Aluguel

Curitiba: aluguel de imóvel residencial custa, em média, R$ 1.543,00

Levantamento do Instituto de Pesquisa do Secovi-PR mostra crescimento do índice em outubro

Por:Breno Damascena 05/12/2022 1 minuto de leitura
curitiba-centro-bairros-mais-caros
Em outubro, a porcentagem de imóveis alugados em relação àqueles que foram disponibilizados para locação foi de 26,4% / Crédito: Vinicius Brasil on Unsplash

Publicidade

O valor do aluguel de imóveis residenciais na cidade de Curitiba (PR) custa em média R$ 1.543,00. O mês de outubro registrou uma alta de 9,4% em relação a setembro, quando o custo dos aluguéis na capital paranaense foi de R$ 1.411,00. É isso que mostra o resultado de outubro do Índice de Locação Sobre Oferta (LSO) divulgado pelo Instituto Paranaense de Pesquisa e Desenvolvimento do Mercado Imobiliário e Condominial (Inpespar). 

O levantamento realizado pelo Instituto, integrante do sistema Secovi-PR, mostrou que o resultado de outubro é 11,9% mais alto que o valor registrado no mesmo período do ano passado (R$ 1.379,00). “O crescimento representa um sinal de crescimento gradativo do setor e marca um bom momento para quem investiu no mercado imobiliário de Curitiba”, afirma o presidente do Inpespar, Luciano Tomazini. 

Ao todo, a porcentagem de imóveis alugados em relação àqueles que foram disponibilizados para locação foi de 26,4% em outubro. É um aumento de 2,9 pontos percentuais (p.p.) em comparação com setembro deste ano (23,5%) e de 3,5% sobre outubro de 2021 (22,9%). 

Para a vice-presidente de locação da Secovi-PR, Marilia Gonzaga, a alta procura por imóveis tem esbarrado na dificuldade de encontrar opções atrativas. “Isso pode ser visto como um incentivo para que se inicie um novo momento para a construção civil”, aponta, referindo-se ao potencial de novos empreendimentos para atender à demanda.

Publicidade

Bairros mais procurados da cidade

De acordo com o levantamento, o centro é a região mais procurada para moradia em Curitiba, com 15,3% do total de negociações realizadas em outubro. Ele é seguido pelos bairros Água Verde (5,9%), Portão (4,5%), Bacacheri (4%) e Boa Vista (3,3%). O centro também é o preferido para as locações comerciais (31%), à frente de Água Verde (11,5%) e Batel (8,8%).

NEWSLETTER
IMÓVEIS

Inscreva-se e receba notícias atualizadas do mercado de imóveis

Notícias relacionadas

Imagem destacada

Risco climático acelera aposta de investidores em edifícios cada vez mais ‘verdes’

2 minutos de leitura
Imagem destacada

Top Imobiliário 2021: Diálogo põe foco em projetos maiores e Eztec, em amenities

3 minutos de leitura
Imagem destacada

O que é INCC e como ele influencia seu financiamento nos programas habitacionais?

2 minutos de leitura
Imagem destacada

Saiba o que é design passivo e como ele ajuda na sustentabilidade

2 minutos de leitura