Pirituba

Os novos Piritubers: bairro atrai construtoras e vive boom imobiliário

Estudo indica que quase 30 mil residências devem ser entregues até 2027

Por:Breno Damascena 24/05/2024 2 minutos de leitura
pirituba-tiete-plaza
Maioria das unidades à venda no bairro são enquadradas no Minha Casa, Minha Vida/ Crédito: Lucas Monteiro Garcia/Divulgação Syn

Publicidade

No final de 2023, a MRV anunciou um empreendimento com 11 mil moradias em Pirituba. Com a perspectiva de receber 30 mil moradores em 10 anos, o ‘Cidade Sete Sóis Pirituba’ é o maior projeto da construtora na história e ajuda a ilustrar o movimento de transformação do bairro da zona norte de São Paulo.

Um estudo realizado pela Syn, empresa de gestão de imóveis comerciais e shoppings, indica que a região vive um boom imobiliário. De acordo com o levantamento, mais de 29 mil unidades residenciais serão entregues até 2027 na região de Pirituba.

Pouco mais de 21 mil delas (73%) estão enquadradas no programa Minha Casa, Minha Vida e 7,6 mil são de alto e médio padrão. Do total, 68% já estão vendidas e a previsão é de um Valor Geral de Vendas (VGV) de R$ 14 bilhões. Ainda segundo o estudo, o número representaria uma adição de cerca de 70 mil novos moradores.

+ MRV apresenta bairro inteligente em maior projeto da história da construtora

Publicidade

“Nosso projeto só se tornou viável pelas características de Pirituba, uma região com alta demanda habitacional e muito bem localizada dentro da cidade de São Paulo”, comenta Thiago Ely, VP Comercial e Marketing da MRV&CO.

O Ranking da Demanda Imobiliária, realizado pela Loft, indica que Pirituba é o segundo bairro com maior crescimento de vendas de imóveis nos últimos 5 anos. Com uma alta de 87,7%, o bairro fica atrás apenas do Butantã, na zona oeste. 

Para Jessica Zanela, gerente de marketing do Shopping Tietê Plaza, localizado na região, a localização é um dos pontos fortes do bairro. “Existe muita facilidade de acesso, por estar ao lado da Marginal Tietê, e os preços dos imóveis são mais baratos e acessíveis”, observa Jessica. “A infraestrutura local também está melhorando, com projetos de viaduto e estações de trem em processo de construção ou reformulação”, complementa. 

+ Boom imobiliário eleva preços de imóveis no interior de SP; veja ranking das cidades mais procuradas

Publicidade

O Tietê Plaza, aliás, é um símbolo do crescimento da demanda por serviços na região e surfa o bom momento econômico do bairro. No Dia das Mães deste ano, por exemplo, o ticket médio ultrapassou os R$ 880, quase um quarto da renda média per capita (R$ 4.200). “A gente notou que a maior parte dos moradores têm cachorros, aí desenvolvemos um espaço pet para recebê-los, por exemplo”, ilustra a executiva.

Shopping Tietê Plaza, fundado há 10 anos, acompanha transformação do bairro e do perfil dos moradores/ Crédito: Lucas Monteiro Garcia/Divulgação Syn

Ricardo Loducca, Diretor executivo da Syn, conta que o shopping está continuamente se moldando ao seu entorno e ao longo dos últimos 10 anos acompanhou o desenvolvimento e mudança do bairro.  “Pirituba é hoje um bairro dormitório. Mas vislumbramos que a região se tornaria um ponto relevante da cidade, com terrenos mais baratos, fácil acesso e incentivos do Plano Diretor”, sintetiza.

+ Pirituba: Um oásis verde e indígena no coração da metrópole cinza

NEWSLETTER
IMÓVEIS

Inscreva-se e receba notícias atualizadas do mercado de imóveis

Notícias relacionadas

Imagem destacada

Bairros de classe média alta têm menores taxas de isolamento em SP

4 minutos de leitura
Imagem destacada

Confira 5 ideias criativas para divertir as crianças na quarentena

3 minutos de leitura
Imagem destacada

Lounge: descubra o que é esse conceito

1 minuto de leitura
Imagem destacada

Itaim Bibi é opção para quem quer fugir do trânsito na zona sul de São Paulo

3 minutos de leitura