Notícias

Empresas do mercado imobiliário apostam no BBB para se destacar

Ademicon e QuintoAndar representam o setor no programa que reúne 22 participantes em um imóvel monitorado por três meses

Por:Breno Damascena 10/02/2023 3 minutos de leitura
casa-bbb-mercado-imobiliario
Casa mais vigiada do Brasil espera receber mais de R$ 1 bilhão em patrocínios/ Crédito: Globo/Paulo Belote

Publicidade

Não existe nenhum programa na televisão brasileira que seja tão assistido quanto o Big Brother Brasil (BBB). Em 2022, o reality teve média de 22 pontos no PNT (Painel Nacional de Televisão) e 47% de share, com mais de 155 milhões de pessoas acompanhando o show na TV Globo e no Multishow. Não à toa, o reality atrai os olhares de tantas empresas e movimenta milhões de reais.

O show é uma ilha com audiência resistente em um cenário onde canais de streaming e redes sociais travam batalhas pela atenção do público. Entre os anunciantes, estão entidades do mercado imobiliário

“Acreditamos que o patrocínio vai contribuir para fortalecer e consolidar a marca nacionalmente, aumentando a nossa visibilidade. É um movimento estratégico para trazer retorno de marca”, avalia Tatiana Schuchovsky Reichmann, CEO da Ademicon Consórcio e Investimento, uma das companhias que investe na visibilidade oferecida pelo BBB. 

A Ademicon é uma das 34 empresas que fecharam contrato com o programa e adquiriram a Cota Brother, por R$ 15,6 milhões de reais. Não é a primeira vez que a instituição faz parte da lista de patrocinadores. Porém, a participação na edição deste ano será três vezes maior do que a de 2022. “Participaremos de três ações de conteúdo ao longo do programa com o envolvimento dos brothers”, antecipa Reichmann. 

Publicidade

Ela conta que os resultados de 2022 foram expressivos e cruciais para a decisão desse novo aporte. “No ano passado, patrocinamos uma prova do líder e tivemos o primeiro grupo de consórcio licenciado com a marca BBB. Em abril do ano passado, registramos mais de 3,4 milhões de interações em nossas mídias sociais e chegamos ao quarto lugar dos trending topics nacionais do Twitter”. 

Além da participação no programa, a Ademicon lançou uma campanha publicitária com o apresentador Tadeu Schmidt como embaixador e já planeja outras ativações. “Teremos mídia em diferentes canais da Globo, vamos buscar entrar nas conversas geradas pelo público em nossas redes e promover ações de endomarketing para engajar colaboradores e consultores de venda”, acrescenta. 

Outra empresa do mercado imobiliário que encontrou no BBB uma forma de potencializar seus resultados foi a Quinto Andar. “A visibilidade nos permite entrar em novas cidades já com alto nível de conhecimento de marca, o que gera confiança e acelera a adoção do nosso produto”, entende João Chueiri, CMO do QuintoAndar. Mas a relação da empresa com o programa é um pouco diferente. 

Publicidade

Recentemente, a companhia fechou um acordo comercial com a Globo – que é acionista do QuintoAndar. “Existe uma forte sinergia entre nosso produto e o BBB. Nossa missão é abrir portas para o morar melhor e o BBB é uma ótima plataforma para contarmos histórias sobre a relação das pessoas com as casas e como o lar influencia a vida das pessoas.”

A companhia também faz parte das entidades que adquiriram a cota Brother. Entre as ações já realizadas estão uma festa que contou com uma das últimas apresentações da banda Skank. “Ainda não encerramos uma semana completa da nossa estreia, mas já observamos aumento de 30% em buscas no Google e de acessos à nossa plataforma”, calcula. 

O impacto positivo não chega a ser uma surpresa. De acordo com dados da própria Globo, em 2022 mais de 153 milhões de pessoas viram os conteúdos do BBB nas plataformas da empresa. Tanto é que o faturamento inicial chegou a cerca de R$ 700 milhões. Para este ano, a expectativa é de que a receita de patrocínio ultrapasse R$ 1 bil

Publicidade

NEWSLETTER
IMÓVEIS

Inscreva-se e receba notícias atualizadas do mercado de imóveis

Notícias relacionadas

Imagem destacada

6 dicas para avaliar a planta baixa antes de comprar

2 minutos de leitura
Imagem destacada

Quanto barulho é barulho demais?

17 minutos de leitura
Imagem destacada

Entenda como funciona a linha de crédito para construir e reformar

4 minutos de leitura
Imagem destacada

Círculo Militar de SP é condenado a devolver área pública da Prefeitura perto do Ibirapuera

3 minutos de leitura