Voltar
IMÓVEIS

Buscando sugestões para:


Página inicial / Programas Habitacionais / Como funciona o programa Minha Casa Minha Vida

Como funciona o programa Minha Casa Minha Vida

Conheça os valores dos benefícios e saiba quais são as regras para se inscrever no programa do governo federal para comprar um novo imóvel

  • (4.0)

Da Redação

27/03/2019 - 2 minutos de leitura


Famílias de baixa renda podem se inscrever no Minha Casa Minha Vida
O programa Minha Casa Minha Vida pode ser um facilitador para você comprar a sua casa própria. Foto: iStock

Desde 2009, o o programa Minha Casa Minha Vida (MCMV), do Governo Federal, facilita a aquisição de imóveis residenciais ao oferecer à parte da população subsídio para a compra e condições de pagamento atrativas.

Leia mais:
O que são e como são estabelecidas as regras do condomínio
Saiba como avaliar um imóvel para vender
Minha Casa Minha Vida ganha imóveis com selo verde

Os subsídios são voltados às pessoas com menor renda, de modo que o total financiado seja reduzido. É um benefício restrito a uma parcela dos participantes do programa e inversamente proporcional aos ganhos. Isso significa que, quanto maior a receita, menor será a quantia disponibilizada pelo MCMV.

Já os juros do financiamento oferecidos pelo Minha Casa Minha Vida, que variam de 5% a 9,16% ao ano, são mais abrangentes e beneficiam as famílias com renda mensal de até R$ 9 mil.

Quer entender melhor esse assunto? Continue a leitura e saiba como funciona o Minha Casa Minha Vida.

Faixa de renda para áreas urbanas

Para participar, a primeira coisa que você precisa saber são as faixas de renda contempladas pelo programa:

Faixa 1: famílias com renda mensal bruta de até R$ 1.800.

Faixa 1.5: famílias com renda mensal bruta de até R$ 2.600.

Faixa 2: famílias com renda mensal bruta de até R$ 4 mil.

Faixa 3: famílias com renda mensal bruta de até R$ 9 mil.

Assine nossa newsletter e receba por e-mail as principais notícias e dicas.
Fique tranquilo, não enviamos SPAM.
Quero me cadastrar para receber informações relevantes por e-mail. Fique tranquilo, não fazemos SPAM.

Benefícios: valores e prazos

Subsídios, valores a serem financiados e prazos de pagamentos dependem da faixa de renda.

Faixa 1: até 90% do valor do imóvel pode ser custeado pelo programa. O restante da quantia é dividida em 120 meses (10 anos), com parcela mínima de R$ 80 e máxima de R$ 270.

Faixa 1.5: estas famílias têm direito a subsídio do governo de até R$ 47.500 para a compra de um novo imóvel. O financiamento tem taxas de 5% de juros ao ano e até 30 anos para pagar.

Faixa 2: estas famílias têm direito a subsídio do governo de até R$ 29 mil. O financiamento tem taxas de 5,5% a 7% de juros ao ano e até 30 anos para pagar.

Faixa 3: não há subsídio, mas a família tem direito a taxa de juros de 8,16% a 9,16% ao ano, no financiamento da casa própria, e até 30 anos para pagar.

Regras para participar do programa Minha Casa Minha Vida

Além da renda, há outras exigências:

  • Não ter um imóvel próprio;
  • Não ter recebido outro benefício habitacional do governo;
  • Não ser registrado no Cadastro Nacional de Mutuários (CADMUT);
  • Não fazer parte do Programa de Arrendamento Residencial (PAR);
  • Não ter financiamento habitacional ou de materiais de construção;
  • Não ter registro no Cadastro Informativo de Créditos Não Quitados do Setor Público Federal (Cadin);
  • Não ser empregado nem casado com algum funcionário da Caixa Econômica Federal.

É permitido o uso do FGTS

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) pode ser utilizado para pagar a entrada do imóvel ou quitar as parcelas em atraso. A primeira prestação vence 30 dias depois da assinatura do contrato e o pagamento é feito por débito automático ou boleto bancário.

AVALIAR ESSE ARTIGO
Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login

  • F Cruz
    01/08/2019

    Faixa 1: até 90% do valor do imóvel pode ser custeado pelo programa. O restante da quantia é dividida em 120 meses (10 anos), com parcela mínima de R$ 80 e máxima de R$ 270. O que vem a ser o restante da quantia? Os 10%?

  • Evandro Andrade Guimarães Guimarães
    02/08/2019

    Olá, Boa Noite!

    Este conteúdo foi de muita relevância para mim, pois não tinha nenhuma informação precisa sobre esta matéria.

    Atenciosamente;
    Evandro Andrade Guimarães!

  • MARCIO MARCIO ALVES BORGES
    03/08/2019

    Muito bom..


  • Notícias relacionadas