casa Minha Vida prontas para serem entregues à população, de um total de 4 mil obras do programa que estão sendo finalizadas.

Texto publicado em:
https://www.estadao.com.br/economia/governo-lula-adiamento/

NEWSLETTER
IMÓVEIS

Inscreva-se e receba notícias atualizadas do mercado de imóveis

Notícias relacionadas

Imagem destacada

Proptech facilita compra de imóveis recuperados por financeiras

3 minutos de leitura
Imagem destacada

São Paulo é o estado com mais domicílios improvisados do Brasil

1 minuto de leitura
Imagem destacada

IGP-M: tudo o que você precisa saber sobre a inflação do aluguel

3 minutos de leitura
Imagem destacada

Fundos imobiliários de shoppings passam de queridinhos a aposta de longo prazo

4 minutos de leitura