Voltar
IMÓVEIS

Buscando sugestões para:


O Itau inovou para você ter mais crédito e pagar menos. QUERO SABER MAIS
O Itau inovou para você ter mais crédito e pagar menos. QUERO SABER MAIS

Página inicial / Guia de Bairros / Jaçanã: símbolo da zona norte eternizado por Adoniran Barbosa

Jaçanã: símbolo da zona norte eternizado por Adoniran Barbosa

Popularidade do distrito nasceu da música “Trem das Onze”, menção ao tradicional Trem da Cantareira


Da Redação

Há 7 dias - 3 minutos de leitura


A fama do distrito entre os brasileiros nasceu da música “Trem das Onze”, de Adoniran Barbosa/ Foto: Getty Images
Assine nossa newsletter e receba por e-mail as principais notícias e dicas.
Fique tranquilo, não enviamos SPAM.
Quero me cadastrar para receber informações relevantes por e-mail. Fique tranquilo, não fazemos SPAM.

Fundado oficialmente em 1870, o bairro do Jaçanã representa parte da cultura e tradição da zona norte de São Paulo. A fama do distrito entre os brasileiros nasceu da música “Trem das Onze”, de Adoniran Barbosa, e faz menção ao Trem da Cantareira que ligava, entre 1893 e 1965, o centro da cidade à reserva de água Cantareira, conhecido como trem da Estrada de Ferro Cantareira.

Até 1930, a região era conhecida como Sítio Guapira ou Uroguapira, por conta da presença cultural indígena que habitava a região. Mais tarde, o bairro foi nomeado como Jaçanã em homenagem a uma ave de peito avermelhado bem comum no local, conhecida também como parrídea. Por alguns anos, o bairro ficou popular por oferecer saúde e qualidade de vida. O Jaçanã fica entre montanhas, podendo ser caracterizado como um vale, com ar limpo e muita vegetação ao redor. Por esta razão, diversos hospitais e centros de saúde foram instalados no distrito.

O território também tem importantes avenidas que ligam a região a outras localidades da zona norte, como Guapira, Luís Stamatis, Jaçanã e Abílio Pedro Ramos. Por lá, é possível encontrar opções de serviços e lazer, atendendo aos moradores e visitantes. O Jaçanã também se tornou conhecido por abrigar o primeiro estúdio de cinema da cidade de São Paulo. A Companhia Cinematográfica Maristela funcionou no bairro entre 1949 e 1958. Hoje, o destaque fica por conta da Associação Museu Memória do Jaçanã. Dedicada a preservar a história e a cultura da região, abriga fotos, objetos doados por moradores, partes da ferrovia destruída e algumas peças de Adoniram.

Preço

Segundo a Pesquisa de Mercado da Capital do Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci-SP), o preço médio por metro quadrado (m²) de uma casa no bairro do Jaçanã é de R$ 3.469,55 e de um apartamento é de R$ 3.629,03. Já no aluguel, casas com um dormitório tem o valor médio de R$ 711,43. Com dois, R$ 1.326,74 e com três dormitórios, R$ 2.581,25.

Mobilidade

O bairro está próximo ainda da Rodovia Fernão Dias, que liga a capital paulista a Belo Horizonte e é atendido por diversas linhas de ônibus.

Educação

O bairro acomoda diversas opções de ensino, como o Colégio jardim Aliança, Colégio Objetivo Jaçanã e Colégio Nova Etapa

Saúde

A região abriga o Hospital São Luís Gonzaga São Paulo, Hospital Geriátrico e de Convalescentes Dom Pedro II e o Hospital São Luiz Gonzaga.

Lazer

Além do Museu Memória do Jaçanã, a região é próxima do Horto Florestal (Rua do Horto, 931), fundado em 1896 por um naturalista sueco chamado Alberto Löfgren. Onde antes existia uma fazenda de café e chá, o terreno foi ocupado por espécies de planta trazidas especialmente para a criação do parque.

Atualmente, o Horto Florestal ocupa uma área de 1.740.000 m² e é equipado com playground infantil, aparelhos de ginástica, pista de corrida e lagos de variadas paisagens para contemplação dos visitantes. Além disso, ele também abriga o Palácio de Verão do Governo do Estado, as sedes da Polícia Militar e Polícia Florestal do Estado e o Museu Octávio Vecchi, também chamado de Museu da Madeira Florestal.

A região é abastecida também pelo Parque da Juventude, responsável por mudar a paisagem da zona norte ao substituir o antigo Complexo Penitenciário Carandiru. O local conta com oito quadras poliesportivas, duas quadras de tênis, pistas de skate, caminhada, corrida, ciclovia, playground e estações de ginástica, sendo uma delas exclusiva para deficientes físicos, além da Biblioteca de São Paulo, que abriga mais de 35 mil obras de todos os gêneros literários. Já os shoppings mais próximos são o Center Norte e o Boulevard O Pátio.

Gastronomia

O território tem uma variedade de opções, como os pratos de tempero brasileiro do Sabor da Vovó (Av. Luís Stamatis, 431), o cardápio de porções e petiscos do Picanharia Rei da Brasa (Rua Capitão Nascimento, 36) e os lanches do Regis Restaurante e Lanchonete (Rua Alto Paraguai, 78).

AVALIAR ESSE ARTIGO
Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login


Notícias relacionadas