Tão importante quanto decidir ter um bichinho de estimação em casa é pensar qual animal poderá se adaptar com mais conforto ao seu estilo de vida, expectativa de interação e ao local disponível. “O tipo de pet mais adequado depende da rotina de quem vai adquiri-lo. Cada espécie exige certa atenção e tem suas necessidades”, alerta Amanda Simões, médica veterinária especializada em animais silvestres e exóticos.

As variáveis são muitas. Por exemplo: se sua rotina é muito apertada de tempo, desconsidere ter um cachorro (que sente muito quando passa horas sozinho) ou aves como periquito ou calopsita (que necessitam de bastante atenção e interação). Neste caso, animais aquáticos, como peixes e répteis de aquário podem funcionar muito bem. Ou ainda mamíferos noturnos, como coelhos, hamsters e ratinhos em geral – mas mesmo neste caso, ainda que seja por tempo reduzido, é importante passar alguns minutos por dia com o bichinho.

O investimento financeiro também deve ser considerado. Peixes e répteis que, por um lado, necessitam menos tempo de interação humana, exigem infraestrutura doméstica mais robusta. “A ambientalização é fundamental para que sejam mantidos de forma saudável”, afirma Amanda. A começar pela compra do aquário (cujos valores variam desde R$ 200 até mais de R$ 5 mil), mas passando também pelos equipamentos que controlam a qualidade da água (que faça filtragem biológica, química e mecânica) e temperatura ideal (aquecedor com termostato e lâmpadas que emitem raios UVA e UVB). Mas tudo isso vale a pena: observar peixinhos brilhantes flutuarem tranquilamente tem um efeito relaxante.

E se você já tem um pet em casa, dobre a atenção ao decidir adotar um segundo ou terceiro animalzinho. A veterinária explica também que misturar determinadas espécies pode gerar grande estresse para alguns deles. É o caso de pequenos répteis, roedores, coelhos e pássaros quando convivem com cães ou gatos, que são, potencialmente, seus predadores.

Há muito o que pensar antes de decidir qual o pet certo para o seu momento de vida. Faça o teste a seguir para saber qual o mais adequado:

Qual é o Pet mais adequado para mim?