Voltar

Obrigado pelo interesse e acesse a melhor ferramenta para cálculo do seu finaciamento!

IMÓVEIS

Buscando sugestões para:


Página inicial / Programas Habitacionais / Veja como fazer a inscrição no programa Minha Casa Minha Vida

Veja como fazer a inscrição no programa Minha Casa Minha Vida

Aprovação do cadastro depende da quantidade de vagas disponíveis em cada cidade e do perfil do solicitante

  • (3.0)

Da redação

02/04/2019 - 2 minutos de leitura


habitações populares no Brasil
Os caminhos para se inscrever no Minha Casa Minha Vida mudam conforme a renda familiar. Foto: iStock

Lançado em 2009 pelo Governo Federal, o programa Minha Casa Minha Vida (MCMV) foi criado com o objetivo de oferecer condições atrativas para o financiamento de moradias à população com menos renda. O incentivo tem empreendimentos em 92% dos municípios brasileiros.


Os caminhos para a inscrição do Minha Casa Minha Vida variam conforme a renda, divididas em faixas.

Faixa 1: famílias com renda mensal bruta de até R$ 1.800

Estas famílias devem ir à Prefeitura da própria cidade para dar o primeiro passo no processo. A aprovação do cadastro depende do número de vagas disponíveis em cada cidade e do perfil do solicitante.

As pessoas selecionadas e validadas são comunicadas sobre a data do sorteio das unidades e da assinatura do contrato de compra e venda do imóvel. Com o contrato assinado, o comprador precisa se mudar para a moradia em até 30 dias.

Faixa 1.5: famílias com renda mensal bruta de até R$ 2.600

Elas podem se inscrever por meio de uma entidade organizadora ou escolher a residência de sua preferência e entrar em contato diretamente com a construtora.

No site da Caixa você pode fazer uma simulação de financiamento do Minha Casa Minha Vida e saber mais detalhes sobre prazos e condições.

Será preciso entregar a documentação necessária na Caixa Econômica Federal ou no Banco do Brasil.​ Os documentos serão analisados e, a partir disso, o interessado será informado sobre as condições para o financiamento.

Assine nossa newsletter e receba por e-mail as principais notícias e dicas.
Fique tranquilo, não enviamos SPAM.
Quero me cadastrar para receber informações relevantes por e-mail. Fique tranquilo, não fazemos SPAM.

Faixa 2 e 3: famílias com renda mensal bruta de até R$ 4 mil e de até R$ 9 mil, respectivamente.

Nestes dois casos é possível optar entre um comprar uma residência nova ou na planta, adquirir um terreno e construir sua casa ou ainda edificar em um terreno que já é seu, desde que esteja de acordo com as regras do Minha Casa Minha Vida.

O passo a passo da inscrição dessas faixas segue o mesmo padrão da Faixa 1,5.

Lista de documentos necessários para o programa Minha Casa Minha Vida

Documentação dos solicitantes:

  • Carteira de Identidade (RG) e Cadastro de Pessoa Física (CPF)
  • Carteira de trabalho (CTPS) ;
  • Comprovante de estado civil (certidão de nascimento, de casamento ou de casamento averbada);
  • Comprovante de renda formal, informal ou combinada;
  • Comprovante de residência atual;
  • Declaração de contribuição do imposto de renda.

Documentação do imóvel:

  • Contrato de opção de compra e venda;
  • Matrícula do imóvel atualizada;
  • Certidão de logradouro fornecida pela Prefeitura.

Documentação da obra:

  • Projeto e alvará de construção aprovados;
  • Matrícula da obra no INSS;
  • Projeto ART (arquitetônico, execução e complementares);
  • Memorial descritivo do projeto com especificações técnicas;
  • Orçamento discriminativo da obra;
  • Declaração elétrica e de esgoto;
  • Documentos de identificação do construtor ou responsável técnico (Carteira de identidade (RG), Cadastro de Pessoa Física (CPF) e Carteira do CREA).

Em caso de composição de renda com outros integrantes da família, os documentos dos outros envolvidos também devem ser apresentados.

AVALIAR ESSE ARTIGO
Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login

  • david soares
    16/05/2019

    Parabens
    Pela careza da materia.
    É uma pena que poucos corram atras da casa propria


  • Notícias relacionadas