Indicadores Estadão Imóveis
FIPEZAP: 
0.43%
ICON: 
0.45%
IGP-M: 
-0.64%
INCC: 
0.51%
IPCA: 
1.14%
PMI: 
23.0%
IMÓVEIS

Buscando sugestões para:


Página inicial / Compra / Eixo Rebouças tem alto padrão e habitação social

Eixo Rebouças tem alto padrão e habitação social

Premiados na região nobre paulistana apresentam curva de preços de R$ 250 mil a R$ 1,2 milhão


Heraldo Vaz, especial para o Estadão

05/10/2021 - 2 minutos de leitura


Projetos inovadores mudam a fotografia da cidade, segundo a incorporadora Opus/Crédito: Getty Images
Conferência P3C conta com Pau...

23/10/2021 11:00 até 24/10/2021 23:00


No eixo de verticalização da Avenida Rebouças, que vai da Paulista à Marginal Pinheiros, na zona oeste de São Paulo, dois residenciais ganharam o Master Imobiliário. De estilos e tamanhos diferentes, apresentam uma curva de preços que vai de R$ 250 mil a R$ 1,2 milhão.


No Planalto Central, com piscinas no terraço, outro prédio de apartamentos levou o troféu por soluções arquitetônicas. Com duas suítes, a unidade custa R$ 800 mil, em bairro nobre de Goiânia (GO).

Na categoria Empreendimento, o prêmio de Residencial foi para a incorporadora Tegra com o Gabell Jardins, próximo à Rebouças, na Alameda Gabriel Monteiro da Silva, que reúne lojas de arte e decoração. O júri elogiou a “arquitetura contemporânea, volumetria diferenciada e design geométrico na fachada de painéis”. Próximo do metrô Oscar Freire, o edifício tem 120 apartamentos de dois dormitórios (60 m² e 71 m²), com preço médio de R$ 17 mil a R$ 20 mil por m².

Para o diretor de incorporação da Tegra, João Mendes, imóveis de dois dormitórios são versáteis como opções para moradia ou investimento. “O tíquete médio foi de R$ 1,2 milhão”, diz. “Todas as unidades já foram vendidas.”

Na fachada ativa, uma loja de pé-direito duplo. Na cobertura, piscina com solarium e academia. Com início das obras em 2019, o prédio de 31 andares foi desenvolvido de acordo com as diretrizes da Lei de Zoneamento, aprovada em 2016, que aumentou o potencial construtivo dos terrenos na Avenida Rebouças e seu entorno.

Boom

Com estações de metrô, corredores de ônibus e grandes avenidas, o eixo da Rebouças foi palco de um boom de lançamentos desde 2016, quando a lei de zoneamento liberou a construção de prédios mais altos na avenida.

Assine nossa newsletter e receba por e-mail as principais notícias e dicas.
Fique tranquilo, não enviamos SPAM.

Segundo dados do Secovi-SP, entre 2016 e 2019, foram lançados 3.845 apartamentos. No ano passado, em plena pandemia, mais 1.286 unidades.

No total, o boom supera a marca de 5 mil novos imóveis. A maioria (54%) é de estúdios e um dormitório, como as unidades do B. Side Faria Lima, lançado em parceria pela You,Inc e MF7, em novembro do ano passado, com base nos incentivos para Habitação de Interesse Social (HIS).

Nesse programa para famílias de baixa renda, 80% das unidades residenciais são destinadas a um público com renda de até 6 salários mínimos, explica a diretora institucional e de marketing da You,Inc, Tatiana Muszkat.

A 500 metros do cruzamento das avenidas Rebouças e Faria Lima, em frente ao Shopping Eldorado, terá 278 apartamentos e 30 unidades com serviços (concebidas para investidores), além de cinco lojas no térreo. São dois subcondomínios, com entradas independentes.

Econômico

É um empreendimento do segmento econômico, segundo o diretor da MF7, Gleynor Brandão. Na torre em L, com 18 pavimentos, a maioria (194 unidades) é de um dormitório. Segundo a diretora da You, estudo identificou maior procura dos compradores do segmento HIS por essa tipologia de apartamentos.

Leia conteúdo completo em: https://economia.estadao.com.br/noticias/geral,eixo-reboucas-tem-alto-padrao-e-habitacao-social,70003859689

AVALIAR ESSE ARTIGO
Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login


Notícias relacionadas