Capa Principal

Guia de Bairros

Cidade Líder

A história da Cidade Líder tem início em 1945, quando o empresário Francisco Munhoz assumiu a missão de realizar o loteamento do bairro

A história da Cidade Líder tem início em 1945, quando o empresário Francisco Munhoz assumiu a missão de realizar o loteamento do bairro – uma atividade que não era novidade para a família, pois seu irmão, José Munhoz, foi o responsável pela fundação de outros bairros paulistanos, como a Vila Brasilândia, na zona norte da cidade. Francisco batizou o novo bairro com o nome de empresas de sua propriedade, como a Liderança Capitalizações e a construtora Líder Empreendimentos.

Quando se deu o início do loteamento, havia apenas cerca de 30 casebres em situação de vulnerabilidade. Mas o crescimento chegou rapidamente: em menos de três décadas, passou a ser habitado por quase 20 mil moradores. Atualmente, são mais de 130 mil habitantes, a maioria de origem nordestina e de outros estados do Brasil, atraídos para a região pelo preço baixo de terrenos e dos aluguéis. 

Embora seja um bairro em desenvolvimento, com bolsões de regiões mais pobres, apresenta um Índice de Desenvolvimento Humano (IDH, que mede a qualidade de vida) considerado elevado, de 0,817 – equivalente ao do Uruguai.

A má notícia é que o boom habitacional chegou aliado à falta de planejamento urbano. A expectativa é que as próximas décadas registrem um processo de adensamento populacional ainda maior – atualmente são 127 habitantes por quilômetro quadrado.

Na região, há prevalência de construções de alvenaria de boa qualidade, dezenas de templos religiosos e muitos bares e restaurantes, especialmente na avenida Líder, a principal via do bairro. Inaugurada em 2014, a Neo Química Arena, estádio do Corinthians, está a poucos quilômetros. Esperado por décadas pela torcida corintiana, o estádio é a casa da Fiel. 

Mobilidade

O corredor de ônibus que liga a avenida Líder, a principal do bairro, a Itaquera, atende a cerca de 50 mil pessoas por dia. Seus moradores estão entre 15 e 20 minutos das estações de metrô Arthur Alvim e Itaquera, da Linha-3 Vermelha, que faz conexão com as linhas 1-Azul na Estação Sé, 4-Amarela, administrada pelo Consórcio Via Quatro, na República e da Linha 11 Coral da CPTM, que faz interligação com a 1 Azul do Metrô na Estação Luz.  

Educação

O distrito abriga um dos campus da tradicional Faculdade Santa Marcelina. Fundada em 1912 pelas Irmãs católicas Marcelinas, a instituição de ensino chegou à zona leste em 1999. Pela proximidade com o hospital, também administrado pela ordem, a unidade tem foco nos cursos da área de saúde, como enfermagem, fisioterapia, medicina, nutrição e tecnologia em radiologia, além de pós-graduação em gestão hospitalar e dos serviços de saúde. 

Outro centro universitário da região é o Campus Neo Química Arena do Centro Universitário Carlos Drummond de Andrade – UniDrummond, braço de ensino superior do cinquentenário Grupo Educacional Drummond. Instalada nas dependências da moderna arena corintiana, o complexo oferece os cursos de graduação nas áreas de administração, análise e desenvolvimento de sistemas, ciência da computação, ciências contábeis, direito, educação física, futebol, gestão de tecnologia de informação, logística, pedagogia, sistemas de informação. 

A região conta também com centros de ensino profissionalizante da rede Paula Souza, do Governo do Estado. Instalada ao lado da Neo Química Arena, a Fatec Itaquera Miguel Reale é uma das maiores do estado na área de ensino técnico superior. Ali são ministrados cursos de automação e manutenção industrial, desenvolvimento de software multiplataforma, fabricação mecânica, processo de soldagem e refrigeração, entre outros. No mesmo complexo está a ETEC Itaquera II, escola com cursos profissionalizantes ou de ensino médio integrado ao técnico nas áreas de administração, desenho de construção civil, designer de interiores, edificações e transações imobiliárias. 

Há ainda mais uma ETEC no entorno da Cidade Líder. É a Tereza Aparecida Cardoso Nunes de Oliveira, com cursos de administração, automação industrial, eletrônica, eletrotécnica, recursos humanos, secretariado e serviços jurídicos

O Senac também se faz presente na região. A grade de cursos da unidade Itaquera contempla as seguintes disciplinas: beleza e estética, bem-estar, comunicação e marketing, design, artes e arquitetura, gestão e negócios, meio ambiente, segurança e saúde no trabalho, saúde, tecnologia da informação, turismo e hospitalidade.

Entre os colégios particulares de ensino infantil, fundamental e médio estão a Escrevivendo, pioneira na zona leste no sistema Microsoft School, o infantil Raízes e o Elvira Linares. Há também diversas instituições de ensino públicas, como os CEIs Maria Luiza Americano e Celso Daniel, E.E Professor Ascânio de Azevedo Castilho, E.E Prof Ivo Bandoni, E.E Prof Luzia de Queiroz e Oliveira e o E.M.E.F Sebastião Francisco, O Negro, entre outras. 

Saúde

O bairro é assistido pelo Hospital Santa Marcelina (HSM), complexo que conta com o suporte da faculdade homônima. Inaugurado em 1961, tornou-se uma das principais referências hospitalares da zona leste. Oferece atendimento ao Sistema Único de Saúde, convênios e particulares. São mais de 700 leitos disponíveis para atendimento, sendo 111 deles voltados à Unidade Terapia Intensiva (UTI). O HSM tem uma equipe com cerca de quatro mil colaboradores e aproxidamente mil médicos.

Entre os serviços de saúde privados está o centro clínico NotreDame, que atende as seguintes especialidades: ginecologia adulto e infantil, ortopedia e traumatologia, pediatria e exames como eletrocardiograma, raio X simples e ultrassonografia. Na saúde pública, o distrito dispõe da AME Santa Marcelina, das Unidades Básicas de Saúde (UBS) Cidade Lider, Santo Estevão, Vila Carmosina, as Unidades de Pronto Atendimento II 26 de Agosto, Itaquera 24 horas e o Centro de Atenção Psicossocial Infantil (CAPS) II Cidade Líder. 

Próximo ao Hospital Santa Marcelina, está a Casa Ronald McDonald, uma instituição mantida pela rede de lanchonetes fast food que dá apoio e acolhe crianças e adolescentes com câncer em tratamento no HSM. 

Lazer

Próxima a Itaquera, a Cidade Líder compartilha muito dos equipamentos de lazer do bairro vizinho. O mais famoso deles é a Neo Química Arena. A casa do Corinthians recebe também diversos eventos de entretenimento e corporativos. A arena oferece programação para os torcedores do clube mais popular do estado, e também os rivais, frequentá-la até em dias sem jogos do Timão. Uma das atrações mais procuradas é o Tour Casa do Povo. O roteiro inclui visitas à áreas do complexo sem acesso à torcida, como gramado, zona mista, vestiários, auditório e sala de aquecimento. A visita tem duração estimada de 1h20min e alunos de escolas públicas pagam meia-entrada. 

A poucos quilômetros da Neo Química Arena está o Parque Linear do Córrego do Rio Verde. O projeto buscou recuperar a vegetação ciliar do curso d’água, contribuindo para o controle de enchentes e alagamentos e para garantir as áreas de preservação permanente do córrego do Rio Verde, afluente do Jacuí. O espaço conta com equipamentos esportivos e de lazer, pistas de caminhadas, marquises que abrigam atividades socioambientais e pista de skate. Os equipamentos de ginástica, sanitários, rampas de acesso ao parque e áreas de circulação têm acessibilidade para pessoas com dificuldades motoras.

A região abriga ainda o Parque do Carmo – Olavo Egydio Setúbal. Com área de 2,3 milhões de m², é o terceiro maior de São Paulo. A área onde está instalado pertencia à antiga fazenda do empresário Oscar Americano de Caldas Filho, Para a criação do parque, foram mantidos a sede, em arquitetura colonial, um conjunto de lagos e toda a área ajardinada. Anualmente, o parque recebe a tradicional Festa das Cerejeiras, evento que celebra o florescer da árvore-símbolo do Japão e símbolo da comunidade nipônica que vive na região. Todos os anos ocorre a prática do “hanami”, ritual que consiste em sentar-se sobre seus troncos e contemplá-las por longo período.

No parque está instalado o Monumento à Imigração Japonesa. Assinada pelo artista japonês japonês Kota Kinutani, a escultura é formada por sete pedras de granito, sendo uma vermelha no centro, que simboliza o sol, e seis brancas ao redor, representando os seis continentes do planeta. A obra pesa quase 200 toneladas e foi inaugurada em 2008 pelo príncipe herdeiro do Japão, Naruhito. O monarca visitou São Paulo para as comemorações do Centenário da Imigração Japonesa ao Brasil. 

Em 2021, o Parque do Carmo ganhou também um memorial em homenagem às vítimas do Covid-19. O espaço reúne árvores nativas da Mata Atlântica, um ambiente dedicado para reflexão e uma escultura com cápsula do tempo dentro de um globo terrestre onde as pessoas podem deixar mensagens de condolências e contar como enfrentaram a maior crise sanitária desde os tempos da gripe espanhola, epidemia que matou milhares de pessoas no início do século passado. 

Mais uma atração do local é o Museu do Meio Ambiente. Instalado em um amplo casarão, reúne objetos, utensílios indígenas, retratos da São Paulo antiga, exemplares de jornal com reportagens sobre a revolução de 1932, um mapa da Bacia Hidrográfica do Aricanduva, um quadro da Pedreira de Guaianases, esqueletos de cobras e peixes e fósseis doados pela Universidade de Guarulhos. Há também um espaço para exposições de rochas de diferentes localidades do Brasil, fauna e flora da Mata Atlântica, processo de decomposição de resíduos e diversos tipos de madeiras

A grande área verde abriga também a unidade do Sesc Itaquera. Seu parque aquático atrai multidões no verão, feriados e finais de semana ensolarados. Mas o equipamento só pode ser frequentado por usuários credenciados. O local conta também com quiosques com churrasqueiras, cafeteria, restaurante (comedoria) e dois parques lúdicos: um musical, o Orquestra Mágica, com brinquedos e instalações em forma de instrumentos musicais, e o Bichos da Mata, com 330m² de área construída entre trilhas com cavernas, montanhas, ponte-pênsil, um mirante e esculturas gigantescas de animais

Para os aficionados por compras, a dica é o Shopping Metrô Itaquera. Com acesso fácil pela estação homônima do Metrô e CPTM, os moradores encontram mais de 400 lojas e 40 opções de alimentação divididas em quiosques, restaurantes e lanchonetes, além de um oito salas de cinema multiplex da rede Cinépolis. 

Outro grande centro de compras próximo é o Centro Comercial Aricanduva. Além do shopping, conta com o Interlar, megacomplexo do segmento moveleiro, e o Auto Shopping, que reúne 16 concessionárias de veículos e motos. O local abriga ainda dois hipermercados e uma unidade do Detran. O Cinemark Aricanduva oferece 13 salas de cinema, sendo uma 3D e outra Stadium, esta última com capacidade para dois mil espectadores. As salas contam com som dolby digital de última geração. 

Gastronomia

Longe do badalado circuito gastronômico de São Paulo, Cidade Líder tem uma oferta de bares e restaurantes despojados. Como está num reduto nordestino, as casas de culinária típica daquela região se destacam. Exemplo do restaurante Dona Chica. Da cozinha do estabelecimento saem pratos como cuscuz com banana da terra, carne de sol e queijo coalho; baião de dois com costelinha, farofa, batata doce, pimenta biquinho e queijo coalho; e baião de dois com rabada. 

Nas proximidades do Parque do Carmo, a especialidade do Steak 591 é o churrasco, seja ele o assado argentino ou o steak americano. O cardápio é extenso e apresenta pratos com o T-Bone; picanha angus com molho chimichurri, batata chips e arroz parrillero e para quem é vegano ou veggie, mas quer acompanhar amigos, família ou o par, a pedida é o milho cozido coberto com parmesão e molho da casa. Para sobremesa, peça a porção de churros fininhos no melhor estilo espanhol, mergulhados em uma porção de doce de leite.

Para a turma do hambúrguer, a dica é o All Player Burguer. Com temática e decoração inspirada no mundo dos games, a hamburgueria tem um cardápio eclético. A especialidade é o rodízio de hambúrguer e pizza. São mais de 20 opções de lanches e redondas, acompanhados de porções, salgadinhos e bebidas como milk-shake e limonade. E o cliente pode comer e jogar vídeo-game ao mesmo tempo, pois todas as mesas contam com o brinquedo.

O Bar do Zeca Pagodinho é uma das melhores opções do distrito. Instalado na NeoQuímica Arena, a filial paulistana do boteco do pagodeiro carioca tem uma programação diária com shows de samba de artistas consagrados ou rodas de samba da região. Durante a semana, a casa serve almoço executivo das 12h às 16h. Entre os pratos do cardápio estão contra-filé com fritas e farofa de ovos; filé à parmegiana de frango e o tradicional picadinho carioca, com arroz branco, farofa da casa, batata palha e ovo estrelado. Sábados e domingos é a vez do buffet com feijoada à vontade. 

Pet

Não há parques públicos na região com os chamados “cachorródromos”. No Parque do Carmo Olavo Egydio Setúbal e no Linear Rio Verde, os bichos estão liberados. Mas precisam circular com os coleiras e guias. No caso das raças mastim napolitano, pit bull, rottweiller e american staffordshire terrier é necessário atender a legislação municipal, que determina uso obrigatório de focinheira e enforcador. Mas atenção. Apesar de estar no mesmo território, o Parque Fazenda do Carmo não permite a entrada de cães, pois se trata de uma Unidade de Conservação da Natureza. Há uma barreira florestal que separa os dois parques, impedindo que os visitantes passem de um equipamento para o outro.

Apenas uma praça da região, a Roldão Alves Valente, conta com o “parcão”, área segregada onde o seu “cãopanheiro” pode ficar sem coleiras e guias. A exceção fica para cães de raças agressivas, que por lei precisam usar focinheiras e enforcadores. 

O distrito conta com diversas clínicas e serviços para pets. Para quem busca atendimento para o seu bichinho a custo mais baixo, a dica é a unidade Itaquera do Hospital Veterinário Popular. O centro cirúrgico realiza castrações, cirurgias oncológicas, intervenções diversas e procedimentos ortopédicos. Além das especialidades mais convencionais, como cardiologia, dermatologia, endocrinologia e neurologia, o centro oferece  terapias alternativas, como acupuntura. 

Cultura

A oferta de equipamentos culturais de Cidade Líder é bastante restrita. Não há grandes teatros e casas de show privadas. Uma das poucas opções de entretenimento para a população local é a unidade Itaquera do Sesc. O espaço fica nas dependências do Parque do Carmo. Os shows, saraus, espetáculos, peças teatrais e intervenções são realizados na Praça de Eventos, espaço na área externa do complexo. A programação é variada. Para acompanhá-la, acesse os canais digitais do Sesc. 

A poucos quilômetros dali está localizada a Casa de Cultura Raul Seixas. Inaugurada em 1989, mesmo ano da morte do ídolo roqueiro que dá nome ao espaço, oferece oficinas artísticas diversas de canto, teatro, dança, capoeira, violão,  artes plásticas, dentre outras. Além disso, há shows de vários estilos musicais e apresentações de teatro, circo, dança, saraus, hip hop e arte indígena. É um espaço de convivência e agito, principalmente para a juventude da região carente de espaços culturais. A programação abre espaço também para os artistas locais mostrarem  o seu trabalho.

Segurança

A zona leste lidera as estatísticas de roubo e furtos de carros e veículos comerciais leves na cidade. Além dos crimes, a região também é conhecida por ser área de desova de automóveis roubados e por abrigar muitos desmanches clandestinos. Dos dez distritos policiais com maior número de ocorrências desse tipo, cinco estão lá. Os dois DPs que atendem a área de Cidade Líder, 53º Parque do Carmo e 66º Vale do Aricanduva, registraram 741 crimes desse tipo no primeiro semestre de 2023, segundo levantamento do Monitor da Violência do portal g1, com base nos dados fornecidos pela Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP). Houve uma ligeira queda de 10,5% em relação aos números de 2022, quando foram registrados 827 roubos e furtos nas unidades policiais do bairro. 

Em termos comparativos, o DP do Tatuapé, unidade líder no ranking do roubo e furtos de automóveis na capital, teve 841 ocorrências registradas no primeiro semestre de 2023.  De acordo com o levantamento da Ituran Brasil com os números da SSP-SP, foram 33.332 registros de roubo e furto de veículos de passeio e comerciais leves no primeiro semestre do ano – cerca de duas mil unidades a mais quando comparado com o mesmo período de 2022. Os modelos que lideram a lista de mais visados são Volkswagen Gol, Chevrolet Onix e Fiat Uno. 

Localização   

Distrito que integra a Subprefeitura de Itaquera, Cidade Líder faz divisa com os bairros de Itaquera, Vila Carmosina, Parque do Carmo e Vila Nhocuné. Está localizada a 18,3 quilômetros da Praça da Sé; 19,6 quilômetros do Terminal Rodoviário do Tietê; 26 quilômetros do Aeroporto de Congonhas e 23,5 quilômetros do Aeroporto Internacional de Guarulhos. Suas principais vias de acesso e circulação são as avenidas Radial Leste, Itaquera, Miguel Curi, Líder, Afonso de Sampaio e Sousa e Maria Luiza Americano. 

Notícias relacionadas

Imagem destacada

O que exatamente é uma fazenda moderna?

5 minutos de leitura
Imagem destacada

Casas sustentáveis: o que mudar desde a construção até a mobília

3 minutos de leitura
Imagem destacada

Com foco na Geração Z, Passarelli Incorporadora vai lançar R$ 200 milhões de VGV este ano

2 minutos de leitura
Imagem destacada

Depois dos 41 imóveis da Pernambucanas, São Carlos Empreendimentos quer mais lojas de rua

1 minuto de leitura